O país do “mas”

Numa reportagem sobre o Simplex nos centros de saúde, ouvi duas admiráveis expressões ditas por dois cidadãos portugueses:

“Isto está a ficar um bocadinho no século XXI” e “Tenho de andar nos médicos”.

Parece-me que algumas das características mais importantes da portugalidade se reúnem nestas duas frases. Por um lado, está o entusiasmo moderado. Sim, há avanços, inegavelmente há avanços, o português reconhece-os, mas desconfia do seu alcance, mantém sempre uma reserva de cepticismo, e o máximo que pode reconhecer, em Maio de 2016, é que se alcançou “um bocadinho” de século XXI. Porque o português sabe que o avanço brilha, o avanço refulge, mas o avanço é enganador. E, a qualquer momento, o português inflamado pela miragem do Simplex tecnológico, baterá com os dentes todos num demolidor “estou sem sistema” ou num impreciso “a impressora está desfigurada”, que o fará retroceder ao passado dos requerimentos, dos P1s, da palavrinha à senhora doutora, da chamadinha, do “ela não me está a atender”, do “volte para a semana”. [Read more…]

História dos Fatos Sociais e fator issues

En sa robe, couleur de fiel et de poison,
Le cadavre de ma raison
Traîne sur la Tamise.

Émile Verhaeren

***

A propósito do “Doutor em Estratégia ou História dos Fatos Sociais” e dos “fator issues”, mencionados em artigo recentemente publicado no portal das comunidades portuguesas na Bélgica www.luso.eu (apresentado com versão ligeiramente modificada no Público de ontem), eis as imagens do caos.

DRE452016pic

dre652016pica

E hoje? Teremos História dos Fatos Sociais? Haverá fator issues? Não! Hoje, [Read more…]

Jornalistas, Jornalismo

“A gente aqui faz um jornalismo mais ágil, mais dinâmico, mais moderno. Jornalismo-jornalismo já está meio ultrapassado, não dá para ficar apurando, correndo atrás de fontes, checando informação”.
Porta dos Fundos, a falar verdade todas as Segundas, Quintas e Sábados.
Vamo-nos rindo…

Lições do Brasil

Carlos Araújo Alves

1 – A Democracia não se basta com uma Constituição, com um aglomerado jurídico que a suporte, com eleições livres e universais; precisa de tudo isso, mas para ser efectiva a Democracia tem de estar fundada numa larga maioria de cidadãos democratas prontos a construí-la e a defendê-la.

2 – A descoberta e exploração de petróleo ajudou o PT a melhorar as condições de vida dos mais desfavorecidos; o “dumping” no preço do petróleo arrasou com o PT, com o Brasil e com a esperança de milhões de brasileiros em fugir à miséria.

3 – O PT falhou redondamente na sua promessa de erradicar a corrupção económica e política do Brasil; falhou e acomodou-se a ela. Imperdoável para quem defende ideais de justiça económica e social.

A tentativa de “relvização” de Tiago Brandão Rodrigues

sabado

A revista Sábado deu o mote, o ministério da propaganda fez o resto. De um momento para o outro, Tiago Brandão Rodrigues é o Relvas do governo socialista, o gajo que deu o golpe na academia. Com a diferença que, ao contrário do que aconteceu com o ex-braço direito de Passos Coelho, a academia saiu em defesa do ministro da Educação e desmentiu o professor que acusou Brandão Rodrigues de se ter apropriado ilegalmente de 18 mil euros atribuídos pela FCT: [Read more…]

Oriente (1)

Hélder Cordeiro

 

Portugal sob chantagem e ameaça da direita europeia. Com o alto patrocínio de Pedro Passos Coelho

PPE

Na metrópole, ontem foi dia de decidir sobre a aplicação de sanções à periferia. A indisciplina daqueles que decidiram mudar, ainda que de forma muito ligeira, a distribuição enviesada dos sacrifícios, esteve em vias de ser virtuosamente punida, isto apesar de ser dos seus antecessores, e não deles, a responsabilidade pelos indicadores negativos que poderiam levar às penalizações.

Na metrópole, representantes do PSD e CDS-PP, responsáveis por mais de quatro anos de metas sucessivamente falhadas, que em parte nos conduziram a este impasse, encontram-se refugiados num silêncio cúmplice enquanto o seu líder pede a cabeça dos portugueses, numa movimentação inédita que contrasta com os regimes de excepção aplicados no passado às exemplares potências do centro. [Read more…]

Ministro comete crime de apresentar queixa crime contra a Sábado por esta ter praticado um crime

O Direito, ah, o Direito, essa ciência inexacta e críptica e, pelos seus meandros e alçapões, por vezes tão maligna. O esforço que é necessário fazer para esclarecer alguns cidadãos dos seus obscuros desígnios.

Não será certamente o caso de bem intencionados “jornalistas”, a quem o interesse do público à informação rigorosa e isenta, intensa luz que os guia na sua ânsia de verdade, tantas vezes lhes inunda a ética e a deontologia. Esses sabem que o Direito é o agente da mais pérfida censura quando contra eles se vira.

Tomemos como exemplo um hipotético título jornalístico:

“Tiago Brandão Rodrigues cometeu um crime”

Tiago Brandão Rodrigues não é uma hipótese. É uma pessoa. E vá, ministro da Educação. Digamos que o hipotético título é de um órgão de comunicação social detido pelo grupo Cofina, insuspeito de lançar ataques ideológicos nos seus pasquins. E assentemos em que esse órgão é uma revista. Digamos, a “Sábado”. Decerto que não se importará de emprestar o seu reputado nome a este pequeno exercício de pedagogia.

[Read more…]

Hugo Vieira, o goleador com o empresário errado

MdB

Hugo Vieira, tal como Daniel Carriço que hoje ergueu pela terceira vez consecutiva a Liga Europa, ficou fora da convocatória de Fernando Santos para o Euro2016. É estranho que, tendo apontado 21 golos ao serviço do Estrela Vermelha, que este ano conquistou o campeonato sérvio, Vieira tenha sido excluído pelo seleccionador. Entre os eleitos de Fernando Santos, apenas o singular Cristiano Ronaldo marcou mais que Hugo Vieira. Quem segue para França é Éder, o avançado do Lille que se ficou por uns modestos seis tentos na época que agora termina, e cujo empresário, ao contrário de Vieira, é Jorge Mendes. Há quem diga que isto anda tudo ligado…

Fotomontagem via Memes da Bola