Uma besta é uma besta

Para justificar as novas tarifas alfandegárias para produtos canadianos, Trump precisava de alegar que a importação de aço e alumínio era uma ameaça para a segurança. E como a justificou ele?

«Trump asked, according to CNN: “Didn’t you guys burn down the White House?”»

Só dois detalhes. Foram tropas britânicas e foi em 1814.

“The White House was burned by British troops in 1814 as part of a failed invasion of the mid-Atlantic, more than 50 years before the signing of Canada’s confederation paved the way for the founding of modern-day Canada.”

No entanto, a verdade para Trump e seus correlegionários não deve estragar uma boa história. Fica aqui esta nota também para os deslumbrados portugueses que por aí vão debitando coisas.

[imagem]

Actualização: link para as citações.

Comments


  1. Tudo normal. Similar a dizer que a Universidade de Coimbra tem 728 anos, fundada em 1290, quando na realidade foi fundada em Lisboa e entre 1290 e 1536 esteva a maior parte dos anos em Lisboa, em especial durante as descobertas, para o qual teve um impacto quase nulo. E as tripas no Porto relacionadas com Ceuta… o mundo está cheio de histórias da Carocinha, apenas a formação das pessoas pode acabar com isto.

    • Rui Naldinho says:

      “E as tripas no Porto relacionadas com Ceuta… ”

      Não estou a ver os povos islâmicos, mesmo que dominados por cristãos, a comer tripas à nossa moda, em Ceuta.
      Mas desde que vi no Líbano, cristãos maronitas, acho eu, a comer porco, “ao lado das comunidades muçulmanas”, não na mesma zona residencial como deve imaginar, mas aldeias vizinhas, os tais que rejeitam o porco como um animal ímpio, já estou disposto a acreditar em tudo.


      • Para esclarecimento pedagógico, o mito das tripas advém da pretensa necessidade de abastecer a frota de D. João I que ia conquistar Ceuta em 1415 com a carne, enquanto os portuenses ficaram com as tripas para comer. Pois, é como a Chanfana foi criada por freiras que não queriam dar a carne aos soldados franceses jacobinos, e Inês de Castro não era uma ameaça para o reino… A história portuguesa está cheia de mitos e BS de má qualidade


  2. “Só dois detalhes. Foram tropas britânicas e foi em 1814.”

    Outro detalhe é que foram os americanos que se lixaram ao invadir o território britânico que hoje se chama Canadá.


    • Exacto, os americanos é que atacaram primeiro, e de forma oportunista, visto que os Britânicos estavam a tratar de Napoleão na Europa. Um clássico que se repetiu ao longo dos anos, incluindo a guerra contra Espanha devido a Cuba.

  3. ZE LOPES says:

    Só falta o gajo mandar ao Trudeau a conta da reconstrução…

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.