Falta de professores ou a vida dos milionários

Esta chamada está na primeira página do Expresso de hoje e é suficiente para se perceber que deixar os mercados à solta serve para encarecer bens de primeira necessidade como a habitação, que a única política educativa do país consiste em poupar dinheiro à custa dos alunos e que os professores contratados vivem, na verdade, com salários tão miseráveis que não podem pagar alojamentos a preços ditados pelos mercados à solta (aproveitamos para lembrar que os professores não recebem subsídios de deslocação ou de alojamento, ao contrário dos deputados, por exemplo).

Com uma Assembleia da República submetida ao Partido alegadamente Socialista, estas situações irão continuar, porque o PSD, o CDS, o FMI e o que resta da União Europeia não querem saber. Os partidos de esquerda pouco fizeram durante quatro anos e estão dispensados por António Costa. De resto, a maioria dos cidadãos portugueses também não quer saber. Por outro lado, os sindicatos não se sentem lá muito bem.

Comments

  1. JgMenos says:

    Tretas!
    Comecem por pôr a cargo do Estado social os inquilinos que não pagam renda a horas, e a partir daí falem do mercado.

    Passam a vida a querer garantir que os inquilinos possam parasitars os senhorios e depois vêm com o choradinho dos mercados.

    Descaramentop esquerdalho!

    • António Fernando Nabais says:

      Pessoa menos o pensamento: toda a gente sabe que a especulação imobiliária é consequência dos inquilinos caloteiros.

      Estupidez direitola!

    • Paulo Marques says:

      Concordo. O estado que financie directamente a construção de habitação a rodos, ignorando todos os tratados idiotas e as contas certas para alimentar a finança, que o problema fica resolvido.

  2. Emílio Antunes Rodrigues says:

    A habitação é um direito constitucional. Compete ao estado garantir habitação e não aos privados que deviam ser privados de viver à custo dos inquilinos que ou ganham para comer ou ganham para sustentar as mordomias dos senhorios

    • JgMenos says:

      E na opinião deste tótó os senhorios construíram ou compraram as casas à custa de quem?
      Da exploração dos coitadinhos, e os inquilinos são os seus herdeiros; ou seria o estado o herdeiro universal?

      Cambada de comunas!

      • António Fernando Nabais says:

        Ah, que saudades do tempo em que eras bufo da PIDE, não é, fascistazinho da sua mamã?! Por falar nisso, onde é que estavas no 16 de Março de 1974?

  3. Anonimus says:

    O problema são os transportes. Falta deles.
    Somente em Portugal somos “obrigados” a viver na zona metropolitana para que possamos trabalhar em Lisboa.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.