Quão patético é Trump (e a sua extrema-direita)?

DT

Em 2011, Donald Trump fez um vídeo onde afirmou o seguinte:

O nosso presidente vai começar uma guerra contra o Irão, porque não tem capacidade de negociar. Ele é fraco e ineficiente (…) Temos um problema na Casa Branca. Assim sendo, eu acredito que ele vai atacar o Irão, algures antes das eleições, porque acredita que é a única forma de garantir a reeleição. Quão patético é ele?

Entretanto, Obama não só não atacou o Irão como assinou um acordo histórico com aquele país e um conjunto de países europeus, que permitiu controlar os avanços nucleares de Teerão e aproximar antigos rivais, acordo esse que Trump tratou de rasgar mal se sentou na Sala Oval.

Contudo, nove anos depois destas declarações, eis que Trump se coloca no papel por ele próprio descrito, ordenando o assassinato do general Soleimani, sem consultar o congresso, sem aprovação do Senado e em total desrespeito pelo direito internacional. Uma provocação que pode dar origem um conflito em larga escala no Médio Oriente, que fará a guerra na Síria parecer uma brincadeira de crianças. E, se isso acontecer, quando novas vagas de refugiados começarem a dar à costa na Europa, os palermas da extrema-direita cá estarão para agitar o papão conspirativo da invasão árabe. E nós cá estaremos para lhes recordar que tal não seria possível sem o alto patrocínio do habitual terrorismo de Estado norte-americano e do lobby do armamento.

Preparem-se, a próxima crise financeira internacional vai chegar mais cedo do que o previsto.

Comments

  1. Amora de Bruegas says:

    Supondo que haja um aumento conflituoso no Médio Oriente, o que duvido, não entendo porque será apresentado como desculpa credível para a invasão da Europa de civilização cristã, quando mesmo sem quaisquer desculpas, os muçulmanos estão invadindo a Europa há mais de 20 anos, inicialmente de forma discreta, mas com um plano de desestabilização e de pressão ideologica/religiosa por detrás. Ou pensam que foi por mero acaso que a Turquia quer fazer parte da CEE/UE?
    Porque será que os muçulmanos que vivem do ódio aos Cristãos e judeus, não fogem para outros países árabes, caso do Qatar?


    • mais um que acredita no mito da Eurábia, patético.

    • Paulo Marques says:

      São bárbaros, mas têm um plano, quando nem a Europa tem um único. A Turquia, que construiu um muro com dinheiro europeu, não quer aceder à UE por causa dos incutidos mitos das vantagens do mercado único, mas por causa de um plano com outros estados com os quais não se entende.
      Certo. Certíssimo.

  2. Pedro Vaz says:

    Que “extrema direita” qual quê?! Toda a “extrema direita” está contra isto e está desiludida com Trump e a sua submissão ao lobby Sionista que manda nos EUA de cima a baixo. Não sabes nadinha acerca da “extrema direita”.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.