Direita alternativa e aflita

psd

Fotografia: Lusa/Cofina Media@Sábado

A máquina de propaganda alt-right instalada nos Observadores, nos I’s e nas CMTVs está aflita com a quase certa vitória de Rui Rio. Tão aflita que agora se lembrou de nos alertar para o perigo de deixar a ala direita do espectro vazia, à mercê dos Venturas, caso o PSD se posicione ao centro, como (alegadamente) pretende Rio. Mas não há motivo para alarme. O PSD é um partido de direita (que alberga, desde sempre, alpinistas e trampolineiros ultraconservadores e de extrema-direita, porque o poder é muito apelativo e o PSD é a única forma de, à direita, lá chegar), continuará a ser um partido de direita e levará a cabo uma política de direita mal regresse ao governo. Sempre foi assim, sempre assim será. Por outro lado, para promover a extrema-direita e os ultraconservadores já cá temos essa mesma máquina de propaganda. Deixem-se de merdas. Luís Montenegro e restante entourage passista que façam como a sua antiga barriga de aluguer e criem o seu próprio Aliança. Ou assumam o que são e criem um Chega ou uma Iniciativa Liberal, dependendo do caso em concreto. Porque mesmo sendo de direita, e estando, em parte, cercado por gente pouco recomendável, Rui Rio está a anos-luz dos restos do passismo.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    O problema de Rui Rio caso vença esta 2.ª Volta das directas, é fazer regressar ao PSD, o eleitorado perdido nos últimos vinte anos.
    A última eleição autárquica, em 2017, com uma derrota estrondosa; já a de 2013 tinha sido má; foi o toque de finados de um PSD que já não existe no Portugal profundo, seja na província, seja nas cidades. Que já não existe ao Centro, esvaziou-o, e contribuiu como poucos, para o emagrecimento da classe média. Existe sim, no PSD, uma direita reacionária que nunca fez nada de especial na vida. Passos Coelho, mesmo como empresário foi um desastre total. Relvas, seu sócio, uma nulidade completa. Marco António Costa um cacique local. Montenegro, outro artista que foi vagueando como estudante universitário, até arranjar um poiso na bancada parlamentar do PSD.
    Desde a saída de Durão Barroso, um verdadeiro flop, para não dizer mesmo, um oportunista, o PSD como partido vai definhando, e não fosse a resgate externo por via dos devaneios Socráticos e da Banca de casino, nem as eleições de 2011 tinham ganho.

  2. Dragartomaspouco says:

    Concordo.

    Não me esqueço que teve a coragem de enfrentar a mafia do Futebol Clube do Porco e o Porco propriamente dito

  3. JgMenos says:

    Todo o rigorosamente ao centro fede a cedências ao abrilismo estúpido e deficiente que nos vem governando, que mais não serve que para engordar um Estado parasitário e ineficiente.

    • abaixoapadralhada says:

      Repugnante Salazarista e lambe cus de Jesuitas

      Convém leres o que os outros escrevem:

      O João Mendes escreveu

      “Mas não há motivo para alarme. O PSD é um partido de direita (que alberga, desde sempre, alpinistas e trampolineiros ultraconservadores e de extrema-direita, porque o poder é muito apelativo e o PSD é a única forma de, à direita, lá chegar)”

    • POIS! says:

      Pois!

      Pelos vistos JgMenos não gosta do centro. Segundo fontes bem informadas lá de casa fica-se pelas bordas. Enfim, são gostos! Nestas coisas da política…

  4. JgMenos says:

    Ó debaixodasfraldas, aí nas tenebras do servilismo, saberás que que o que a esquerdalhada define por direita é tudo o que não seja mama de Estado, paraíso colectivista, lambe-cús de pastores de rebanho.

    • abaixoapadralhada says:

      Ó repugnante Salazarento. Essa de lambe cus tem direitos de autor.

      Que falta de imaginação, Jesuita de 5ª classe

      • JgMenos says:

        Jusuíta de 5ª classe?
        Essa de invocar a padralhada era certo que que tens história nas classes mais acima…

        • POIS! says:

          Pois, é injusto!

          Todos sabem que o Xô JgMenos pelos menos de 4ª classe é. Alguns duvidam mas eu não.

          O problema é que a escala não é clara. A 5ª classe está acima ou abaixo? É que se está acima, junto-me já aos que duvidam!

    • POIS! says:

      Pois seja!

      Há que fazer uma merecida homenagem! A espantosa ironia, o fino trato, a esmerada educação que denota prolongada frequência dos nossos mais ilustres e distintos salões, tudo isso se reúne na fenomenal criatura que é JgMenos.

      Benditos Salazar e Cerejeira que tão distinto filho nos deste! A Pátria, se não completamente salva, está, pelo Menos, a boiar.

  5. esteves ayres says:

    Os neoliberais com tiques fascistas a tentarem voltar à ribalta:
    Já chegou o ex.-governo de traição-nacional do PSD/CDS de Passos e Portas , tutelado por Cavaco!!
    Fascismo Nunca Mais!

  6. ayres esteves says:

    Uma vez mais os neoliberais com tique fascistas, com o paoio da maioria da comunicação social, como aconteceu com o ex.governo de traição-nacional do PSD/CDS de Passos e Portas, tutelado por Cavaco

    • ayres esteves says:

      Uma vez mais os neoliberais com tique fascistas, com o apoio da maioria da comunicação social, como aconteceu com o ex.governo de traição-nacional do PSD/CDS de Passos e Portas, tutelado por Cavaco


  7. A admiração da malta que jamais votará PSD pelo Dr. Rio só é comparável com a admiração dos lampiões pelo Dr. Varandas.

  8. Pedro Vaz says:

    “A máquina de propaganda alt-right instalada nos Observadores, nos I’s e nas CMTV”

    Observador, I e CMTV a fazer propaganda para o movimento anti-Globali$ta?!?! lololololol…o ultra-Globli$ta PSD alberga “ultraconservadores” e “extrema direita” ?!?! lolololol…o PSD um partido de direita?!? lolololol…como apoiante do Chega mandei uma boa gargalhada. Caro João Mendes…vai dormir…

    • abaixoapadralhada says:

      “como apoiante do Chega mandei uma boa gargalhada”

      Olha que está a fazer concorrência a outro nazi, o caríssimo Sr JgMenos

      • JgMenos says:

        Vê lá se te decides: salazarento, nazi, jesuíta.

        Entretanto, para quando o relato da tua experiência com a padralhada, debaixodasfraldas?

        • abaixoapadralhada says:

          “salazarento, nazi, jesuíta”

          Não são a mesma coisa , mas remam para o mesmo lado, repugante negativo

    • POIS! says:

      Pois, e não é tudo!

      O que dá para rir é a esquerdaria não reconhecer que a Cinderela não chegou a princesa por acaso. Custa muito a uma certa esquerda reconhecer que, num regime de verdadeira direita, há mobilidade social!

      • Pimba! says:

        Há, e é para baixo (especialmente se se comec,ar na classe média).

        Ascenc,öes sociais só existem em regimes de esquerda, como na social-democracia nórdica, onde uma filha de mäe solteira chega a 1.a Ministro. E filha de pobres a Ministra.
        E filhos de soldadores a directores de grandes empresas.

        Coisas assim

        • POIS! says:

          Pois, não sei!

          A Cinderella afinal era nórdica? Olhe que ninguém o diz!

          Nas redes sociais, que é onde se sabem as verdades, li que nasceu na Guatemala e acabou por casar com um principe que conheceu na casa de banho de um baile do jet-set de Nova Iorque. Principe esse que a tornou “Miss Latina de Baixo” e, depois de triunfar no imobiliário, se tornou o rei Trampa I, de cognome “O Laranja” em homenagem ao seu gosto pela fruta.

          Mas sim, era filha de mãe solteira, o que só se soube após o divórcio do quinto marido que, por acaso, era o pai.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.