O Porto à moda do Porto

[Francisco Salvador Figueiredo]

A História diz-nos que ninguém conseguiu conquistar a cidade do Porto. Muitos tentaram, todos quebraram. Desta vez, não falamos de um povo forasteiro, falamos de um vírus que decidiu invadir este jardim à beira mar plantado. E, outra vez, o povo portuense mostrou o porquê de sermos a Invicta. Se noutros tempos foi necessário varrer quem nos atacava, chegou a hora de ficar em casa para não propagar este bicho que chegou.

E, sim, estamos todos de parabéns. Custa-nos a todos. Custa saber que durante semanas não possamos dar um passeio pela Foz, ir beber um café ao Piolho, respirar o ar da Sé ou acabar o dia a apreciar a vista que a Serra do Pilar nos oferece. Mas custaria muito mais a um Portuense saber que não fez tudo ao seu alcance para proteger os seus e manter a Cidade Invicta!

Todos os anos, o Porto vence prémios de melhor destino turístico, melhor destino romântico, melhor destino até para torradas. Chegou a hora de premiarmos o Porto com o Prémio Consciência. O Porto é isto. É como uma família. E é por este sentimento que o Orgulho Tripeiro não morre. Enquanto houver um portuense, haverá sempre Porto e haverá sempre Portugal. Desculpem qualquer coisa, mas tal como Sophia, “não escapo a um certo bairrismo”.

Comments

  1. Dragartomaspouco says:

    O Porto é a fossa para onde corre toda a merda do Norte de Portugal, quer seja de carácter sólido, liquido ou humano

  2. Pedro Vaz says:

    Que adianta esse “Orgulho Tripeiro” se daqui a 50 anos o Porto vai ser mais um buraco Afro-Arábico? Se tens “Orgulho Tripeiro” tens que ser Nacionalista e mais nada.

    • salvador1123 says:

      Ponto de vista interessante. E faço questão de responder apenas a quem faz comentários interessantes e não inúteis.
      Sempre me afirmei como liberal. Mas lá por ser liberal, não quer dizer que não defenda o sentimento nacionalista. Mas esse sentimento tem de partir das pessoas, nunca do Estado. Eu, na minha vida, estou perto de ser considerado um fascista porco e mau. Mas não tenho de impor as minhas formas de pensar para a minha vida aos outros. Não me chamo Maquiavel! 😀

    • Paulo Marques says:

      O Porto tem estrangeiros de todos os tipos, e continua a ser o Porto. A única coisa que o mata é não ter lugar para os nativos, mas, azar, a direita inteira está bem com isso.

  3. Martin Figueiredo says:

    Há sempre uns alarves alfacinhas, queques de Lisboa, que se tratam entre si por você e tratam os filhos da mesma maneira, uns paneleiros da merda, da puta que os pariu, que detestam o que há de melhor neste País, como seja o PORTO. E, por companhia, têm outros cabotinos do corrupto Benfica a fazerem coro. Meus cabrões de Lisboa, aquilo que distingue alguém do Norte é que nós sabemos a onde pertencemos, ao Norte, somos unidos, convivemos com as nossas divergências e jamais nos deixaremos infestar pelo vírus dos alfacinhas.
    Se olharmos para a História, Lisboa estava pelos Miguelistas e foi do Porto que D. Pedro cavalgou para o Liberalismo e para a Democracia. Lisboa foi onde essa ratazana imunda e fascista que foi Salazar se instalou, montou a sua Pide, e governou despoticamente este rectângulo à beira-mar plantado.
    a) Martin Figueiredo

    • Dragartomaspouco says:

      Bimbo

    • Dragartomaspouco says:

      ” aquilo que distingue alguém do Norte é que nós sabemos a onde pertencemos, ao Norte,”

      Adoro o Norte e a minha vida é no Norte.
      Mas não confundo o Norte com o lixo

      Por isso digo que é do Norte, seja do Alto Douro, Tras-os-Montes, Alto Minho e mesmo Beira Alta que vai toda a merda solida, liquida ou humana, para a fossa na foz do rio Douro.

      • Paulo Marques says:

        Pois, como o apoiante de traficantes de droga, a quem o cerco se aperta.

        • Dragartomaspouco says:

          Não acredito que o Dr Bimbo, se meta no negocio do Macaco. Apenas tem que o proteger

          • Paulo Marques says:

            O PC prepara-se para ganhar o campeonato à lampiões, na secretaria. Temos pena, depois tratamos de retirar os outros.

        • Dragartomaspouco says:

          “O PC prepara-se para ganhar o campeonato à lampiões, na secretaria. Temos pena, depois tratamos de retirar os outros.”

          O Dr Bimbo sempre ganhou os campeonatos com fraude.
          Agora se calhar é só na secretaria, mas sempre ganhou com casas de meninas para os árbitros ( 5 de Outubro – Porto, Celorico da Beira, Terreiro das Bruxas- Sabugal, etc etc) para não falar da fruta nos Hoteis. Gente honesta ……

          • Paulo Marques says:

            Quem é que disse mesmo que gostava de garantias pelo outro lado? Pois.

          • Francisco Figueiredo says:

            Só mesmo uma quarentena para me fazer voltar aqui. O Presidente Pinto da Costa, nos anos que foram investigados, venceu como presidente do FC Porto 3 títulos internacionais. Jogos bastante famosos que foram investigados foram embates com o Estrela da Amadora, equipa que lutava para não descer, e o Beira-Mar. Champions? Fácil. Vencer ao Beira-Mar é que era tarefa árdua.
            Nos anos em que o Benfica foi acusado, e sim, desta vez não há 1001 clubes envolvidos, o Benfica fez 0 pontos na Champions, passou apenas uma fase de grupos da Champions, e teve êxitos como os 5 de Basileia a abrilhantar as campanhas europeias.
            A diferença é que na altura, o que o FC Porto fazia, apesar de eu não me orgulhar, não era ilegal e era recorrente. Preocupava-me mais em ter um presidente que escolhe árbitros para meias-finais da Taça de Portugal. O Porto não tem nenhum complexo de inferioridade com ninguém. O Porto e o FC Porto têm noção do quão mais trabalhadores são em relação ao lixo que continua a não orgulhar o nome do país. Mas se para dizer o nome do país, tem de dizer, inevitavelmente, a palavra Porto, é porque na História demos o nome à nação. Contra tudo e contra todos, continuaremos a ser o baluarte número um da nação portuguesa.

  4. Daniel says:

    O que aconteceu aqui?!
    Que idade terão estes comentadores?…


  5. como esperado…. quando se diz a verdade sobre o Porto a inveja, a azia, os parolos do resto do pais descarregam as suas frustrações, e demonstram a sua falta de humildade e ódios de estimação por quem trabalha e tem resultados. Enfim, Camões tinha razão e fez bem terminar os lusíadas com a palavra que melhor traduz o lado negro dos tugas, INVEJA!

    • Dragartomaspouco says:

      “os parolos do resto do pais”

      Vocês é que comem a sopa depois da comida e os outros é que são parolos ?

      Vai chupar na nêspera da tua prima.


      • como esperado, liga-se mais à forma que ao conteúdo, porque razão é obrigatório comer a sopa antes, foi decretado por algum catedrático de leis de Coimbra? A ordem de comer varia, prefiro ser inflexível noutras coisas mais importantes como por exemplo a ética e o respeito pelos outros… e é por isso que estou em casa! Mas enfim, comer a sopa depois da comida é visto como mais relevante e disruptivo!

        • Dragartomaspouco says:

          No tempo da fome comia-se primeiro a sopa, porque a maior parte das vezes era o que havia para comer antes de uma cabeça de sardinha num pão. Assim enganava-se a fome. E isto passava-se em todo o País, menos na fossa. Mas os bimbos são muito inovadores.

          Mas também podes ir chupar a nêspera da prima

  6. salvador1123 says:

    Não sei se me preocupa mais ler os comentários ou ver as reações aos comentários. Uma certeza fica: O Porto não merece este Portugal, merece muito mais.


    • subscrevo por baixo, este Portugal lisboeta e preconceituoso, tacanho e de ideias é um sítio com demasiado lastro do passado e sem futuro

      • Dragartomaspouco says:

        Quem é que te diz que falo de e por Lisboa (isso é um trauma).
        Sou e vivo bem perto da fossa mas não fui contaminado.

        • Paulo Marques says:

          Claramente foste, para achares que é relevante vir falar mal da cidade.

          • Dragartomaspouco says:

            Se tivesse sido contaminado pela merda que cai diariamente nessa fossa, achava que é o melhor lugar do Mundo, como dizem os Bimbos que não conhecem mais nada.

  7. Sidónio Pais Mamede says:

    Ó Dragartomaspouco , és um grande filho da puta.

    Sidónio Pais Mamede

    • Dragartomaspouco says:

      Bimbo Mamerda

      Está a repetir-te o que já é pedir muito para um Bimbo ainda por cima facho

      Eu torno a repetir o que te disse antes

      “Muito obrigado Pais Mamerda

      Isso vindo de um nazi é grande elogio

      De resto sou sim senhor o que me chamaste, quando quero, mas tu o és a tempo inteiro, 24/7/365

      Muito obrigado novamente Mamerda”

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.