Imbecil Mor

Pedro Nuno Santos recordou que 90% dos turistas que chegam a Portugal vêm por via aérea e que, destes, cerca de METADE são trazidos pela TAP, sublinhando que a companhia aérea nacional é a maior exportadora nacional” e que “A TAP é demasiado importante para a deixarmos cair”

Primeiro, este imbecil que tem a mania que tem mau feitio e que é um “durão” nem se apercebe que o registo crispado a que, artificialmente, recorre não convence ninguém. Pelo contrário só o transforma num enorme pateta que ninguém respeita. E num tempo em que abundam os patetas, conseguir fazer-se notado pela patetice, é obra.

Segundo, este imbecil já nem disfarça e assume, expressamente, que para esta corja, Portugal se reduz à capital do império. O interesse nacional é o interesse de Lisboa. As necessidades nacionais são as necessidades de Lisboa. O resto do País quase exclusivamente composto por parolos inconvenientes, é-lhes tão próximo quanto a Nova Zelândia.

Terceiro, este imbecil como bom trafulha que é, mente com quantos dentes. No último ranking conhecido (2019), a TAP (na prática, a TAL, transportes aéreos de lisboa) nem aparece nas 10 maiores exportadoras nacionais. Mas, provavelmente, por circunstancias transitórias (aquisição de aviões), é a 2ª maior importadora (cfr https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/as-10-maiores-exportadoras-e-as-10-maiores-importadoras-de-2019).

Quarto, este imbecil acha que se repetir muitas vezes o que lhe interessa, a ilusão passa a ser real. A TAP (TAL) só é demasiado importante para ele e para a corja de que faz parte. Não compreendo e estou certo que pouca gente compreende, essa necessidade quase física de não abdicarmos de uma companhia de bandeira. Não tenho qualquer orgulho especial em ver o nome de Portugal pintado numa data de aviões. Principalmente quando o custo é o que tem sido e, pior, o que se prevê. Para que se perceba, esta injecção de 1.200 milhões de euros corresponde a um esforço de 120€ por cada Português. Por exemplo, numa Família típica, Pai, Mãe e 2 Filhos, traduz-se num custo de 480€. Perguntem-lhes o que preferem: um alívio fiscal de quase 500€ ou a sobrevivência da TAP (TAL). E atenção que essa sobrevivência vai ser nível “zombie”, nivel “morto-vivo” porque nos próximos tempos, muitas e muitas vezes lá terão de voltar a pagar mais 480€ para que os aviõezinhos continuem com a cauda pintada de verde e vermelho.

Comments

  1. esteves ayres says:

    “Multidão escrava de pé!”

    Nos últimos meses do ano corrente temos constatado aquilo que Marx indicou e previu nas suas obras, isto é, a falência e esgotamento do modo de produção capitalista e do sistema que lhe está associado.
    É precisamente, no momento em que nos encontramos, que os comunistas devem consciencializar as amplas massas populares, com o objectivo e finalidade superiores e supremas de fazê-las ganhar consciência de classe explorada que são, algo que só deste modo poderá fazer a classe operária mais incauta entender o processo histórico e a inevitabilidade da passagem do sistema capitalista para o sistema comunista livre da escravatura assalariada e onde a força de trabalho da classe operária é a chave de tudo e não uma mera mercadoria que a burguesia usa e abusa conforme quer, e enriquece através do sobreproduto que retira das horas não remuneradas que os trabalhadores executam.
    O sistema capitalista é baseado no saque, na exploração e na alienação.
    A classe operária deve ter em linha de conta que a luta é dura e irá demorar até atingir vitórias significativas, porém é assim que teremos uma sociedade que valorize mais o ser humano, e não o humilhe como a burguesia o faz, de forma constante e sistemática.
    Os revolucionários devem continuar a persistir, no estilo de vida simples e luta dura como o camarada Mao Tsé Tung apontou.
    A interpretação e o estudo atentos das obras marxistas devem estar nas prioridades do movimento revolucionário, a prática revolucionária deve estar intrinsecamente ligada à teoria revolucionária.
    O conhecimento, o estudo e a compreensão do Marxismo são tão ou mais necessários e urgentes, como o pão para uma família pobre que passa fome. Só o Marxismo pode trazer uma sociedade nova, um mundo novo, um mundo sem amos.
    Um mundo novo se opõe ao mundo parasitário e explorador.

    04JUN2020 José Afonso Lourdes


    • O ayres deixou de comer com a falência do sistema de produção capitalista!

    • Jota Monteiro says:

      Os Comunistas estão a transformar os capitalistas em seus serventuários. Nunca em tempo algum a força militar e económica comunista foi tão forte como actualmente. Em Portugal já há muitos portugueses funcionários do PC sem o saberem.

  2. Albino manuel says:

    Imbecil é o seu caso. Posso dizê-lo porque insulta assim outros.

    Tudo o que diz é uma mixórdia que não tem por onde se lhe pegue.

    Em todo o caso, para os pacóvios do Porto: são a segunda cidade do país e relativamente pequena.

    Qualquer empresa aérea que tenha como único objectivo o lucro pode ter um voo ou dois pelo Porto. De resto só low-cost. Ninguém quer.

    Se a TAP for privatizada é melhor não contar com mais voos a partir do Porto. Não dá. O Porto é uma espécie de Cork, Gottenburg, Aarhus, Salónica e outras coisas que tais.

    Mais vale investir em Beja do que nisso.

    Quer tomar o avião? Tome o comboio e venha a Lisboa.

    Lisboa já é o que é, meio provinciana, quanto mais esse farol da labreguice.

  3. Paulo Marques says:

    Um alívio fiscal de 500€ para todas as famílias é complicado, tendo em conta que muitas pagam menos ou até não pagam.
    Mas pronto, aumentar uma das principais exportações em 10000 unidades também é uma opção. Quando forem os CTT ou a Ana ou a EDP, o mercado que resolva também, senão também ficamos a viver dentro das nossas possibilidades. Os colégios e as igrejas é que não, credo.

  4. Daniel says:

    “No último ranking conhecido (2019), a TAP (na prática, a TAL, transportes aéreos de lisboa) nem aparece nas 10 maiores exportadoras nacionais.”
    Será assim tão dificil de perceber que ele se referia ao volume de negócios gerado pelos 50% de turistas que chegam Portugal de avião trazidos pela TAP??
    Claro que, como de costume, o importante é marrar!…

  5. Rui Santos says:

    “Imbecil Mor” diz o roto ao nú. Mais um cronista formato Chega.

  6. Anónimo says:

    Este tipo anda com um tipo de linguagem que deveria envergonhar os restantes ladrões…

    • miguel fonseca says:

      Devia dizer que se está a cagar para ele como o presidente da assembleia da republica disse?É isso?

  7. Sarfarão Azevedo says:

    “este imbecil que tem a mania que” é um reles pafioso desesperado. A vossa travessia no deserto irá ser longa, por isso, pia baixinho e adapta-te!

  8. César P.Sousa says:

    Sempre que o Carlos Garcez Osório levanta a tampa do tacho em que esta praga Xuxalista cozinha as iguarias com que os afilhados se lambuzam nas gamelas de São Bento,há logo arraial e filarmónicas no recinto da feira..Pior ainda quando a ementa mete cuscuz e carneiro guisado ,ou seja o manjar de eleição da “MOIRAMA” lisbonense .Ele é xiitas,ele é sunitas ele é berberes a cheirar a cócó de camelo em pé de guerra à pedrada e ao coice . Ainda bem que está vacinado contra a mordedura da canzoada lisbonense.Os coitados andam à mingua de subsídios,e a coisa começa a ficar preta.Ou compram uma panela maior ou parece-me que alguns ficam a ver navios.
    Deixo aqui um convite para o Osório escrever umas linhas quando for oportuno , claro,sobre uma personagem ,verdadeira mente,única chamada Fernando Medina .Já marquei consulta com o psiquiatra que me segue,pois sempre que aquela coisa aparece na tv,começo logo a pensar em leitão à Bairrada !
    Porque será ?

    • Rui Santos says:

      Conversa da treta de mais um ovelha pafiosa tresmalhada.além de perdida está perturbada. Nota-se.

    • POIS! says:

      Pois deve ser porque está fixado na laranja que o suíno tem na boca!

      O caso não é para riri e não sei se o psiquiatra que lhe tapa as costas será o adequado. Tem de consultar um especialista em suinofilias, mas há poucos e estão muito ocupados com os seguidores do Trump.


  9. E num tempo em que abundam os patetas, conseguir fazer-se notado pela patetice, é obra.

    Hoje em dia é fácil identificar patetas. Basta ir à rua, e quem andar com máscara está identificado…

    • anticarneiros says:

      No teu caso, não é preciso. Basta ler as tuas bojardas de garotão

    • POIS! says:

      Pois é mas… o Sr. vai à rua? Estou admirado!

      Pensávamos todos que passava a vida em casa a produzir emijos e mémés, e a contemplar manadas virtuais..

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.