Tolerância zero

Unlimited tolerance must lead to the disappearance of tolerance. If we extend unlimited tolerance even to those who are intolerant, if we are not prepared to defend a tolerant society against the onslaught of the intolerant, then the tolerant will be destroyed, and tolerance with them. — In this formulation, I do not imply, for instance, that we should always suppress the utterance of intolerant philosophies; as long as we can counter them by rational argument and keep them in check by public opinion, suppression would certainly be unwise. But we should claim the right to suppress them if necessary even by force; for it may easily turn out that they are not prepared to meet us on the level of rational argument, but begin by denouncing all argument; they may forbid their followers to listen to rational argument, because it is deceptive, and teach them to answer arguments by the use of their fists or pistols. We should therefore claim, in the name of tolerance, the right not to tolerate the intolerant.

Comments


  1. Tudo conversinha para ressuscitar a memória do nazismo e do fascismo a propósito do incómodo que lhes traz o Chega e ocultar os fdp que não toleram a propriedade privada à primeira oportunidade de poder e são especializados em definir e não tolerar ‘inimigos de classe’!

    • abaixoapadralhada says:

      Isto digo eu,jGMenos, Sa Lazarento encartado

    • POIS! says:

      Pois pois!

      Parece que, atualmente, o único problema em relação aos”fdp” é mesmo a “ppp” (puta da propriedadezinha privada). No resto os “fdp” são até muito úteis! Nazismo, fascismo e “comunismo”, ora essa, do meio para a frente é tudo igual, desde que seja para atropelar direitos das minorias, esmagar os desgraçados e promover o enriquecimento dos “mais aptos” à tripa forra.

      Daí o diferente tratamento dado a regimes como Cuba, Coreia do Norte ou Venezuela e, por exemplo, China, Vietname (uma dos Supremos Liberais cá do burgo é até lá professor) etc.


      • Este POIS é o exemplo acabado do comuna burro, foda-se !

        VtF


        • É burro por nos lembrar que o fundador da “Iniciativa Liberal” é pago pelos impostos cobrados ao povo da República Socialista do Vietname?

    • Paulo Marques says:

      Qual “propriedade”, não sejas antiquado, hoje é tudo a crédito ou a subscrição, ter coisas é reaccionário. Até os maiores defensores da propriedade privada se esquecem de defender a propriedade do pleno emprego.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.