Comunismo nunca mais!

Há 52 anos, em Praga, Jan Zajíc queimou o seu próprio corpo em protesto contra o comunismo. Não pode haver contemplações com um ideologia criminosa. Jan Zajíc é um herói.

Comments

  1. abaixoapadralhada says:

    Fico à espera de um post teu quando se comemorarem os anos em que milhares de budistas no Vietnham, queimaram o seu próprio corpo em protesto contra a tua ideologia. E olha que foram muitos e não apenas um.
    Mas tu pensarás decerto: eram amarelos feitos com os comunas do norte, que se lixem.

    Pois, é assim a hipocrisia liberoide

  2. esteves aires says:

    Em 28 de Maio de 1975, 432 militantes e simpatizantes do MRPP
    presos sem culpa formada pelo COPCON, onde houve espancamentos e a resposta foi greves da fome, e realizadas miniestações de apoio para libertação dos presos políticos.,,,
    Pois, foi assim a hipocrisia dos partidos e de alguns ditos democratas

    • José Silva says:

      Concordo em absoluto com o Francisco Figueiredo: COMUNISMO NUNCA MAIS!

      • esteves aires says:

        qual comunismo. eu nunca vi nenhum país comunistas, houve isso sim, fascistas e ditadores como o Salazar/ Marcelo (não este o o padrinho) e mais recente o neofascista Ventura… Fascismo nunca mais!

        • Roberto Paulo says:

          China é uma ditadura fascista! Cuba idem! A Coreia do Norte é duplamente fascista!

          Outro idiota!

  3. Daniel says:

    Nunca mais?!
    Mas já existiu?

    • abaixoapadralhada says:

      Não existiu em Portugal, mas o fascismo existiu. E é isso que os “Figueiredos” querem esconder.

    • Paulo Marques says:

      Havia umas comunas na Catalunha, Paris, e Rússia, e uns esboços pelos lados do Chile, mas era uma chatice e teve que se aniquilar tudo.

  4. Paulo Marques says:

    Bom, avisa aí os camaradas que é para não vender mais monopólios à China “comunista”, sff.

  5. POIS! says:

    Pois faça-se uma correçãozinha e um acrescentozinho.

    O protesto não foi contra “o comunismo”. Foi contra a invasão das tropas do Pacto de Varsóvia.

    Três anos antes tropas americanas e de amigalhaços da OEA invadiram a República Dominicana. E houve combates. Pela mesma ordem de ideias, quem resistiu protestou contra o liberalismo.

    Não pode haver contemplação contra criminosos que tratam outros países soberanos como coutada sua.

    Liberalismo nunca mais!

  6. Júlio Rolo Santos says:

    Nem comunismo nem fascismo e olhe que andam por aí.

    • POIS! says:

      Pois tem V. Exa. toda a razão.

      Ainda ontem os vi. O fascismo está gordinho, o que não admira, tem andado pelos jantares do “chega”. Noutro dia em Braga o apetite era tal que até tentou devorar dois jornalistas à sobremesa. Como foi impedido, pôs-se a arrotar calhaus. Um javardo!

      Já o comunismo está um pouco abatido, mas anda animadito. Já está habituado, são quase 100 anos de controle de calorias. Já o tentaram enterrar umas dezenas de vezes, mas o jazigo, surpreendentemente, continua vazio.

      Se o fascismo precisar dele para uns venturosos amigalhaços, é só dizer, há lá muito espaço.

      • Claudia Oliver says:

        Já enterraram algum, às vezes liquidado pelo própria comuna. Mas ainda resistem… Oh se resistem! Avante, camarada, avante!

        • POIS! says:

          Pois tá bem!

          Aconteceu com V. Exa.? Foi? Lamento sinceramente.

          Vá, continue a cantar, pode ser que alguém a ouça. Se não estiver muito fundo talvez tenha sorte.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.