Só se for na PlayStation

Temo ter de relembrar, àqueles que se revêem nos actos de Kyle Rittenhouse e o desculpam com base na “liberdade individual”, que a vida real não é o GTA.

Comments

  1. Paulo Marques says:

    João, acho que os camaradas em geral esquecem-se que, por muito alienígena que nos seja, sim, a vida real em muito daquele país é o GTA. Ou melhor, o RDR, de onde nunca saíram.
    O facto do sistema ter os efeitos quem tem, parafraseando outro, necessita de algum tipo de Teoria que pudesse nos ajudar a entender Criticamente como a lei pode impor hierarquias Raciais enquanto supostamente é formalmente indiferente a elas. Porque das armas não se vão livrar.

    • Paulo Marques says:

      É que, bem, não sei onde viram a notícia, mas é importante perceber que, a partir do momento em que entraram em ameaças, as duas partes tinham razão para ter medo e disparar.
      E, bom, uma acusação que faz a Cândida Almeida parecer o Columbo.

      • Pimba! says:

        … curiosamente, só uma das partes é que disparou.
        … curiosamente, a parte do costume, a parte que se diz “pessoa de bem que usa as armas só para defesa” contra os “maus que atacam”.

        Quanto à acusac,äo… credo, pior só mesmo o baleado que quase parece que acha bem ter levado um tiro!

    • João L Maio says:

      Paulo Marques,

      Compreendo tudo o que diz. O assustador é verificar que, em Portugal, haja gente capaz de se rever no ideal da terra queimada. E digo-o, apontando o dedo às duas partes do espectro.

      • Pimba! says:

        … uma das partes ataca pessoas.
        … outra das partes ataca, no máximo, “propriedade”.

        Tudo igual, realmente…
        … já agora, dêem direito de voto às lojas e demais propriedade!