Divisão no PS Gaia

Há mais de um ano atrás houve quem tivesse percebido que a Medalha Municipal que o presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia e líder do PS/Gaia entregou ao vice-presidente do PSD, Marco António Costa, não era um simples gesto bizarro, destituído de significado político. Pelo contrário, era, para quem tivesse os olhos abertos, o sinal de que a estratégia política do Partido Socialista para a terceira maior cidade do país passava pelo “Bloco Central de interesses” e que estávamos perante a reabilitação simbólica daqueles que foram acusados, pela generalidade da “Esquerda”, de levar este país ao chão e de o arrastar por um processo de destruição social sem precedentes.

Parece haver, agora, dentro do PS/Gaia, quem tenha descoberto esse truque, essa verdadeira traição aos valores proclamados pelo Partido Socialista, e se afaste dessa estratégia, criticando os dirigentes concelhios que a impuseram.

Escreve Agostinho Lisboa, um dos mais notáveis militantes socialistas de Vila Nova de Gaia, que recusou participar das listas do PS à próximas Autárquicas, porque:

[Read more…]