Construção embargada

“Os portugueses sentem-se pouco europeus”, leio por aí. Olha que novidade. Os portugueses nunca se sentiram verdadeiramente europeus por todas as razões que os separam desse povo imaginado, indistinto e vago, constituído por gente culturalmente muito diversa entre si, cidadãos de um império alargado em combinações possíveis. Os portugueses são um povo demasiado (ou suficientemente, conforme a perspectiva) ancorado materialmente na sua identidade (na sua terra concreta, a que sempre regressam, propulsados pela saudade) para conseguirem projectar-se numa utopia a que a realidade tem conferido crescente distância. [Read more…]

Hóquei em Campo: uma foto para a história

 Armindo de Vasconcelos

Portugal, em masculinos, e Irlanda, em femininos, conquistaram a medalha de ouro nos Europeus. É um escalão menor, mas, em 2014, já estarão no patamar acima. Daí, essa alegria contagiante e essa amizade que o desporto sempre faz nascer. Porque são raras estas imagens de união, mesmo no desporto onde cada um comemora à sua maneira, quase se constituindo excepção, seja-nos permitido sorrir com estes jovens atletas que suaram para atingir a sua glória como equipa.
E foram os melhores. Eles, portugueses; elas, irlandesas.

a couvade. gravidez masculina

denominada também gravidez de simpatia

Para o meu próximo neto/neta britânicos, ainda sem nome, do seu avô português

Parece brincadeira, mas não é. A foto que mostro no texto é a imagem da psicologia dos pais quando as suas mulheres estão grávidas. Pode-se pensar que acontece apenas em sítios como na etnia Bororó[1], entre os Sambia[2] da Nova Guiné, ou, ainda, entre os Picunche do Chile[3] Seria um grande engano para a população. [Read more…]