No fundo, eu sou um sentimental

Todos nós herdámos do sangue lusitano uma boa dose de lirismo

além da sífilis, claro

Brasil – um imenso Portugal

Rio de Janeiro ainda com o cheiro dos portugueses

E passo a responder: oxalá que esse “cheiro dos portugueses” lá permaneça por muito tempo, pois trata-se de raízes, de um património cultural de valor inestimável que fazem parte indivisível daquela grande nação que hoje é o Brasil. E o Brasil ganha com este “cheiro”!

Ainda neste contexto, vai uma mensagem especial aos meus amigos gaúchos, sob forma da seguinte citação:

“… É de justiça que se reconheça que foi vital para o sucesso das armas portuguesas…a atuação do Marquês de Alegrete*…o Brasil ficou-lhe devendo, […] mais que a qualquer outro general, o arredondamento de domínio ao sul do seu território”.“A Saga no Prata”, pág. 335 – Juvêncio Saldanha Lemos –  Letra & Vida, Porto Alegre 2009. Recomendo a leitura desta excelente obra que sendo de grande conteúdo mantém de forma exemplar o equilíbrio entre um grande livro e um livro grande.

Abraço

Rolf Dahmer

Alegrete/ concelho de Portalegre / Portugal

Fado Tropical

Chico Buarque de Holanda

Oh, musa do meu fado
Oh, minha mãe gentil
Te deixo consternado
No primeiro abril
Mas não sê tão ingrata
Não esquece quem te amou
E em tua densa mata
Se perdeu e se encontrou
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um imenso Portugal [Read more…]