José Lello, o infobruto

O vídeo exibido mais abaixo explica a magna questão do deslize facebookiano que está na berra e que traz os portugueses preocupados. Na verdade, a avaliar a violência com que José Lello, irritado com os jornalistas, fechou o computador em Março de 2010, imagina-se como não tratará o Blackberry, instrumento delicado que exige a disponibilidade de um polegar oponível. Um especialista consultado pelo Aventar afirmou que a motricidade grossa do deputado socialista terá provocado um problema no carburador do “facebook”, tornando possível alternar descontroladamente as mensagens privadas com as públicas e vice-versa. Lello, mais do que um cibernabo, é apenas um infobruto ou um troglodigital. Estranha-se, portanto, que o mesmo José Lello tenha declarado que o parlamento não é a aldeia dos macacos.

 

Leituras recomendas ao deputado Lello e C.ia

fb for dummies  twitter for dummies  farmville for dummies  don't reply
clicar para ampliar

José Lello disse que chamar “foleiro” a Cavaco foi “mensagem involuntária” e resultou de uma “uma arreliadora deficiência tecnológica, que passou a público” (i e Público). Agora que os corporativos declararam que usar Nokia é contranatura e sabendo que o Magalhães é o computador oficial de todos os ministros (actuais e wannabe), compreende-se que o deputado ainda não esteja à vontade com o seu Blackberry. Já Nogueira Leite parece mais confortável com as coisas geek mas nota-se-lhe um défice de leitura. E assim está conseguido mais um dia de fait divers, a fugir de se discutirem os problemas e soluções para o país.

Lello, o Tiririca do PS

O homem chamou-lhe deficiência tecnológica. Eu concordo parcialmente. É deficiência, sim, mas não tecnológica.