A actualização da foto (alternativa) de capa de Carlos Abreu Amorim

Um destes dias, um leitor alertou-me para uma actualização facebookiana peculiar. O deputado Carlos Abreu Amorim tinha uma nova foto de capa mas a dita não era propriamente nova. Ou tampouco uma foto. Era um print screen de uma peça da RTP sobre a emigração pós-troika, de Outubro de 2012, e o jovem na imagem, escolhido pelo social-democrata para forrar o topo do seu perfil no Facebook, tinha acabado de escrever uma carta ao então presidente Cavaco Silva. Uma carta onde afirmava sentir-se expulso do país. Um país governando por Pedro Passos Coelho, que Abreu Amorim apoiou incondicionalmente.  [Read more…]

Beleza americana

image

O Facebook bloqueia quem publicar fotos de mamocas, mas não tem problemas com mensagens racistas ou de ódio.

A última onda por cá consiste em publicar uma foto de Mário Soares na praia com uma jovem em topless e ser-se bloqueado pelo Facebook. A ironia tem destas coisas e o falso moralismo americano, mais a sua visão totalitária do mundo, também.

Uma boa oportunidade para ver ou rever o filme Beleza Americana.

Trumpetes, as cornetas que aspiram chegar ao som do clarim

Pergunta-se porque é que metade da população americana acreditou em fantasias como a participação de Hillary Clinton em rituais satânicos? Pois a resposta é simples, o tempo vertiginoso da mentira é imbatível e é isso que valoriza os trumpinhos, quanto mais extravagantes melhor. Olhe à sua volta em Portugal e veja como eles estão tão deslumbrados com Trump, acham que chegou a sua hora.

Como o Facebook permitiu a vitória de Trump

image

Um artigo na Wired explica a forma como o Facebook contribuiu para a vitória de Trump. Não foi tanto pelas notícias falsas, isso deve ter sido mais reservado ao Twitter, mas sim pela angariação de fundos e pela observação, em tempo real, do efeito do arranjo das comunicações de campanha (se funcionava melhor um vídeo ou uma imagem estática; se certo destaque devia estar antes ou depois do título; etc.). O grande investimento em propaganda por parte da campanha de Trump foi, precisamente, no Facebook. Leitura obrigatória para os nossos doutores em rotação.

Here’s how Facebook actually won Trump the presidency

Nada a que os pafiosos estejam desatentos, dada a experiência demonstrada no império do click, montado durante o anterior governo (Observador, perfis falsos no Facebook, equipa de produção de fotomontagens, constante produção de “factos” políticos, etc.).

Cuidado com a corrente do Facebook, mas no que respeita aos anúncios de perigo

Roubo de dados pessoais e de endereços de IP, spam, phishing, burla, propagação de vírus e demais sete pragas do Egipto em versão digital foram os perigos que vários órgãos de comunicação social, alguns até dizendo-se como de referência, anunciaram como podendo acontecer a quem aderisse à corrente “Desafio aceite”.

Esta corrente consiste em publicar no Facebook uma foto a preto e branco, como forma de suporte à luta contra o cancro. Obviamente que nem essa luta ganhará com isso, nem os utilizadores do Facebook ficarão mais expostos do que quando publicam qualquer outra foto.

Na verdade, o único truque nesta campanha chama-se clickbait e é praticado, precisamente, pelos órgãos de comunicação social que publicaram no Facebook estas notícias alarmistas para atrair visitas para o seu site.   Onde, naturalmente, vendem publicidade em função do número de visitas.

Posto este esclarecimento, vamos lá começar uma campanha como deve ser. Se acha que o mundo não vai acabar amanhã às 22:53, tome um bom banho matinal e alimente-se bem, pois vai ser um dia longo.

O direito à imagem

img_4221-2

Existem já decisões de tribunais superiores impedindo ou limitando a publicação no Facebook de fotografias de cidadãos menores de idade.
[Read more…]

Deputado do CDS-PP arrasa estratégia do PSD

FMdS

O PSD ainda não tem estratégia para o actual ciclo político? Olha, se calhar tem. O problema é que não parece ir pela via da democracia, mas pela via da secretaria.

Estou a falar da diminuição da representatividade parlamentar da sociedade portuguesa através da redução do número de deputados, que inevitavelmente afetaria mais, de forma desproporcionada, todos os partidos que não sejam o PSD e o PS”.

Seja como for, o PSD precisa do PS, que está acorrentado ao PCP e ao Bloco. Valha-nos isso.

Explique lá qual o magno problema da democracia portuguesa e do sistema político que exige a redução de deputados. Estou em pulgas para saber. Isto vem do mesmo espírito que levou à antecipação do congresso da JSD para que o presidente se pudesse recandidatar. Guardem essas brincadeiras para vocês.

A democracia não se aperfeiçoa punindo a democracia. Mas vá, mais uma oportunidade: qual o benefício da redução de deputados?

Como é que a redução de deputados aproxima os eleitos dos eleitores?

Na deliciosa discussão com um dirigente da JSD que se seguiu, as duas últimas perguntas não obtiveram resposta. A narrativa populista do interlocutor de Francisco Mendes da Silva sobrepôs-se ao essencial. Mas foi uma tareia bonita de se ver.

O carreto contra balanço e o correto balanço

Je n’ignore pas combien il est malpropre de parler de soi, et quel blâme on s’attire. Mais, en parlant de moi, ce n’est pas de moi que je parle.

— Jean Cocteau, Démarche d’un poète (introduction, édition et notes par David Gullentops), Paris, Éditions Grasset & Fasquelle,  2013, p. 103

***

Algures, no Facebook (sim, está na moda), Maltez refere-se a “correto balanço“. Curiosamente, até hoje, em português europeu, só encontrara “carreto contra balanço”.

carreto contra balanço__a

Exactamente: carreto contra balanço. Correto balanço, em português europeu? Não conhecia.

No mesmo texto, Maltez escreve: «desenha a respetiva estratégia de autoridade». Efectivamente, respetiva/respectiva. Sim, isso já conhecia.

Marcelo Rebelo de Sousa patrocinado pelo Expresso

MRS

Sim, já sabíamos que a imprensa adora Marcelo e que o carregou em ombros das instalações do Grupo Prisa até ao Palácio de Belém. O que talvez muitos não soubessem é que, apesar de já eleito, alguns jornais ainda se dão ao trabalho de continuar com o processo de beatificação. Marcelo, o Afectuoso, foi a pé de sua casa para a sua investidura com presidente. O Expresso acompanhou o percurso, publicou a peça e ainda decidiu pagar ao Zuckerberg para patrocinar este importante acontecimento no Facebook. E porquê? Não sei. Fica a dúvida que partilho com a página Os truques da imprensa portuguesa.

Imagem@Os truques da imprensa portuguesa

Pedro Passos Coelho entra no negócio dos conselhos

CP1

Ainda que sem o apoio da imprensa nacional para a divulgação destes conteúdos em massa, mas imbuída do mesmo espírito humorístico, ainda que com um toque de realismo, Uma Página Numa Rede Social compilou alguns conselhos de Pedro Passos Coelho que marcaram os quatro anos de governação PSD/CDS-PP e que o leitor poderá encontrar em baixo. Lamentavelmente, a imprensa não demonstrou ainda qualquer tipo de interesse, o que a julgar pela rapidez com que promoveram os conselhos de António Costa é bastante elucidativo. Tal como não se interessaram, por exemplo, pelos tweets de Pedro o PM. É que os holofotes mediáticos, quando nascem, não são para todos. E quando os proprietários dos meios de comunicação em questão são amigos ou militantes do partido mais interessado na divulgação ou rapaziada da máquina de propaganda, o conseguimento é sempre mais eficaz. [Read more…]

O salto evolucional dos perfis falsos do PSD

DS

(Cindy Joseph, uma das muitas caras do perfil falso que administra o maior grupo de apoio ao PSD no Facebook)

Há perfis falsos e perfis falsos. Clones como eu gosto de lhes chamar. Uns são efémeros, como a saudosa Maria Luz, outros andam por aí, como se nada fosse, caso da actriz e conferencista Sasha Grey (Laura Campos por terras lusas). Mas o universo de clones laranjas já não é o que era.  Longe vão os tempos das trincheiras.

Trago-vos hoje essa versão optimizada de perfil falso, a face visível do salto evolucional destas coisas. Um perfil falso que, mais do que debitar propaganda do defunto PàF, administra o maior grupo de apoio ao PSD que existe no Facebook. Dá pelo nome de Diana Sousa, usa fotos de modelos russas e da conhecida modelo “sénior” Cindy Joseph, defende a corrida aos levantamentos bancários em massa como forma de protesto contra o actual governo, articulada com uma página de Facebook com origens óbvias que dá pelo nome de “Salva o teu dinheiro da 4ª bancarrota socialista” e trabalha em articulação com outros clones e destacados soldadinhos de chumbo da polícia de choque do PS nas redes sociais. [Read more…]

Os perfis falsos e a criminalização da sua conduta na Internet

2_thumb-1Hoje as diversas redes sociais, os fóruns de comentários de jornais, rádios e televisões estão repletos de perfis falsos.

Aqui fica o alerta, para aqueles que, neste blogue, ou noutro qualquer, bem como nas redes sociais se encondem atrás de perfis falsos com o intuito de mal tratar, insinuar ou insultar as mais diversas pessoas ou instituições,que poderão ser sancionados civil e criminalidade pelos tribunais.

Numa notícia muito interessante do jornal Público que aborda a questão da actividade das pessoas no Facebook e dos perfis falsos o advogado Manuel Lopes Rocha recorda que ” a identidade de cada um é protegida civil e criminalmente. Ninguém tem o direito de usar a identidade de outrem”.

Na mesma notícia o juiz Joel Ramos Pereira afirma que “se a coberto desse perfil falso forem proferidas expressões ou feitas imputações, não está excluída a responsabilidade do efectivo autor do facto”.

[Read more…]

Zuckerberg doa a Zuckerberg e foge ao fisco

SONY DSC

É impressionante a falta de sentido crítico dos nossos media na difusão da notícia da “doação” da fortuna de Zuckerberg à caridade internacional, transmitindo a ideia de um filantropo profundamente generoso, completamente desligado da volúpia do clube dos multimilionários norte-americanos, realizando um sacrifício pessoal por “um mundo melhor”.

Quando se lê com rigor a carta de Zuckerberg, percebemos que doará durante os próximos 45 anos (a doação não é imediata) 99% da sua participação na Facebook (cerca de 45 mil milhões de dólares) à fundação Chan-Zuckerberg que pertence à própria família Zuckerberg. Foi registada como uma sociedade de responsabilidade limitada, ou seja uma Chan-Zuckerberg Ltda. e não uma fundação caritativa. Este estatuto não obriga Zuckerberg a aplicar o dinheiro em ações caritativas, permitindo-lhe investir em tudo o que quiser, inclusivamente em investimentos lucrativos. Zuckerberg poderá também transferir para a fundação os lucros da sua participação na Facebook escapando aos impostos, mas ainda mais interessante é a possibilidade da sua família herdar a sua fortuna via fundação sem ser taxada.

Nada disto é novo, a fundação da família de Bill Gates funciona em moldes semelhantes e como já foi denunciado em várias peças de jornalismo de investigação, a sua atividade económica mais importante é o investimento em fundos e em produtos financeiros. A caridade é uma atividade quase de fachada financiada apenas com os juros e os dividendos da sua fortuna envolvendo quantias bem mais modestas que as transações da fundação de Gates nos mercados financeiros.

Por favor, não “desamigue” idiotas no Facebook

Miguel Szymanski

Por favor, não “desamigue” idiotas no Facebook.
No Facebook há cada vez mais pessoas que “desamigam” idiotas, por exemplo, pessoas, que vêem nos refugiados – refugiados, porque em fuga do terrorismo – a causa do terrorismo. Ao “desamigarmos” idiotas no Facebook damos o primeiro passo para criar um gueto de idiotas. Uma aldeia de idiotas, um facebook que é a cara chapada dos idiotas.
Idiotas que deixam de ler pessoas mais inteligentes ou mais cultas – ou, pelo menos, pessoas menos idiotas -, porque foram “desamigados”, não se tornam menos idiotas. Tornam-se mais idiotas. E nós não precisamos de mais idiotas a falar uns com os outros, para nós ficarmos a falar sozinhos, feitos idiotas.
Temos que continuar a falar com o idiota. Esse é o nosso dever. A nossa cruz. Às vezes sobre filosofia, às vezes sobre política ou futebol.
Por favor, não o “desamigue”. Adopte um idiota. Dê-lhe abrigo e flocos alimentares para o cérebro. Ele são muitos e precisam.

Maria Luz morreu

O perfil falso “Maria Luz“, parte da estratégia de perfis falsos da PAF, desapareceu do Facebook.

maria-luz-morreu

Desde Maio de 2014 até às eleições legislativas de 2015, este perfil falso arranjou cerca de cinco mil “amigos”. Este perfil e mais uns quantos perfeitamente identificados usaram imagens de mulheres atraentes para pescar amizades, constituindo uma rede de difusão de propaganda no Facebook. O princípio é simples. Um post publicado aparece automaticamente no mural dos amigos e dos amigos dos amigos. É uma ligação directa, sem filtro, aos potenciais eleitores.

Mesmo depois da campanha eleitoral, esta rede continuou a funcional e este perfil “Maria Luz” foi um veículo constante de propaganda anti-Costa, cheio de ataques pessoais. Agora foi apagado. Mas na Internet nada desaparece. Pode consultar as cópias desse perfil falso aqui.

[Read more…]

Ex-actriz porno apoiante do PàF em conferência no Porto

Sasha Campos

Laura Campos, activista ao serviço da coligação PSD/CDS-PP durante a campanha para as Legislativas e conhecida no mundo artístico como Sasha Grey, famosa actriz pornográfica, estará amanhã no Porto a participar no Fórum do Futuro 2015, uma iniciativa do pelouro da cultura da Câmara Municipal do Porto. Fiel aliada da incontornável Maria Luz, ícone maior não da pornografia mas da prostituição política, sob a égide de um qualquer spin doctor ao serviço dos radicais do PàF, Laura Campos – Sasha Grey se preferirem – irá debruçar-se sobre o tema “O prazer na arte“, numa possível alusão à arte pafista de fornicar os portugueses com propaganda galdéria e/ou ao imenso prazer que qualquer fanático da extrema-direita Tea Party nacional retira do seu meretrício inabalável, enquanto participa no assalto às estruturas de poder e no enxamear da Administração Pública de boys e outras prostitutas, versadas no alpinismo político e exímias trepadoras da escada do felácio. A não perder.

Foto: Facebook de Laura Campos

Os truques da imprensa portuguesa

uma página no Facebook que vale a pena frequentar.

Reportagem SIC sobre os perfis Facebook falsos da coligação PAF

Passou às 20:15 na SIC. Referiram que um blog “denunciou alegados perfis falsos”. Não lhes ficava mal terem referido a palavra proibida “Aventar”. E “alegados” aqui é uma imprecisão, porque esse tal blog demonstrou que os perfis são falsos.

Mais, a reportagem, na parte final do vídeo, é confusa ao misturar imagens de perfis falsos com a propaganda criada pela PAF.

O artigo em causa é este: Perfis falsos de apoio à PAF invadem Facebook. Obrigado por não terem apagado o perfil falso.

Os ” perfis falsos ” nas redes sociais ao serviço dos seus ” donos “.

perfis-falsos-facebook

No dia 23 de Abril de 2015 apresentei na minha página pessoal no facebook uma denúncia pública, que enviei para a  Procuradoria Geral da República, para o DCIAP para a Polícia Judiciária, relativamente ao porta-voz e vice-presidente do PSD, Marco António Costa. Entretanto esta denúncia deu lugar a um inquérito, confirmado publicamente pela PGR, através de uma notícia na TVI, no dia 15 de Maio. Também como foi tornado público pela comunicação social este inquérito corre termos no DIAP do Porto, encontrando-se em segredo de justiça.

Ontem ao ler aqui o texto do J. Manuel Cordeiro veio-me logo à memória o que passei com a criação de perfis falsos no facebook. O mecanismo que ele relata foi exactamente o mesmo pelo que passei e ainda passo nessa rede social. Esta é a arma dos cobardes que não têm outros argumentos.

Após abertura do inquérito pela Procuradoria Geral da República para investigar Marco António Costa foram usados e criados a um ritmo rápido e crescente perfis falsos, curiosamente com indícios que levantavam fortes suspeitas de terem ligações ao PSD, com o único objectivo de tentar descredibilizar a minha pessoa atingindo o meu bom nome e a minha honra com um chorrilho de puras mentiras.

Neste meu caso chegou a tomar outras proporções, algumas pessoas, através de perfis falsos, tentaram e continuam a tentar intimidarem-me fazendo ameaças veladas à integridade física e à vida da minha família e da minha pessoa, sendo que as minhas empresas são também  alvo, destas mensagens privadas.

Porém este fenómeno da criação de perfis falsos não se resume ao facebook. É também prática comum noutras redes sociais, blogues e fóruns de discussão, sendo que o efeito pretendido, por este tipo de gente, é mais fácil de obter nas redes sociais, pela rápida partilha dos posts pelos ” amigos “.

[Read more…]

Perfis falsos de apoio à PAF invadem Facebook

maria luz

Já se suspeitava que havia promoção de propaganda política da PAF com recurso a perfis falsos do Facebook e aqui se faz prova. Por exemplo, Maria Luz tem 4,970 amigos, é de Odemira e vive em Lisboa. Pelo menos é o que consta da sua página no Facebook.

Mas será verdade?

[Actualização 30/08/2015, 11:30 – Passado 1h30 desde a publicação deste post, o perfil “Cristina Morais” foi apagado. Consultar cópias no final do post.]

[Actualização 05/11/2015 – Passados 67 dias desde a publicação deste post, o perfil “Maria Luz” foi apagado. Consultar cópias no final do post.]

[Read more…]

Um Elogio à Vodafone

atendimento_clientes_vodafone
Cá para os meus lados, o serviço que me é prestado pela Vodafone tem vindo a atravessar uma “silly season”, e se bem que o atendimento telefónico – pago por mim – tem tido pouco ou nenhum efeito paliativo, certo é que o comportamento da Vodafone nas redes sociais é digno de um elogio – pela coragem que é preciso ter para “dar o rosto” perante uma tão vasta plateia e, mais importante, a diligência com que as reclamações são tratadas.
Espero, dentro de curtos dias, vir dar conta da competente resolução do meu caso, não do meu contrato…

O céu sobre nós

Pode dar-se o caso de levantarem os olhos da estrada e descobrirem a figura de cartão no topo de um edifício, como me aconteceu a mim. Era a silhueta de um dos anjos de Wim Wenders, quase de certeza o Damiel, e suponho que deveria ser o anúncio de um ciclo de cinema. No cimo do edifício, olhando cá para baixo, as costas ligeiramente curvadas, os braços caídos ao longo do corpo, as assombrosas asas atrás de si, como se não lhe pertencessem, como podem elas pertencer a um homem de gabardina? Um homem curvado sobre os monólogos de quem está preso à terra e dela não pode desprender-se. Curvado sobre a dor do mundo e as suas finitas, previsíveis variantes.

Ainda bem que o vi de longe, de fugida, e que assim não pude deter-me nas imperfeições de um cartaz que o vento destroça, que a chuva deforma. Apenas vi uma silhueta, tão improvável que tomou a força de um anjo calado e impotente, ele que jamais poderá resolver um problema terreno. Poderá escutar os monólogos de cada um de nós, o sofrimento calado que vamos desembrulhando, dissecando, carregando connosco como pele, como carne, como memória que não se apaga. Ainda bem que o vi assim, de fugida, com o sol a fazer-me semicerrar os olhos, com a necessidade de não deixar de atentar na estrada, porque assim ele foi uma aparição inútil e transformadora, como todas as aparições. [Read more…]

Bruno de Carvalho 15 – 0 A Bola

O presidente do Sporting escreve: “o porquê de estarmos a pagar simultaneamente a 5 treinadores e respectivas equipas técnicas”. A Bola traduz: “o porquê de estarmos a pagar simultaneamente a 5 treinadores e respetivas equipas técnicas”. Ah! A silenciosa resistência!

“Ninguém para o TGV japonês”,

escrevem. E acrescentam: “E isto é apenas mais um teste”. Sim, mais um teste à lógica da base IX do Acordo Ortográfico de 1990.

O horror e a demagogia de Sérgio Sousa Pinto

Não percebo como tanta gente anda tão incomodada com a entrada de Sampaio da Nóvoa na corrida presidencial. Principalmente quando a esmagadora maioria destas pessoas parece não ter dúvidas que o reitor não tem a mínima hipótese. Se ele é tão irrelevante como tanta gente diz, porquê tantos holofotes e enxovalho? Não se percebe.

O que também não se percebe é a violência da reacção do socialista Sérgio Sousa Pinto. Segundo o DN, o deputado foi arrasador com o candidato a Belém:

Não lhe basta a sublime virgindade de, em 60 anos, nunca se ter metido com partidos, de que fugiu como do tifo. Também parece que agradece a Deus a graça de ser pobre. Antes do partido dos mujiques que do movimento do Mujica. Assistimos com horror à demagogia venezuelana do PODEMOS e o fenómeno político latino-americano apareceu-nos pela porta traseira. Esta não é a minha esquerda

[Read more…]

O Hakim Quer Ser Meu Amigo

amizades_facebookAceito ou não aceito o pedido de amizade Hakim?
Vou dormir sobre o assunto e amanhã tomo uma decisão que pode mudar toda a minha doravante.

Likes, blogues, etc.

Pois, a Internet é tramada.

Tem conta no Facebook e está a reflectir? Isto é para si.

Still Life with Spherical Mirror

A CNE anunciou que hoje e amanhã é preciso cuidadinho com o que se publicar no Facebook. Em declarações exclusivas, desabafou que tem pouca fé na capacidade de concentração dos portugueses, algo já atestado por diversos profissionais da educação, os quais se queixam do défice de atenção dos seus alunos, optando a Comissão por jogar pelo seguro, reduzindo as possibilidades dos eleitores se distraírem na reflexão.

Fonte que pediu anonimato acrescentou ainda que se chegou a ponderar a criação de melhores condições para uma reflexão mais profunda, fechando-se a Internet, medida que caiu por terra porque impossibilitaria a leitura do seu comunicado, do qual se transcreve parte: [Read more…]

Vandalismo e Show Off

vandalismoO Facebook parece servir para tudo: para encontrar pessoas, reencontrar outras pessoas e exibir aos olhos do mundo um objecto que em tudo parece um validador de bilhetes urbanos da CP e Andante, fotografado no que aparenta ser a cobertura de um apeadeiro ferroviário. A julgar pela legenda encontrada numa página aberta, será em Mazagão (Braga). Parabéns por “mais uma xb é noizz” – @Miguel Castro, “com João MiguelJoão LopesRenato Macedo,Tiago Gomes e André Almeida em mazagão.”
[via maquinistas]

Isabel Jonet, tu queres é facebook…


“Nem reparas no meu look
Noite e dia sem parar
Ai ai ai …”