Casa do Rei

© Bruno Santos
© Bruno Santos

Veja os grandes golos de um grande jogo

Porto 5 – Sporting 2

João José Cardoso

Um jogo como não se via há muito tempo. As goleadas dão-se aos concorrentes directos, não é aos pobres. Entendido?

E já agora, Carlos Queirós, viu o jogo, não viu?

Ao intervalo, Luís Moreira:

Com golos de grande nível espectacular e com uma exibição que me (nos) deixa de boca aberta, um meio campo que nem sequer deixa respirar o pobre do leão, o FCP tem positivamente cilindrado o adversário, o que só pode ser uma de duas coisas. Ou o Rúben é um “10” do outro mundo e poucos percebiam isso, ou o Dragão esteve a guardar-se para esta fase decisiva do campeonato!

Se ganhar por mais e aguentar este ritmo é porque se juntaram aquelas duas hipóteses…

José Magalhães:

Realmente uma exibição de encher qualquer olho que goste de futebol. O FCPorto cilindrou um Sporting incapaz de reagir ao muito bom jogo dos donos da casa. Talvez o melhor jogo do FCPorto nesta época.

Os golos

1-0

http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/PTFd04FGjDCKHiL9DvDP/mov/1 [Read more…]

FUTAventar – no leão está tudo levezinho…

O Trofense fartou-se de jogar, com mais tempo de posse de bola e mais remates, mas quem marca ganha. É a Taça da Liga!

O Sporting apanhou-se a ganhar e fez o que lhe competia, segurar a bola, controlar o jogo. Com Liedson há golos e isso faz esquecer tudo e a equipa já vai na sétima vitória consecutiva, é obra.

Para além dos resultados o Sporting já ganhou, com Carvalhal, dois jogadores: Adrien e Saleiro que, com Paulo Bento, era muito raro jogarem. Falta ao Sporting, um grande defesa, que estabilize os processos defensivos e acalme o jovem guarda-redes e melhor os níveis dos restantes defesas.

Se o campeonato dura muito ainda lá vamos…já conseguimos ver um tom azul muito desmaiado à nossa frente…

Entretanto sempre se pode esperar pelo Benfica

FUTAventar – um Leão com juba

http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/9ZorqAdF2SEvwRZ52AcR/mov/1
Este Sporting está muito melhor, os jogadores estão soltos, alegres, parece que gostam de jogar à bola. Será que é porque lhes é dada liberdade dentro de uma determinada organização, ao invés do que acontecia até aqui?

Saiu o Polga, entrou o Tonel, melhorou a defesa; entrou o Adrien, melhorou a velocidade e as transições; O Saleiro é um ponta de lança que completa muito bem o Liedson; e o João Pereira dinamita todo o corredor direito; o Miguel Veloso, saído da frente da defesa, tem mais espaço e oportunidades de rematar á baliza.

Mudar faz bem, principalmente quando não somos felizes!

FUTAventar – O Liz inundou Alvalade

O Sporting deu uma lição a todos aqueles que acham que uma grande equipa se faz sem grandes jogadores. Não faz! Sem omoletes…já dizia o Otto Glória.

Na verdade, o Leão está mal servido em vários lugares e não há nada que disfarce isso, nada mesmo, pode juntar-se mais os jogadores para não se perder tanto a bola, mas depois não se chega lá acima ao pé da baliza contrária.

A defesa, saindo o Tonel, começa a perder jogadas por alto, desta vez houve várias bolas perigosas, e o próprio golo foi um galo, o Rui Patrício à espera da bola em vez de a ir buscar, foi antecipado, claro.

E pronto, sem categoria para mais, o Sporting, ou deixa cescer o déficite e aumentar a dívida e vai às compras, ou não ganha nada.

FUTAventar – é complicado jogar com uma equipa com um nome destes…

Vá lá! Mesmo no fim, e por quem raramente acerta, o Sporting empatou. Com a bola pelo ar, contra estes calmeirões é muito dificil, embora a bola só ande pelo chão se houver talento.

 

O golo Holandês pareceu-me facilitado e depois as coisas complicaram-se. O Levezinho tambem falhou golos que não são habituais nele, e numa das poucas boas jogadas o Leão marcou. E a questão é mesmo essa, sem boas jogadas não se marcam golos, e deixemo-nos de desculpas.

 

Ficando em primeiro no grupo, tem uma série de vantagens que espero sejam aproveitadas, já não seja ganhar algum dinheiro para comprar um defesa- central de grande nível. 

 

FUTAventar – o Leão com gripe A

Dar 45 minutos de avanço não parece boa ideia, principalmente em casa e contra o Marítimo.

 

Sem jogar pelas laterais, encolhido com o seu previsível losango, Paulo Bento não consegue golos nem ocasiões para os marcar. Assegurar não sofrer golos e depois esperar que  Liedson  resolva, é muito pouco.

 

A jogar assim, há sempre a hipótese de acontecer um golo adversário, mesmo que seja um pontapé do meio da rua. Depois foi a ansiedade, quatro avançados, o "chuveirinho" mas já nada íria impedir a revolta dos sócios que se vêm, ao fim de 8 jornadas a 13 pontos do Braga onde, para chatear, brilha Hugo Viana, mais um que o Sporting vendeu e não quiz de volta.

 

Olhamos para o onze, e com a excepção de Matias, mais nenhuma aquisição tem lugar na equipa. Não seria preferível comprar dois ou três bons jogadores em vez de uma camioneta de suplentes?

 

Sem jogadores, sem adeptos, sem resultados e com um treinador seguro pela garganta, por quem tem medo tambem de cair, vai para onde o Leão?