Verbos da Crise

A 10 de Setembro,  José Eduardo Cardoso, o jovem de 28 anos que se cansou de enviar currículos, resolveu fazer greve de fome em plena Rua Santa Catarina no Porto, até conseguir arranjar emprego. Desejava até falar directamente com Passos Coelho, PM.

Cinco dias depois, dia da manifestação que ficará na nossa memória, um estudante com cerca de 20 anos imolou-se no edifício do Governo Civil de Aveiro.

Luísa Trindade, 57 anos e Ana Maria marcaram o 5 de Outubro: a primeira, «desesperada»,  irrompeu pelo Pátio da Galé enquanto Cavaco Silva discursava na celebração e a segunda, mais jovem e cantora lírica, invadiu também o evento e cantou pacificamente enquanto Luísa enfrentava um grupo de seguranças.

Ontem entrou em cena, empurrado para o palco, sem jeito para actor, Pedro Marques, o enfermeiro de 22 anos que decidiu emigrar para Inglaterra. Porém, a sua participação nesta «peça» ficou marcada pela redacção de uma carta dirigida a Cavaco Silva, PR: “Permita-me chorar, odiar este país por minutos que sejam, por não me permitir viver no meu país, trabalhar no meu país, envelhecer no meu país. Permita-me sentir falta do cheiro a mar, do sol, da comida, dos campos da minha aldeia”.

Estas são apenas cinco personagens desta crise. Não são heróis, na minha opinião. Somente se viram mediatizadas pelas suas inciativas arrojadas e desesperadas a solo.

Aguardam-se novos e infelizes episódios.

Mário Soares não vai

“Estou absolutamente indignado. Se não tivesse de ir para o Algarve, que tenho lá obrigações, iria no dia 15 com certeza à manifestação” Mário Soares dixit

Alguém pode fazer o favor de dizer ao sr. Soares que Portimão, Loulé e Faro ficam no Algarve, locais onde ele poderá “com certeza” ir à manifestação?

Manifestação 15 de Setembro: cidades para onde estão convocadas

Que se lixe a troika, queremos as nossas vidas.

Lista de manifestações e locais para 15 de Setembro, em actualização (21 23 25 26 manifestações)

[Read more…]