Troyka e Tresleitura Segurista

Seguro, como sempre, está a ver mal «a enorme relutância da Troyka» em indulgenciar o PS e a sua poção mágica para o défice. Não é que a Troyka tenha sentido uma enorme relutância na flexibilização do défice português. Não. A Troyka, quer dizer, a delegação técnica dela, o que deve ter é necessariamente uma enorme relutância em sentar-se à mesa com o PS, Partido que a convocou em primeiro lugar, Partido que se comporta como se a não tivesse convocado, Partido que já não subscreve [ou diz que não subscreve] o que assinou, o que implicaria pelo menos a boa-vontade de reformar e reformular o assinado, um tal Partido-Farsa só poderia suscitar repugnância, relutância e outras palavras terminadas em ânsia, no plano interno e externo, pois torna estas missões repletas de atrito, risco e incerteza e a incerteza com credores paga-se caro. Nem carne nem peixe, tal como o seu líder, eis um Partido-Sonso de e para Tansos a merecer rejeitância agora e para sempre, amem.

Comments

  1. nightwishpt says:

    O que está na moda é colaborar com os conquistadores estrengeiros. Na França sabiam o que fazer com eles.

  2. fernando says:

    de certeza que a reflexão tem que ser muito mais profunda e séria do que mandar (escrever) bitaites superficiais.

    http://economico.sapo.pt/noticias/a-insustentavel-leveza-dos-juros-da-desuniao_177411.html.

    concerteza já leu, mas há outras perspectivas, inclusivé analisar a saída do euro.

    • Joaquim Carlos Santos says:

      Já li. E dou-lhe razão. Seguro é tão desabrido que chega a ser contraproducente. O mesmo acontece com Portas. Ora bolas.


  3. os palradores que chamaram a troika deviam envergonhar-se de que sejam os “tecnicos” que apresentem os males e camuflar de contas a serem corrigidos e como que a lidarem com corruptos aldrabões condicionarem/chantagearem a entrega do dinheiro à correccçao do que foi acordado.Melhor indicio de sucesso dos que clamavam que entrar na UE é a perca da “independencia” e imagem de incompetentes que dão para os “tecnicos” não sei do que me envergonhar mais . Talvez dos 800 anos de historia gloriosa dêm nisto?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.