Braga, Cidade Medieval

Estátua do cónego Melo vandalizada em BragaA dita terceira cidade de Portugal regressa à Idade das Trevas.

Comments


  1. Na Idade das Trevas já se decidiam questões democraticamente?


    • Tanto como agora… não havia debate público…


      • Creio que é assim que uma boa parte das decisões camarárias é tomada, tendo em conta que os vereadores representam o poder concedido pelo eleitorado. Em todo o caso, mesmo se houvesse debate público, a decisão, muito provavelmente, seria a mesma. Portanto acho que classificar uma decisão tomada por órgãos democraticamente eleitos como um retrocesso à idade das trevas é manifestamente exagerado.


  2. Vá… não sejam preguiçosos.


  3. Não foi aprovado por PSDs, PSs, CDSs, então não se respeita a democracia, faltam comunistas e PSRs.
    Como ficamos, os outros q aprovaram ou abstiveram-se são fascistas.
    Aonde fica a democracia? Só o q for com o aval dos comunistas e PSRs é q pode descansar…Não discuto, mas para dar tanto aso, mas val tirar a estátua…E colocar uma do Estaline..Basta ter o aval do PCP e PSR, já é democrático…VAi uma confusão parôla…

Trackbacks


  1. […] Nada será como antes. Em Braga, o novo executivo municipal, e por proposta da CDU, votou hoje a permanência da estátua do cónego Melo em espaço público. A mesma havia sido permitida pelos votos maioritários do PS a poucas semanas do fim do último mandato de 37 anos de Mesquita Machado. Repetida a votação – por entre abstenções e ausências – de uma figura nada consensual na cidade, a decisão de manter esta estátua no espaço público abre o caminho a todo o tipo de manifestações “artísticas” nas ruas e praças da cidade. Ora, considerando que não são clara nem unânimes as razões por que o prelado deva ter um monumento levantado num espaço público, não é de desconsiderar que, por exemplo, um grupo de cidadãos reclame igual direito de laudar na praça pública os seus heróis, os seus benfeitores, os seus ícones. Para quando, pergunto eu, uma merecida homenagem ao pato Donaldo, ao rato Micke, ao Pluto, ao Sandokan? Deixo a minha visão ©  sobre o que poderia ser o louvor ao Picaxu no jardim de Santa Bárbara… Doravante… tudo é possível. […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.