Madrid-Barcelona-Paris em Comboio Directo

madrid-barcelona-paris-comboioA partir de 15 de Dezembro, a Europa um pouco mais pequena.

Comments

  1. AACM says:

    que falta faz o Joshua neste blog !!!…..

  2. Paris-Barcelona: desde 59€, 6 horas e meia enfiado num comboio. De avião, menos de 2 horas, desde 20€.

    Há-de ter cá um uso, esse TGV…

    • nightwishpt says:

      Mais uma hora, pelo menos, em ambos aeroportos graças ao securitarsmo. E sem bar e sem conforto e sem internet.

      • Não tem andado muito de avião na última década, pois não? 😀

        • nightwishpt says:

          E sem malas.

        • De certeza que não percebe nadinha de comboios ….é só de vê-los passar, não é? E de geografia então muito menos. É que, ao contrário do burgo retangular, que não conta para niente, aquilo é MADRID e BARCELONA!!!Sai ás 6 e está ás 13 em Paris!!!E nem tem que andar ás voltas e gastar muito pilim, para ir ao centro da cidade!!!Percebe?Ou julga-se muito “internacional” e vem para aqui dar bitaites?Conhece a alta velocidade na Europa?Quantas vezes andou por essa Europa fora de comboio?Mas á séria, como soe dizer? É bom que se saiba, se possível pela experiência , do que se fala, não é?
          Já agora e entrando no seu joguinho, desconte aí as horinhas de espera, o desconforto, o mau tratamento, arrogância e prepotência do pessoal em aeroportos.????Que tal? Bom não é? ficar 3 horitas dentro de um avião porque o Sr.” comandante” não autoriza que o pessoal pagante saia???
          Ui que bom que é ficar dentro da “caixinha”,não é? E os putos a berrarem???Lindo!
          E que tal dormir no chão umas noitinhas’, e a fominha a apertar e o pilim que se esvai, e ainda quando a bagagem vai pró…..??? E a alternativa? pois é, ACABOU-SE O PASSEIO E VOLTA PARA CASA!!!Fim de semana com os porcos, ou férias com os ditos…
          AI JÁ SEI, PARA CERTAS ALMIMHAS, É FIXE, E DÁ PARA CONTAR Á “MALTA” ou AOS PAPÁS…UI QUE GIRO!!!
          Vá lá, vá fazendo o desenho da BITOLA IBÉRICA DE MERCADORIAS…afinal, nunca sairá da mercearia.!!!
          Vá lá, mãos nos bolsos, sapatinho limpo na parte de trás das calças, e blusão Preto. e….. a bater os pés. TUGA.

          • Hugo says:

            Até parece que na ferrovia não existem percalços como nas linhas áreas (então se a ferrovia for uma empresa pública, nem se fala). Por mim, estou-me nas tintas, o dinheiro é dos espanhóis, eles que o gastem como bem entenderem. Desde que não se lembrem de trazer esse elefante branco para cá…

          • Meu caro luis Reis, ande de comboio à vontade que ninguém o obriga a passar a menos de 500 metros de um aeroporto. Como sai de Madrid não terá as dores de cabeça do negro Grilo e o pobre (rico) do Jacinto não distinguirá a fronteira de Portugal pela simpatia do revisor.
            Eu, um amante de comboios desde muito pequenino (ainda me lembro do cheiro a roupa engomada das camas dos Wagons lits), fui, já adulto e com o avião a preço mais barato, uma vez a Madrid de comboio no Lusitânia comboio hotel (nem na Almirante Reis chamariam hotel àquilo): Juro que não desejo tanto mal ao meu pior inimigo. Antes todos os maus tratos da Ryanair e da Easyjet juntos. Pelo menos dão-me as boas vindas com um sorriso à entrada.

  3. Só prova que não sabe do que fala!!!Bem me parecia….mais um papagaio louro de bico “afiado….e não é que há tantos aqui na tasca??Aprenda. viaje de TGV, TALYS ,EUROSTAR, ICE. conhece?Olhe, têm salas de trabalho , para reuniões etc..sabia? Pois…e já agora, em caso de atraso, DEVOLVEM PARTE DO PILIM!!!!E há muitíssimas mais alternativas, nas linhas de comboio por essa EUROPA fora…mas você nem sonha, nê???Afinal um TUGA É SEMPRE UM TUGA.Apesar do REINALDO…. EHEHEHEHEH

    • Oh artista, é accionista da RENFE? 😀 Olhe que parece…

      Já estou como diz o Hugo, desde que não importem para cá ideias peregrinas dessas, os Espanhóis que torrem o dinheiro como bem entendem…

      • Marco, as ligações ferroviárias Espanha-França são serviços de responsabilidade partilhada. No caso, Renfe + SNCF. Acontece o mesmo em todas as ligações internacionais que me ocorrem. E esta responsabilidade partilhada pode acontecer por via de (passo a expressão!) partilha de material circulante, partilha de sistema de reserva de lugares online, partilha de receitas e despesas, partilha de tripulações.

        • Dário, obviamente o comentário não era para si.

          Não argumento contra as formas óbvias de parcerias transnacionais. Acho óptimo.

          Discuto, isso sim, a utilidade de uma linha de quase (ou mais, depende do traçado) 1000km (Barcelona-Paris), quando as alternativas são mais baratas e mais rápidas (o conforto é relativo – sim, eu prefiro viajar de comboio, mas nunca distâncias, e sobretudo tempos, deste tipo).

          Já sei que, provavelmente, irá parar nas estações intermédias. Será, até, muito usado como Barcelona-Marselha ou Barcelona-Toulouse e até mesmo Madrid-Toulouse. Mas tenho sérias dúvidas se os bilhetes Barcelona-Paris (e muito mais Madrid-Paris) ultrapassarão os viajantes do nosso aeroporto de Beja…

          A diferença de preço é, pura e simplesmente, demasiado grande (sensivelmente o dobro, já contando com as taxas de aeroporto).

          (note que me dou ao trabalho de responder de forma elaborada porque é para si, a um comentário com conteúdo, educação e seriedade – para bestas aos berros, tenho a minha conta nos telejornais)

          • Marco, agradeço o atento comentário.
            Mas, por partes: é improvável que o fluxo “ponta a ponta” (Madrid a Paris) seja significativo; haverá sempre um nicho de passageiros que, de forma deliberada, preferem o comboio ao avião mesmo numa viagem de mais ou menos 1500 km, mesmo que seja mais caro. Há algum público para isso, tanto com tem havido para a ligação nocturna Barcelona-Paris Elipsos, em que um bilhete em compartimento-cama pode custar 300 euros. São os primeiros a esgotar!

            Não obstante o aparente desinteresse do ligação integral Madrid-Paris, essa viagem é uma possibilidade real, tangível, fácil. Ou seja, num regresso ao séc. XIX, volta a ligar as capitais da Europa (nunca o deixou de fazer), mas agora um pouco mais rápido. É um sinal positivo.
            Tomando como exemplo outros eixos europeus, os percursos intermédios serão os mais apelativos, ou porque mais próximos ou porque alheios ao serviço aéreo, serviço esse lotado numa série de corredores (Madrid-Sevilha, Madrid-Barcelona, Lyon-Paris, Paris-Genéve, Paris-Londres são agora uma sombra do que já foram…).

      • Maquiavel says:

        O artista Marco é que näo é accionista de nada, até porque é pelintra. Mas gosta de mandar bitaites. E nem a realidade o faz mudar de ideias. O Marco é um Tuga a 300%, e decerto já näo bebe Pepsi.

        Toda a gente sabe que Madrid-Paris directo será preferencialmente feito por aviäo. Mesmo com as (pelo menos) 3 horas que se perdem em ir e vir do aeroporto, seguranças, etc., 5 horas no total é menos que as 10 em comboio AV.
        E por isso näo há ligaçäo directa Madrid-Paris, só Barcelona-Paris (via Lyon, só a 2.a cidade francesa).

        O tráfego Madrid-Barcelona é mais de 60% feito por comboio AV (Siemens Velaro), o Dário terá os últimos dados.
        É que quem trabalha quer estar sossegado, e poder trabalhar as 3 horas em que está confortavelmente sentado num CAV. De aviäo demora-se no 1,5 (vöo) + 2 (ou mais em deslocaçöes e seguranças e o raio que parta) , i.e., já vai em 3,5 dos quais só… 1 hora podem ser usadas para trabalho.
        Quem tem empresa paga aos funcionários para trabalhar, näo para viajar, e quer que eles possam ser produtivos. Logo, fazem-nos ir, e muito bem, de CAV, até porque os preços do AVE Madrid-Barcelona já estäo ao nível do dos aviöes, obviamente.

        • De acordo com o mapa, Lyon fica excluída do novo serviço directo AV Paris-Barcelona.
          No fundo, as variáveis novas com este serviço internacional é a corda mediterrânica: passa a fazer parte.

          • Maquiavel says:

            Tens razäo.
            Mas näo há espiga, porque existe directo Barcelona-Lyon, e se esse percurso näo tiver tráfego que chegue para justificar uma ligaçäo dedicada, até podem passar a fazer o Barcelona-Paris parar em Lyon–porque esse passa lá na mesma linha, só que näo pára.

        • De http://www.renfe.es
          (6h25 Barcelona-Paris. Só 25 minutos mais que o actual serviço directo Porto-Faro (bi-diário))

          “Barcelona – París

          En 6h 25min. 2 frecuencias de i/v diarias.
          Con paradas en: Girona, Figueres, Perpignan, Narbonne, Béziers, Montpellier, Nimes, Valence y Paris.
          Desde 59 €.”

  4. Maquiavel says:

    Dário, (ainda) näo há directo Madrid-Paris.
    “Só” Madrid-Marselha e Barcelona-Paris.

    Mas lá chegaremos! 🙂

  5. Sempre pára no caminho. De avião é mais rápido, mais barato e directo. Isto é, sem paragens.

  6. ivone says:

    Estou interessada em saber o preco da viagem Madrid Barcelona e Paris

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.