Uma geringonça que não pára de crescer


Acordo

Desde a última sondagem que aborreceu a direita radical, os partidos que apoiam o actual governo continuam a crescer no barómetro da Eurosondagem e valem hoje 52,8% das intenções de voto dos inquiridos, o que representa um crescimento de 0,5% face à sondagem de Abril, com o PS a subir 0,5%, PCP 0,1% e BE a caír 0,1%. Por outro lado, os dois partidos direita caem 1%, com o PSD a escorregar 0,3% e o CDS-PP 0,7%. Nota ainda para o PAN que, em igual período, aumentou em 0,4% as suas intenções de voto.

No capítulo da popularidade, Marcelo Rebelo de Sousa é rei, com um saldo positivo inédito de 56,3%, seguido por António Costa cuja popularidade (25,1%) é inferior em apenas 0,1% à popularidade de Pedro Passos Coelho (12,3%) e Assunção Cristas (12,9%) juntos. Catarina Martins é a segunda líder partidária mais popular entre os inquiridos (17,4%) e Jerónimo de Sousa surge no final da tabela com um valor muito próximo ao de Passos (11,8%).

A geringonça, que segundo o ministério da propaganda não sobreviveria um mês, já dura há mais de meio ano e vale hoje mais dois pontos percentuais do que valia quando decidiu aliar-se para legitimar uma alternativa ao liberalismo selvagem. As coisas não estão nada fáceis para os lados da direita radical. A geringonça anda e não pára de crescer.

Comments

  1. Martinhopm says:

    Atenção ao 3º. parágrafo, segunda linha. Deverá ler-se: «(…)já dura há mais de meio ano».

Trackbacks

  1. […] O alerta foi dado pela página que vem deixando o ministério da propaganda à beira de um ataque de nervos. Em mais uma iniciativa de puro terrorismo virtual, Os Truques da Imprensa Portuguesa trouxeram à baila uma sondagem encomendada pelo grupo Impresa à Eurosondagem, parte da qual, por algum motivo, não chegou a ver a luz do dia. Sobre o que foi publicado, já aqui deixei algumas notas. […]

  2. […] mediático mas, para mal deles e para o bem da estabilidade do país, tem surtido pouco efeito. As sondagens que o digam. E o acordo lá vai resistindo, com desentendimentos pontuais, negociação e cedências mas, até […]

  3. […] após sondagem, os subvalorizados componentes da Geringonça continuam a contar com apoio maioritário da […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s