Quando os lobos uivavam


aquilino-ribeiro-quando-os-lobos-uivam[António Alves]

Tenho todos os livros de Aquilino Ribeiro. Autor clássico com uma escrita regionalista e panteísta. Desconfio que grande parte das pessoas, hoje, na era da escrita simplificada ajustada ao “sms”, julgará que Aquilino falava uma espécie de brasileiro do nordeste.
Mas não, escrevia num português maravilhoso.
O mesmo português que a minha avó materna, natural de Sever do Vouga, falava.
Mas isto vem a propósito de quê? Dos incêndios, pois claro. Querem saber onde tudo começou? Em Salazar, pois claro. E por muito que custe aos teóricos do “antigamente é que era bom”, é a mais pura das verdades. Leiam “Quando os lobos uivam“.

Comments

  1. Falar a verdade não custa nada... says:

    Desculpe lá mas não estou de acordo consigo!
    Esta merda toda começou com o Afonso Henriques, faça o favor de ler direitinho a História de Portugal… dos portugas!

  2. Carlos Silva says:

    Sim havia claro que sim, as árvores ardem, mas havia ordem, respeito autoridade e hoje a responsabilidade está democraticamente diluída e “morre solteira”

    • Pedro says:

      Para saber se “havia ordem, respeito autoridade”, aconselho a leitura do livro recomendado pelo autor do post. Mas pode obter informações contrárias, se preferir, nos antigos manuais da quarta classe ou nos discursos oficiais na Assembleia Nacional no Diário das Sessões.

    • Nascimento says:

      Está diluida na tua cabeçona, meu monte de merda.Gajos como tu dão-me uma tesão do caraças.Têm o cu APERTADO DE TANTO CAGAREM PARA DENTRO DE SI MESMOS.Antigamente é que era BOM… MAS QUE F.DA P..

  3. Nuno Resende says:

    Não. Não é bem assim. Aquilino criou uma língua erudita a partir de termos vernáculos. Não deixa de ser algo novo em Portugal, mas se desse a ler um livro de Aquilino a um dos habitantes que ele utilizou nos seus romances (de uma forma muito paternalista, aliás) ele não entenderia peva.

    • Nascimento says:

      QUE TESÃO.HOJE ESTOU CHEIO DE PICA!! ESTE NININHO INTÉ FAZ “ANÁLISE” DE “MERDE” SOBRE AQUILINO E SEUS LEITORES . UI… O QUE NOS SALVA É TANTA ERUDIÇÃO!

  4. Orlando Sousa says:

    Nesse livro Aquilino Ribeiro retratou o que foi a florestação forçada (com pinheiros) em terras de gestão comunitária – os baldios, e a luta das populações contra essas acções. As comunidades que viviam daqueles territórios ficaram sem acesso às terras que eram o seu ganha pão. Cito a minha resposta a um comentário feito aqui há um par de dias ” ……. o ordenamento do território é torná-lo equilibrado ambientalmente, isto é, diversificá-lo, algo que foi alterado a partir das políticas florestais do Estado Novo (é ler o Aquilino Ribeiro – Quando os lobos uivam), e até agora nunca alteradas, seja pelos governos PSD, sejam pelos governos PS.”
    O livro foi apreendido pela PIDE e o autor levado a tribunal. Desse processo resultou outro livro, editado no Brasil, intitulado “Quando os lobos julgam a justiça uiva”. É o texto integral da acusação e defesa no processo.

    • Explicador says:

      “o ordenamento do território é torná-lo equilibrado ambientalmente, isto é, diversificá-lo, algo que foi alterado a partir das políticas florestais do Estado Novo”

      Antes das politicas florestais do Estado Novo não havia diversidade ambiental nenhuma. Havia simplesmente serras nuas, resultantes do abate indiscriminado da floresta original, feito em séculos anteriores, Leia-se a este propósito este artigo:

      https://www.publico.pt/2017/06/20/sociedade/noticia/como-passamos-a-ter-estradas-onde-corremos-o-risco-de-ser-incinerados-1776261

      A verdade é que até ao 25 de Abril quase não se registaram incêndios significativos em Portugal, num tempo em que os meios aéreos não existiam e o número de carros de bombeiros era relativamente reduzido.

      • Nascimento says:

        UI ,E HAVIA TANTO CHEIRO A CHULÉ! E DAR DE BEBER AO GADO? SABES O QUE ISSO FOI? A SÉRIO? E SEM LUZ QUANDO O SOL DESAPARECIA? E O PITRÓLINO? E DORMIR EM CAMA DE MILHO? QUE BOM!!!! UI, QUANTAS SAUDADES DESSE TEMPO, NA REGIÃO SALOIA DO BOMBARRAL!!! CAGAVA AO RELENTO! QUE MARAVILHA! BANHO? ORA. …HOJE, ESSES ODORES SÃO ” GROUMETS” PRÁ PANELEIRAGEM DO RATO, LAPA E CALDAS.

  5. Este livro é o relato fidedigno de um regime e dos seus sicários. Uma obra apreendida e o seu autor perseguido. Nada escandaloso para a época o que é verdadeiramente escandaloso é que as politicas, na área florestal então impostas pelo Estado Novo tenham resistido à inoperância democrática dos governos PS/PSD/CDS que depois de ter sido derrubado o regime anterior pouco ou mesmo nada fizeram nesta matéria.

    • Nascimento says:

      NEM MAIS… MAS ESTES MERDOSOS ENTRETEM-SE A VER QUEM É QUE INTERPRETA MELHOR O ESCRITOR! CAGANDO PARA ELE. EU VIVI E SEI OQ UE ISSO FOI, ELE, O ESCRITOR, NUNCA O SOUBE!!! NUNCA! QUANDO ACORDAVA TINHA O PETIT DÉJEUNER DADO PELOS “CRIADOS” DA REGIÃO… E, ISSO É TUDO!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s