Vladimir Trump

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Tenho seguido este tema e vejo nele, mais uma vez, a futebolização miserável desta sociedade. Os media e os comentadores, em geral, assumem a postura do comentador da bola ao atacarem Trump de todas as formas e feitios e menosprezando a visão de Putin.
    É exactamente como quando a nossa equipa perde um jogo. Perdemos porque não jogamos nada, estivemos mal, não houve ideias, fomos incapazes.

    Os comentadores e os jornalistas raramente falam do outro lado e das eventuais virtudes que ele possa ter tido na vitória alcançada.
    Para as galinhas chocas dos comentadores e jornalistas, o que ressalta desta cimeira é que Trump é um traidor, um inconveniente e um personagem impreparado para as lides políticas. Um “desgraçadinho” às mãos de um “vampiro” de nome Putin, cuja única qualidade é ser um vampiro ditador …
    Numa palavra, estão aziados, não pela realidade em si, mas pelo facto do “seu clube” ter sido derrotado.
    E assim ficam mais leves, escamoteando a realidade que é, goste-se ou não de Putin, um dos políticos mais inteligentes e bem preparados da actualidade.
    Vejo na televisão comentaristas “especializados nas virtudes americanas” a chorar baba e ranho pela humilhação a que Trump se submeteu. Os mesmos que se esquecem das “virtudes” da “democracia” que elegeu Trump.

    Os comentadores e jornalistas são uma cambada de hipócritas, verdadeiros “cartilheiros” incapazes de olhar uma situação destas com seriedade. É vê-los na SIC. na TVI e “galinheiros” quejandos a destilar ódio e a ler a cartilha de Obama, com ar filosófico.
    Pobre jornalismo.

  2. whale project says:

    Eu acho é que os comentadores deviam passar a comer mais. Porque muita da ideia que se passa de que o Trump foi humilhado no encontro com o homólogo russo é o facto do dito homólogo se mexer com genica e o outro não. A tal “linguagem corporal” o que quer que isso signifique.
    Na qualidade de velha baleia terrestre é natural que o Trump se tivesse movido com mais lentidão. O que os senhores comentadores saberiam se passassem a comer como homens e não como passarinhos.
    Outra, o homem foi humilhado porque o outro se atrasou e a criatura esperou por ele. Em boa educação, já ouviram falar? Ou um tipo de quem já dissemos o que o Maomé não disse do toucinho não deverá ser educado?
    Bebam outro e apaguem a luz!

    • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

      Compreendo o seu post.
      Mas quem tem um discurso perante Putin e posteriormente dá o dito por não dito, não merece qualquer credibilidade.
      Eu também sei que Trump não merece qualquer credibilidade, mas a postura de homem de estado não permite uma tão fácil mudança de opinião aquando das primeiras pressões jornalísticas.
      Estes personagens têm que ter resiliência … e Trump, não passa de um balofo.

    • Paulo Marques says:

      Trump disse que não havia manipulação na mesma entrevista em que Putin disse que sim (atirando os seus departamentos de segurança às malvas). Depois veio dizer que disse o contrário, para se desdizer outra vez no dia seguinte.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.