O Japão aqui tão perto

Já está: A UE e o Japão assinaram anteontem o JEFTA, o acordo comercial UE/Japão, criando uma zona de comércio livre com mais de 600 milhões de habitantes

Mais uma vez, a voz da sociedade civil ficou de fora; entre os cidadãos, quem ouviu falar deste colosso que sujeita às leis do comércio livre quase todas as áreas da nossa vida???

Eis apenas uns exemplos dos problemazinhos do JEFTA:

a água é considerada uma mercadoria; o princípio europeu da precaução não é mencionado; preconiza uma cooperação regulatória que nos rouba soberania; submete os serviços públicos às leis do mercado (excepto aqueles que cada governo tiver expressamente listado como excepção), limitando severamente a capacidade de governos os criarem, expandirem e regularem e de reverterem liberalizações ou privatizações; restringe ainda mais a capacidade da UE e dos Estados-membros controlarem as importações de alimentos e rações provenientes do Japão, apesar de já existirem casos documentados de importação ilegal de ração geneticamente modificada do Japão…

Portanto, mais um acordo ao serviço das multinacionais, que promove as mudanças climáticas e o crescimento insustentável; mas que, segundo uma lógica maniqueísta, é vendido por todo lado como uma vitória contra o Trump.

E assim vamos, alegremente, rumo ao despenhadeiro, mas comprando baratinho.

Comments

  1. Paulo Marques says:

    E ainda há “progressistas” que acham que a UE se pode salvar.

    • A Formiga ̶n̶o̶ ̶C̶a̶r̶r̶e̶i̶r̶o̶ é um Carneiro says:

      Até os há que vão mais longe e pensam isso da democracia e do sistema económico vigentes… Chegam a haver os que acham o mesmo da própria Humanidade, aquela que cientificamente se auto-classificou como Sapiens

      • Paulo Marques says:

        A questão é que não há democracia que resista ao empobrecimento permanente. Se toda a gente era contra a TINA, já toda a gente se esqueceu das queixas só porque surgiu mais uma bolha imobiliária apoiada por uma bolha turística – mas o fundamental é o mesmo.
        O argumento é como defende Pedro Marques Lopes: “Este é o único caminho correcto. Mas isto vai correr mal.”


  2. Cá está a nossa Ana Moreno atenta como deveríamos estar todos os cidadãos desta servidão feudal em que nos pretendem transformar as poderosas forças de mercado e das multinacionais .
    Felicito-a, Ana por não desistir de agitar consciências….mesmo ficando no nosso desânimo de impotência perante o monstro que tomou conta das nossas vidas e do nosso planeta….agradecendo á UE por ter zelado tão discreta e traiçoeiramente pelos nossos/deles interesses e dos nossos vindouros e a querer congratular-nos hipocritamente e estupidamente com uma vitória na guerra comercial de Trump !
    Foi essa a tónica, sim, só de vantagens mentirosas desse “excelente” Tratado JEFTA nos noticiários alargados sobre o tema das Euro News !!

    ….mais uma vez e sempre : ” shame on them”

    • Ana Moreno says:

      Abraço forte, Isabela. Felicito-a a si, pela forma atenta e solidária de estar no mundo. Olhando em volta, tão pouca gente se encontra… Algo de bom para si, “daquilo que aumenta o coração”.


      • Algo de bom maior ainda para si, Ana, que do seu coração transborda já generosidade qb !

        ….cá nos iremos encontrando enquanto sobrevivermos nesta nossa casa comum com o botão de rosa e o cuitelinho :

        # aquelas coisas e a razão delas : )

  3. Castúpido! says:

    Já sou estúpido que me baste sem precisar de grandes ajudas, mas consigo sempre ficar um bocadinho mais com estas pérolas que os hoje-em-dias vão fazendo chover…

    Há já décadas que se vê o precipício a aproximar-se, sempre naquela de que não somos “Nós” a caminharmos na sua direcção. E por muito que uns poucos macacos ainda tentem fazer barulho e alertar-Nos, vamos cada vez mais depressa, olhos postos no Tele-fone Esperto, atrás do mais recente Pokemon Go que os outros ainda não apanharam…

    E arrogamo-nos “Nós” sermos o bicho intelectualmente superior…

  4. Antonio Medeiros says:

    Muito bem, Ana.Desconhecia a gravidade que há nas sementes geneticamente modificadas quando um artigo pequeno no jornalzinho Brasil de Fa(c)to mostrou o que se passa. É um absurdo o que se passa na cabeça de um Homo Sapiens. Quando o li, há umas semanas, o autor , um professor de escola secundária, Sr. Renan Santos mostrou a inconsequencia de se introduzir um estranho em um organismo natural, produzido por umas seis firmas no mundo, que não podem ser avaliados os riscos absurdos à Humanidade.Nesta hora, lembrei-me dos seus artigos sobre os glifosfatos.Um horror! Também na Revista Manuelzão, de dezembro de 15 há um artigo mostrando a preocupação de ambientalistas com o desaparecimento de abelhas que, sabemos, fazem o trabalho de polinização que é necessário para que tenhamos alimento e vestimenta.Os grandes inteligentes do Brasil, notadamente os que apòiam o governo atual, estão a tramar mais um golpe sujo contra o ambiente, dispensando a análise e classificação de produtos proibidos para a agricultura tornando o uso regulável não por um organismo regulador, mas pelo Ministério da Agricultura.Ora, estes produtos não serão consumidos pelas famílias deles? Ana, quanta falta de juizo! Nota: Este jornal Brasil de Fa(c)to é ligado ao Movimento Sem Terra, uma des-organização de pessoas que almejavam possuir terra para trabalhar, mas com o tempo tornaram-se simplesmente bandidos , roubam gado de agricultores, amedrontam, intimidam e invadem propriedades, portanto a leitura deste jornal deve ser feita com cuidado por ser muito tendencioso, como também o é a Asquerosa Imprensa Brasileira, cá temos esquerdalhos e direitalhos à vontade.Agradeço, Ana suas ótimas intenções !

    • Ana Moreno says:

      Olá António, agradeço o seu comentário e informação 🙂
      É brutalmente absurda e dramática a destruição da diversidade e a invasão da manipulação genética. A recente fusão da Monsanto e da Bayer, com o seu modelo de negócio de ligar as sementes aos pesticidas, entrega pessoas e natureza às mãos desses gigantes sem escrúpulos. É impossível entender porque se deixa isto acontecer.

  5. JgMenos says:

    Donde o comércio livre descamba na questão sobre produtos geneticamente manipulados.

    Notavelmente, essa questão nunca a vi tratada com qualquer mobilização significativa senão pendurada na destruição da UE, essa ambição maior da tropilha esquerdalha!

    • Ana Moreno says:

      Donde se constata que JgMenos não faz a mínima ideia o que é o comércio livre. Recomendo-lhe a leitura das mais de mil páginas de cada tratado.

    • ZE LOPES says:

      Ver resposta abaixo. ‘tó brigado!

    • Paulo Marques says:

      “a destruição da UE, essa ambição maior da tropilha esquerdalha!”

      Coisa que o “centro” “responsável” monetarista tem andado a fazer desde Delors, ignorando todo o bom senso em busca de um paraíso financeiro. Azar dos azares, o empobrecimento permanente não dá votos e a coisa ou cai pela esquerda ou pela direita, e uma delas pode falar muito, mas também só tem austeridade para apresentar.

  6. ZE LOPES says:

    Citando Menos: “pendurada na destruição da UE, essa ambição maior da tropilha esquerdalha”. “Ambição maior” que está quase a ser conseguida com a preciosa ajuda da tropalha direitrolha de que V. Exa. tenta continuamente ser expoente.

    Nem sei como é possível um direitrolha salazaresco como V. Exa. estar armado em europeilhista. Deve ser porque é domingo

    Ou então V. Exa. pode ter sido geneticamente manipulado. Essas pevides que V. Exa devora a toda a hora .oodem ser trangénicas.


  7. “rumo ao despenhadeiro, mas comprando baratinho.” Sempre foi este o GRANDE DESEJO de qualquer BOM ESCRAVO!

    Aliás… Se quiseres ser realista sabes que não há volta a dar!

    Desde o acto de ejecção uterina o animal umano começa a ser programado. O resultado é BRILHANTE!

    • ZE LOPES says:

      Quer então dizer que V. Exa. será produto de um erro de programação!

      Há males que vêm por bem! A umanidade está lixada na mesma mas, enquanto o pau vai e vem folgam as costas, e lá se vai divertindo com os avisados avisos do único que escapou ao fatal destino.

  8. Ana Moreno says:

    Olá voza0db, já sentia a sua falta, camarada umano! 🙂

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.