Os Estados Soviéticos Unidos da América

As credenciais de Jim Acosta, da CNN, para acesso à Casa Branca deverão ser restauradas, determina  juiz [NYT]

A história é simples. Uma semana antes das eleições intercalares nos EUA, a campanha republicana usou diariamente o tema da caravana a caminho das suas fronteiras. A Fox News, também conhecida pelo Canal Trump, chegou ao ponto de ter um repórter infiltrado nessa caravana. O objectivo óbvio foi usar o populismo do medo como arma eleitoral. Naturalmente, na noite da eleição, Acosta perguntou a Trump pela caravana. Afinal de contas, o próprio presidente usou-a constantemente nos seus comícios. Como merdas que é, não deixou que a pergunta fosse concluída nem se dignou responder. Passou, isso sim, a insultar o repórter. E, por fim, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, anunciou que o acesso de Acosta à Casa Branca tinha sido revogado, justificando a decisão com recurso a um vídeo manipulado por Alex Jones, o conhecido maluco da extrema-direita. Ou seja, Trump acusa a CNN de fake news e, sem surpresa, constata-se que estas fazem parte da natureza da sua administração.

Entretanto, Timothy J. Kelly, juiz do Tribunal Distrital dos Estados Unidos em Washington, ordenou que a administração de Trump restaurasse as credenciais de imprensa de Jim Acosta, dando à CNN uma primeira vitória no seu processo contra o presidente e os membros de sua administração. Foi uma espécie de providência cautelar enquanto o caso não é julgado nos tribunais.

“Quero enfatizar a natureza muito limitada desta decisão”, referiu o juiz, citado pelo NYT, e esclarecendo que não se destinava a consagrar o direito de acesso dos jornalistas. “Não determinei que a Primeira Emenda tenha sido violada aqui.”

Além de dizer que a Casa Branca não conseguiu explicar o processo de revogação do passe de imprensa, segundo o NYT, o juiz Kelly criticou também o governo pela falsa alegação de que Acosta havia colocado as mãos na estagiária da Casa Branca durante a entrevista colectiva. São alegações “provavelmente falsas e pelo menos parcialmente baseadas em evidências de precisão questionável”, disse Timothy Kelly.

Entretanto, a administração Trump continua o seu ataque à imprensa. Primeiro, afirmando que vão estabelecer regras de conduta, o que poderá ser uma forma simples de amansar a imprensa. Depois, ao saber-se a decisão do tribunal, Sarah Sanders afirmou que se Acosta não consegue ser um adulto ,’CNN precisa enviar outra pessoa. Por fim, Trump disse, numa entrevista à Fox News, que se Acosta “se comportar mal” numa futura conferência de imprensa “expulsá-lo-emos ou interromperemos a conferência de imprensa”.

Assim vai andando a liberdade de imprensa nos Estados Soviéticos Unidos da América.

 

Nota: O Público notícia a desavença assim:

Quando o correspondente da CNN tentou fazer uma pergunta sobre a investigação às suspeitas de interferência russa nas presidenciais de 2016, o Presidente disse “já chega” e deu ordem para que fosse retirado o microfone ao jornalista. [Público, 16/11/2018]

Apesar de esta parte do relato ter existido, o desacato começou com a questão da caravana. Tal como se pode ouvir no vídeo, logo que Acosta falou na caravana, Trump disse “Here we go”. E a partir daí foi sempre a piorar.

Comments

  1. Fernando says:

    Fox News favorece Trump, CNN e MSNBC favorecem Clinton, o Obama.

    Mas j. manuel cordeiro só vê o favorecimento que lhe interessa…

    • j. manuel cordeiro says:

      Não era má ideia ler o que se escreveu quanto aos anteriores antecessores deste presidente. De qualquer das formas acho curioso colocar Trump no mesmo patamar dos outros.

      • Fernando says:

        O que se escreveu aqui no Aventar assim de tão negativo de Obama ou Clinton?

        Aos leitores aconselho apenas que utilizem a pesquisa disponível neste blog e tirem as conclusões que entenderem…

        De qualquer das formas acho curioso o j. manuel cordeiro querer fazer acreditar que a figura Trump é o problema e não um sintoma de um regime decadente. E isso de colocar Trump no mesmo patamar dos outros, Trump ainda não começou nenhuma guerra o mesmo não se pode dizer de Bush e Obama…

        Obama, o tal que detém o recorde de deportações.

        Clinton, a tal que queria construir um muro entre os EUA e o México em 2006.

        Obama e Clinton, os tais que recebem milhões da Goldman Sachs e dos decapitadores sauditas.

        Mas eles são tão diferentes de Trump!!

        Sem dúvida j. manuel cordeiro, muito curioso…

        • António Fernando Nabais says:

          Ou seja, o Trump é virtuoso, porque os outros também são maus. E eu tenho um primo que é maior que o teu e quem diz é quem é, toma!

          • Fernando says:

            Trump não é virtuoso, Trump faz parte da oligarquia norte-americana como Clinton e Obama, e nem o j. manuel cordeiro e nem outros do Aventar verdadeiramente combatem Trump ao se focarem no indivíduo em vez no que o criou…

            Não levem a mal a minha insistência neste assunto, mas acho que o Aventar está a contribuir para alienação ao insinuar que basta tirar Trump da Casa Branca e tudo volta à boa normalidade, os EUA estão mal muito antes de Trump ter chegado à presidência, e os Clinton e Obama, os “Democratas”, contribuíram decisivamente para esse mal…

          • António Fernando Nabais says:

            Criticar o Trump não é o mesmo que defender os antecessores ou o sistema que oa criou. Ser presidente dos Estados Unidos, na minha opinião, corresponde a ser um malfeitor, passe o simplismo. De qualquer modo, não me lembro de ver tanta estupidez e tanta pulsão ditatorial explícita na Casa Branca, nem no tempo do Bush mais novo, que não era propriamente um rapaz inteligente.

        • j. manuel cordeiro says:

          “O que se escreveu aqui no Aventar assim de tão negativo de Obama ou Clinton?”

          Lamento desiludi-lo, mas não controlo a porcaria que os outros fazem. Se este idiota que agora está lá é pior do que os outros, não é culpa minha.

          “De qualquer das formas acho curioso o j. manuel cordeiro querer fazer acreditar que a figura Trump é o problema e não um sintoma de um regime decadente.”

          Atribui-me coisas que não disse. Não lhe fica bem 🙂

          “E isso de colocar Trump no mesmo patamar dos outros, Trump ainda não começou nenhuma guerra o mesmo não se pode dizer de Bush e Obama…”

          Há muito tipo de guerras e Trump já iniciou várias. Sobre conflitos armados, vamos esperar para ver. O homem ainda tem 2 anos à frente.

          «Não levem a mal a minha insistência neste assunto»

          Ninguém leva mal, não se preocupe.

          «mas acho que o Aventar está a contribuir para alienação ao insinuar que basta tirar Trump da Casa Branca e tudo volta à boa normalidade»

          O Aventar, como explicámos noutro post, não existe num sentido colectivo. Há autores e estes emitem as suas opiniões individuais. A mim nunca me viu sugerir que tudo volta à normalidade tirando Trump de lá. Mas fica menos mau, é o que penso.

          Agora, o que me preocupa nesta sua argumentação sobre essa tal alienação é a alternativa. E esta seria nada dizer sobre as maluqueiras que este ser está a fazer? Não me parece.

  2. Fernando says:

    E quando Obama bateu o recorde na perseguição de whistleblowers (denunciantes), e quando Assange começou a ser perseguido, e quando Chelsea Manning foi torturada nessa altura os EUA já eram soviéticos ou só começaram a ser soviéticos com Trump?


  3. ….tudo isso é igual a caca ou de porco ou de gente ou de cão, é caca e pronto .

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.