“Quem não deve não teme” – mas evita responder a questões?

Declarações do deputado ubíquo:

  • “Não registei a minha presença, não mandei registar, não auferi qualquer vantagem monetária”
  • “Não pedi a ninguém para me registar tal como estou convencido que nenhum deputado terá feito mesmo quando no exercício de cargos partidários ao longo dos anos”
  • “Sou um homem honrado, com mais de 30 anos de vida pública e nunca ninguém me apontou qualquer irregularidade”
  • “Dada a dimensão mediática que este caso atingiu, todos deverão perceber que sou eu o primeiro a querer que tudo seja devida e rapidamente esclarecido”

O deputado mostra-se surpreendido pela dimensão mediática do caso. E que caso é este? Trata-se, apenas, da fraude quanto à sua participação num plenário do Parlamento. José Silvano não ver porque é relevante uma questão de ética, ocorrida numa casa onde se deve dar o exemplo, revela tudo sobre si mesmo. Não teme mas recusa-se a responder a uma questão muito simples: como é que alguém usou a sua password? Só falta vir a brigada do spin dizer que foi um ataque dos hackers russos. [Read more…]

E tu, camarada, apoias a fome e a opressão na Venezuela?

Na Venezuela, onde a este javardo inchado nada falta, incluindo a famosa “empanada” escondida debaixo da mesa, dados da FAO indicam que existem 3,7 milhões de pessoas subalimentadas, o que equivale a mais de 10% da população daquele país.

Sim, existem na crise venezuelana outras variáveis que o mainstream tende a abafar. Mas é inaceitável haver quem à esquerda se bata por um regime que escolheu oprimir, como se o que se passa na Venezuela fosse assim tão diferente daquilo a que assistimos nos reinos totalitários do Médio Oriente.

Não é.

Os trabalhadores da Câmara de Gaia

Tive que deslocar-me, hoje, aos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, a fim de tratar de assuntos pessoais inadiáveis. Não posso deixar de testemunhar publicamente a competência e a afabilidade dos trabalhadores do município, que me receberam com a mesma simpatia e amabilidade de sempre. Deixo-lhes aqui o meu reconhecimento e o testemunho da sua dedicação incondicional ao serviço público.