Amigos Improváveis, um excelente programa de ficção


Terminou ontem a primeira série de Amigos Improváveis, programa de ficção emitido pela SIC nas últimas semanas. Ali, em meia dúzia de casas diferentes, um jovem anónimo vai viver durante um mês em casa de um idoso, trocando saberes e experiências e caindo na inevitável generation gap.
Toda a produção é excelente, fazendo crer que estamos na presença de um reality show com pessoas comuns. Na verdade, o elenco (a personagem D. Maria Lina é qualquer coisa!) os cenários escolhidos (a casa de Sacóias é um sonho) e todo o guião são verdadeiramente notáveis. A SIC está de parabéns.
Terminado o programa, os jovens voltarão à Escola Superior de Teatro e Cinema, onde foram recrutados; e os idosos, actores retirados, regressarão ao merecido descanso na Casa do Artista.
Hoje mesmo, começa a edição dos Amigos Improváveis Famosos. É de supor que os jovens recrutados digam que sim, que conhecem muito bem os famosos que os vão receber, que eles são muito famosos. Mas também isso não passará de pura ficção.

Comments

  1. esteves ayres says:

    Vou estar mais atento, parece bem atitude por parte de um canal de televisão privada.. esta atitude deveria ter sido da RTP publica.. Afinal para que serve m os nossos impostos e taxas- será, para pagar chorudos ordenados aos seus diretores ( e não só)… E os que se dizem de esquerda não falam nem escrevem uma só linha. Porque será?

    • POIS! says:

      Pois, tem toda a razão!

      Está certamente à recusa da RTP em transmitir a série “Torneio de Sueca no Comité Central”, um reality-show sobre um partido político imaginário onde os membros do Comité Central vão saindo ou sendo expulsos até ficar só um a recitar citações de Arnaldo Matos, tais como:

      ” Ó Paisana fecha aí a janela que está aqui muita corrente de ar” (início da reunião do CC em 31/10/2018);

      ” O Bacalhau á Brás é produto da luta de classes: pode ser bom ou pode ser mau” (Restaurante “Rei das Conquilhas” 24/5/1999);

      “Lenine, ao fazer a revolução, estava equivocado, mas a culpa é integralmente dele. Antes de começar podia ter-me telefonado” (Teses da Urgeiriça).

      • esteves ayres says:

        è pá estas aficar apanhado dessa cabeça, ainda podes ser consultado pelo Dr. Albuquerque!!!

        • POIS! says:

          Pois!

          Como todos sabemos quem, nos dias de hoje, não é do MRPP é apanhado da cabeça. É uma cruz que todos temos que carregar, que o diga o Garcia Pereira, que estava muito mal habituado.

          Como diria o que resta do Comité Central: “camaradas continuemos unidos, a bem dos fricks, dos fracos e dos oprimidos!”.

  2. Dragartomaspouco says:

    Que é que o Ricardo Pinto diz disto ?

    https://sicnoticias.pt/opiniao/2020-03-01-Isto-e-a-promocao-da-cultura-da-violencia

    Porque será que o Presidente do FCP ainda nada disse sobre o vídeo citado pela Sic Noticias ? Será que concorda ?
    Ou já não tem mão na quadrilha do Madureira ?
    Ou as duas coisas ?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.