Breve nota a sobre guerra ideológica em curso

Trouxe esta imagem do Facebook do Ricardo Paes Mamede, que nos propõe um exercício em que a sondagem da Universidade Católica para o Público/RTP surge como um espelho dos vários combates ideológicos em curso, pese embora a ausência de critérios ideológicos no centrão das negociatas, bem espelhada na legenda.

Destaque positivo para a queda do Chega, deixando claro que a extrema-direita começou finalmente a perder terreno, apesar do desfecho da Operação Marquês e da existência de Eduardo Cabrita, que Ventura já não consegue cavalgar com a destreza populista de outros tempos. A máscara anti-sistema caiu e já não há muito que a propaganda possa fazer por ele. Com tanta cabritice, haja uma boa notícia para animar a democracia.

Comments

  1. Alexandre Barreira says:

    ….o CDS e o CHEGA….fazem uma “joint venture”….e pedem “boleia”….ao PSD…..!!!!


  2. Contrariamente ao que afirma o João, a guerra em curso tem muito pouco ou quase nada de ideológico. O apodrecimento da política tuga já relegou para o fundo do caixote quase todas as questões ideológicas. Nos muitos pseudo-debates e guerrilhas a que assistimos todos os dias, os problemas ideológicos e doutrinários desapareceram quase completamente, inclusive dos próprios pleitos eleitorais onde supostamente deveriam afirmar-se. Aí, até as movimentações dos cada vez menos eleitores se pautam, não por fronteiras político-ideológicas mas sobretudo por causas, umas mais pontuais que outras.
    E cá vemos vivendo,” cantando e rindo, levados, levados sim”…

    • Paulo Marques says:

      É algo verdade, sim. Mas, regra geral, embora menos que a cobertura em geral, não são os partidos que escolhem os temas dos debates mediatizados, nem as perguntas. E nestas últimas nota-se bem o interesse em não discutir certas coisas.

  3. estevesayres says:

    Ao longo dos anos, os defensores dos ditos partidos, que se passeiam na assembleia da república, continuam, a ter as sua benesses , e até as promovem!!! Um dia, tudo vai mudar, só não sei e quando! Direi alto e bom som:
    Nem fascismo nem social-fascismo!

    • estevesayres says:

      Ao longo dos anos, os defensores dos ditos partidos, que se passeiam na assembleia da república, continuam, a ter as sua benesses , e até as promovem!!! Um dia, tudo vai mudar, só não sei é quando! Direi alto e bom som:
      Nem fascismo nem social-fascismo!

      • POIS! says:

        Ora pois, pois vai!

        Tudo vai mudar! Entretanto, e enquanto não souber quando, vá dizendo que não sabe quando o quando é quando, só para a gente se orientar.

        Alto e bom som, que é para animar a vizinhança!

  4. JgMenos says:

    O puteiro abrilesco está para durar enquanto jorrarem euros…

    • POIS! says:

      Pois tá!

      Já as meretrizes salazarescas são, pelo Menos, bem mais modestazinhas!

      Ao Menos bastam uns escudinhos para pagar uns copinhos. Beber vinho é dar de comer a muito fuzileirinho solitário.

  5. Filipe Bastos says:

    Como disse o joseliveira, a ideologia só existe na cabeça do João Mendes. Só o PCP e até certo ponto o BE têm algum conteúdo ideológico; mas não têm e nunca tiveram poleiro.

    A cruzada da IL é ostensivamente ideológica: os corajosos liberais que tentam mudar um país esquerdista. Mas a ideologia resume-se a encher ainda mais os mamões e DDT.

    A competição política em Portugal é por tacho, poleiro e mama. E as sondagens deviam ser proibidas; só servem para manipular a carneirada. Basta ver como omitem a abstenção.

    • Paulo Marques says:

      Omitir não omitem, o NS/NR normalmente está na ficha, só não é relevado, até porque também não tem grande correlação com os actos eleitorais.

    • Filipe Bastos says:

      Veja o gráfico do post. Acha mesmo que só 4% disseram que não iam votar em qualquer partido?

      Em que sondagem já viu uma barra gigante, maior que as outras juntas, a dizer ABSTENÇÃO / BRANCOS / NULOS?

      Isto não é omitir? Não é influenciar a carneirada? Não induz a pensar que quase toda a gente vai votar num dos partidos? Que sondagem reflecte a realidade?

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.