À minha maneira, à minha maneira…

Muitas reações de esquerdas ao MEL podem ser interpretadas da seguinte forma: Sim, podes ser se direita, mas dentro dos nossos limites.

Comments

  1. POIS! says:

    Pois, o que vale…

    É que o Mr. Figueiredo tem sempre uma interpretação pronta a sair!

    É como aqueles restaurantes onde há sempre feijoada como prato do dia. O que é que sai mais rápido? Nunca falha!

  2. Rui Naldinho says:

    Sabia que a esquerda tinha limites à sua direita. Também sabia que a direita tinha limites à sua esquerda.
    Desconhecia era que a esquerda impunha limites dentro da direita. Ou será que o limite da direita à sua direita é o Chega e à esquerda é a IL?
    Como diz o Daniel Oliveira, a direita vive numa bolha e dali não sai.
    Digo eu. Não saem desde os tempos de Passos Coelho. Porque toda aquela direita, no MEL, incluindo o IL e o Chega, são sucedâneos do PSD.
    Quais sãos as propostas que os vários intervenientes no MEL vão apresentar aos Portugueses?
    Mais austeridade?
    Congelar o salário mínimo, como parece ser a vossa única preocupação?
    Privatização de tudo o que dá dinheiro, a começar na saúde e a acabar na educação?
    Enquanto a direita não mudar, no mínimo, de discurso, o António Costa, mesmo com um governo frouxo, a começar pelo Ministro da Administração Interna, passando pelo Ministro do Ambiente, pode ir navegando à bolina, que vocês têm de esperar por uma grande crise.

    • Paulo Marques says:

      Tirar aos outros previligiados, sejam funcionários públicos, imigrantes, moradores do sítio errado, ou o que for que nunca se virará para trás. E, enquanto o PS insistir que não dá para todos e em exaltar o que acabam por ser cortes cegos e milagres que cantam, terão sempre palco.


  3. Deixemo-nos de conversas da treta e de paninhos quentes para dourar a pilula. O que é facto é que a direita, seja ela qual for, não tem, não teve nem vai ter qualquer solução para as crises brutais onde tem precipitado o mundo, a Europa e até o rectângulo.
    E se estiver enganado que me corrijam, oh inteligências. Quanto ao MEL, nada de novo na frente ocidental. Não passa de mais do mesmo. A incapacidade de apresentar soluções sérias para o povo é absoluta.
    Porque será?

  4. Paulo Marques says:

    Dentro dos limites? Não me digam, foram ilegalizados? Proibidos de falar? Censurados? Não lhes deram palco de borla na CS?
    Mas percebe-se o susto, ou não fosse difícil ver as diferenças entre todos com tantas palmadinhas nas costas.

    • Paulo Marques says:

      Nas costas e ao Coisinho, nem o douto Cotrim se inibiu. Ainda não vi se também bateram todos palmas à aula de revisionismo do estado novo, mas não me surpreendia que fossem admiradores da liberdade do dito.
      Sá Carneiro é que parece que morreu de vez.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.