Esqueceu-se dos escravos?

Marcelo pede que se aproveite a bazuca como não se aproveitou o ouro e as especiarias

Comments

  1. xico says:

    O ouro foi gasto no mamarracho de Mafra e em dois carrilhões que por não conseguirem afinar, não podem tocar juntos, pelo que o facto de serem duplos não tem qualquer interesse. Ainda há dias se inaugurou uma fachada de um palácio que nunca deveria ter começado a ser construído, quando há museus a meter água. Daqui se infere que não aprendemos nada. Continuamos escravos de ilusões.

  2. Paulo Marques says:

    Já se esqueceu que a bazuca não dá, mesmo, para muito. É pena, mas percebe-se, há que preparar caminho a quem vier a seguir a Rio.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.