Sondagem do ISCTE/ICS: qual é mesmo a admiração?

Sondagens, nunca é demais dizê-lo, valem o que valem. Nem sempre acertam, às vezes falham por muito, mas, regra geral, não andam muito longo dos desfechos eleitorais. Bem sei que agora é moda dizer que as sondagens perderam toda a sua credibilidade, após o fiasco lisboeta, mas o histórico diz-nos outra coisa.

Vem o introito a propósito da última sondagem do ISCTE/ICS para o Expresso/SIC, que coloca o PS na zona da maioria absoluta, BE em queda livre, PCP a definhar mais um bocadinho, PSD muito aquém do necessário para sonhar com a governação, CDS à beira da extinção, PAN perto disso, IL a crescer menos que o perspectivado pela bolha do Twitter e CH a capitalizar à grande com o clima de guerrilha instalado na direita dita tradicional, para não falar no enorme contributo de Rui Rio, que teima em apresentar-se – aos olhos de parte significativa do eleitorado – como potencial muleta do PS.

Confesso que não percebo o espanto com estes resultados. A relação de forças esquerda-direita mantém-se praticamente inalterada, existe uma transferência de votos do BE para o PS, algo que surpreende um total de zero pessoas, e a direita, que até consegue mais sete deputados, não descola porque decidiu dividir-se em guerras internas pelo poder, mal cheirou a dissolução do Parlamento, sendo naturalmente penalizada por isso, aos olhos da opinião pública e em particular do eleitorado mais ao centro. E esta indefinição, claro, potencia o crescimento dos extremistas. Não obstante, faltam dois meses e meio para as Legislativas, e este cenário tem mais que tempo para se alterar radicalmente, algo que, seguramente, se começará a verificar após as internas no PSD.

Qual é mesmo a admiração?

Comments

  1. Alexandre Barreira says:

    ….não haja quaisquer dúvidas……bem podem “pintar a manta”…..o Chega será o partido que mais beneficiará…..da atual conjuntura……porque o “pessoal” já está farto…!!!

    • POIS! says:

      Pois, e a Venturosa Agremiação…

      É um partido farto para os fartos.

      Muito farto mesmo. Estão todos fartos uns dos outros.

      É ver aqui, por exemplo:

      https://cheganos.com/o-partido-de-andre-ventura-ja-perdeu-4-autarcas-em-pouco-mais-de-um-mes/

      • POIS! says:

        Ah! E esqueci-me de dizer…

        Que lá no site “cheganos.com” há muito mais crónicas, devidamente documentadas, da farturinha desgraçada que grassa na Venturosa Agremiação.

        E estejam atentos ao congresso(*). Aí é que a fartura vai farturar à. farturazana.

        (*) Se se vier a realizar. Ao que parece já há providências cautelares a correr por causa da eleição dos venturosos enviados por Lisboa…

      • Abstencionista says:

        Pois então 8:47!

        Dormiste aí?

        Pelo andar da carruagem hoje vamos ter um dia cheiro de “piadas” parvas inseridas em “comentários (2)” abundantes de imbecilidade.

        eheheheheh

        • POIS! says:

          Pois tá bem!

          Outra vez a marrar, ó Abstencioneiro Marrante?

          Vosselência já demonstrou bastamente por aqui a sua parvoíce. Não era preciso insistir.

          Porque convenhamos: se Vosselência não fosse parvo, era o quê? Só a marrar a vida deve ser mesmo uma monotonia.

        • POIS! says:

          E realmente…

          Citando Vosselência:

          “Pelo andar da carruagem hoje vamos ter um dia cheiro(…)”.

          Aliás o cheiro já se nota. Bastou Vosselência ter sido solto e por aí já desatou tudo a meter máscaras, mas daquelas aintigás.

          Vosselência chegou aqui já fede que nem se pode!

        • Tuga says:

          Bem vindo de volta sr eheheheh

          Que saudades que tinha dos seus arrotos esclarecidos

          Xo mula !

          • POIS! says:

            Sim, porque este Marrante Abstencioneiro é um gajo muito coerente.

            As “piadas” são “parvas” e os “comentários” “imbecis”. E depois (citando o marrante):

            “eheheheheh”

            Ri-se alarvemente!

          • Abstencionista says:

            Já vais em 7 comentários Xô Pois!

            Claro que estou a contar o teu comentário em que te disfarças do gajo que gosta de arrotos.

            Confesso que nunca imaginei que tinhas tendências coprófagas!

            Enganaste-me bem seu porcalhão!

            eheheheheh

          • POIS! says:

            Outra vez a marrar, ó Abstencioineiro?

            Vosselência marrra, marra, insiste, insiste…é uma tristeza!

            Pois vejo com admiração…

            Que Vosselência finalmente sabe contar. É um avanço. pequenino, mas um avanço.

            Como não consegue dar duas para a caixa, agora arma-se em fiscal do comentário alheio. Bem, já vi atividades mais indigentes. Banqueiro, por exemplo.

            Vejo vosselência muito preocupado com o que eu faço. Por exemplo quando durmo, se durmo aqui…

            Deixe lá o sono dos outros. Aconselho a preocupar-se mais com quem dorme lá em sua casa. Principalmente quando está ausente, como acontece amiúde.

            O Tuga não sou eu, não preciso de disfarces.

            E porcalhão é Vosselência, como ficou à vista de todos quando quando resolveu chamar de proxeneta aos paizinhos dos comentadores de que não gosta. Isso é que é de porco!

          • POIS! says:

            Pois e…

            Já lá vão oito! Perdão, nove!

            Vosselência já tem tema para amanhã!

            Aguardam-se mais doutos e imaginativos comentários Abstencioneiros.

  2. Rui Naldinho says:

    E o mais engraçado vai ser a direita tradicional a culpar daqui a uns anos o PS pelo crescimento do Chega, porque este não fez a política que eles próprios pretendiam.

  3. estevesayres says:

    Para mim as sondagens, são como o governo do Senhor Costa, e suas muletas, com o apoio do Marcelo, que anda abater mal da cabeça… Espero que não seja Alzheimer, como têm o DDT…
    Era muito bem feito, que o MRPP, fica-se à frente dos ditos partidos da esquerda e da extrema-direita e neofascista, mas sei, que isso nunca vai acontecer! Porquê? Porque a comunicação-social (na sua maioria), nunca se deu bem com a verdade e os factos, e alongo dos anos tem feito campanha aos mesmo de sempre, e por fim; o MRPP não da empregos…

    • POIS! says:

      Pois é!

      Sem a comunicação social é mesmo impossível de fazer a revolução!

      Ou melhor, talvez fosse. Mas o problema é que ninguém ficaria a saber.

  4. Paulo Marques says:

    A admiração é o que é que o ISCTE fumou que até a Cofina não fumou.

  5. Luís Lavoura says:

    Qual é mesmo a admiração?

    A admiração é que, de acordo com esta sondagem, o PS obterá maioria absoluta na Assembleia da República, permitindo-lhe dispensar qualquer coligação. O que (se acontecer) mudará radicalmente o quadro da governação.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.