Conversas Vadias 20

A brincar, a brincar, as Conversas Vadias chegaram à vigésima edição. Bodas de porcelana, portanto, sem as desvantagens do casamento.

Covid, viagens, ministro Cabrita, falta de vergonha na política, a confusão piscatória da IL, Joe Berardo, humor negro, condecorações e comendas, Ricardo Salgado, Santos Ferreira, Armando Vara, centralismo, regionalização, rouba mas faz, dinheiros do plano de resiliência, autarquias, metro na Trofa, eleições autárquicas, sugestões de leituras, de audições e de visionamentos. Carregado e Odivelas estiveram em alta. Um voto de pesar pelo falecimento de João Figueiredo, com um abraço de todos ao Francisco Salvador Figueiredo, cuja homenagem ao tio merece ser lida.

Orlando Sousa, António de Almeida, Francisco Salvador Figueiredo, Carlos Araújo Alves, João Mendes, José Mário Teixeira e António Fernando Nabais.

Aventar Podcast
Aventar Podcast
Conversas Vadias 20
/

Conversas vadias 13

A décima terceira edição das “Conversas vadias”, andou à volta de cabras, cabritos e cabritas, Sporting, festa, tesão, Palestina, polícia, tomates, F. C. Porto, final da liga dos campeões europeus, Amorim, Benfica, Luís Filipe Vieira, audição parlamentar (ou para lamentar?…), João Cotrim Figueiredo, Iniciativa Liberal, soundbite, Mariana Mortágua, Paulo Querido, João Galamba, Twitter, Fátima, lenços brancos, Jesus, Maria João Abreu, carpe diem, Branca de Neve, Marretas, Astérix, Fausto, U2 e museus.

Quando aos vadios: António Fernando Nabais, Fernando Moreira e José Mário Teixeira.

Aventar Podcast
Aventar Podcast
Conversas vadias 13
/

Costa segura Cabrita

(autoria do Aventador Rui Correia)

Francisco J. Marques caladinho….

…. era um Poeta. Vamos lá ver, além de não ter razão na questão da carga policial (aconteceu o mesmo em Alvalade), esta é a hora de se dar os parabéns a quem ganhou. Não custa nada: Parabéns Sporting. O FJM não é mais portista que eu. Quando muito será tanto. E sabe perfeitamente que se o FC Porto estivesse outra vez 19 anos sem ganhar nada e fosse campeão este ano, nem a pandemia nem as cargas policiais evitariam festejos de arromba. Sabe o FJM e sabe, certamente, aquela coisa que está de Ministro da Administração Interna, o tipo que segundo o último “PodAventar – Esquerda, Direita, Volver” só ainda está ministro porque deve ter uns “nudes” do Costa. Este último e a Dona Graça não prepararam o momento. Como costume. Era assim tão difícil abrir as portas de Alvalade, de forma controlado e deixar os adeptos festejar com a equipa em segurança?