Daniela Ruah, Moises Broder e Fernando Nobre

  
Daniela Ruah é hoje em dia a mais famosa actriz portuguesa a trabalhar nos Estados Unidos. É uma das estrelas de NCIS Los Angeles, spin-off do NCIS original, o tal que conta com personagens como Jethro Gibbs, Anthony Dinozzo ou Ziva David e que, em minha opinião, deixa a milhas a série derivada.
Moises Broder é o padrasto de Daniela Ruah. Não se tornou conhecido por isso, mas sim por ter sido o último proprietário da Dimensino (Universidade Moderna) e por ter representado o grupo BCRE na proposta de aquisição de um terreno na Feira Popular, em 2004, por 160 milhões de euros.É dono do prédio onde se encontra a sede de candidatura de Fernando Nobre.
Fernando Nobre é o Presidente da AMI e um dos candidatos à Presidência da República. Nos últimos dias, Moises Broder tem vindo a exigir, sob pena de despejo, o pagamento de rendas em atraso no valor de alguns milhares de euros.
Agora, aparece a notícia segundo a qual Fernando Nobre terá pago, em Outubro, 10 mil euros em dinheiro a Moises Broder. Algo de completamente ilegal à luz da lei do financiamento das campanhas políticas. É estranho que apareça agora esta notícia, da mesma forma que é estranho o súbito protagonismo de Moises Broder em toda esta história.
Parece o enredo de uma série policial. Há muitas perguntas em suspenso e não sei se não seria de chamar a agente especial Kensie Blye para resolver a trama.

Daniela Ruah – Investigação Criminal

A agente Kensie Blye ” a excepcional e bonita ” polícia filha de um marine, é a Lisboeta Daniela, oriunda de uma família judia, passou pelos Morangos e outras coisas que poucos terão visto mas que, ao fim de um ano, mais coisa menos coisa, aí está em Holliwood a dar cartas.

Estreia hoje às  21.30 h no Canal Fox Crime! Somos capazes como todos os outros, basta ter talento, confiança e trabalhar. Claro que sair cá do país dos boys e das girls é meio caminho andado para o êxito. Fico contente por ver uma portuguesa vencer lá fora, o país está como está porque há muito que está amordaçado pelos interesses medíocres das elites, os mesmos que se passaram para o lado do inimigo sempre que Portugal esteve a ferro e fogo.

Pois é meus jovens, fujam a tempo e horas, há uma UE aí de fronteiras abertas onde o talento é apreciado, não conheço nenhum jovem licenciado que se tenha arrependido de ir lá para fora e conheço muitos e vivi o ambiente. O meu filho andou por lá, muitos outros ficaram por lá, ninguém que voltar, ou antes voltam pelo amor ao país e ao sol, ao mar, às gentes, à luz…

Isto é um sítio mal frequentado por esta gente que nos governa, e não são só os ministros…

Cristiano Ronaldo de cuecas


Soube através do «Público» de sexta-feira que Cristiano Ronaldo é o novo modelo da Armani e logo ali me lembrei de aplacar a fúria da ala feminina do nosso blogue, que nos últimos tempos só tem visto raparigas desnudadas. Ele é Ana Malhoa, ele é Ruth Marlene, ele é Diana Chaves, e rapazes nada.
Mas onde ia eu desencantar um homem sem roupa? Não sou conhecedor do meio. Ainda me lembrei da «Playboy» de Portugal, que costuma trazer rapazes na capa. Mas o «Público» salvou-me. Assim, sempre posso dizer que, se um jornal de referência pode trazer uma página inteira com o Cristiano Ronaldo de cuecas, um blogue de referência, como o Aventar, também pode.
Para os homens do Aventar: amanhã, uma semana passada sobre a estreia em Portugal de «NCIS: Investigação Criminal» (Los Angeles), prometo redimir-me com a belíssima Daniela Ruah.