Cristiano Ronaldo de cuecas


Soube através do «Público» de sexta-feira que Cristiano Ronaldo é o novo modelo da Armani e logo ali me lembrei de aplacar a fúria da ala feminina do nosso blogue, que nos últimos tempos só tem visto raparigas desnudadas. Ele é Ana Malhoa, ele é Ruth Marlene, ele é Diana Chaves, e rapazes nada.
Mas onde ia eu desencantar um homem sem roupa? Não sou conhecedor do meio. Ainda me lembrei da «Playboy» de Portugal, que costuma trazer rapazes na capa. Mas o «Público» salvou-me. Assim, sempre posso dizer que, se um jornal de referência pode trazer uma página inteira com o Cristiano Ronaldo de cuecas, um blogue de referência, como o Aventar, também pode.
Para os homens do Aventar: amanhã, uma semana passada sobre a estreia em Portugal de «NCIS: Investigação Criminal» (Los Angeles), prometo redimir-me com a belíssima Daniela Ruah.

Helena de Lisboa

O Movimento de Cidadãos por Lisboa acolheu-se nos braços do PS nestas últimas autárquicas, o que foi para mim uma grande desilusão. Mas parece que nem tudo está perdido.

Recebi hoje por mail a notícia de que o Movimento apresentou a todos os partidos da oposição a reivindicação de anularem na Assembleia da República o contrato dos Contentores de Alcântara, acordado ente o governo de Sócrates e a Mota-Engil. Este contrato, chumbado pelo Tribunal de Contas, que enviou o relatório para o PGR, é um verdadeiro assalto a Lisboa, desde o número de contentores permitido até aos 30 anos de prazo, aos 600 camiões que terão de entrar em Lisboa numa das principais entradas de Lisboa, às obras caríssimas de abaixamento da rede ferroviária de Lisboa/Cascais, que vão obrigar a desviar o caneiro de Alcântara. E todas estas obras são pagas pelo contribuinte.

A Helena Roseta diz que a sua vida política responde pela sua independência. Também temos as presidenciais e a vontade secreta de Sócrates deixar apeado Manuel Alegre, é pois muito possível que Helena não deixe morrer o Movimento. Para já, está a prestar um grande serviço a Lisboa e ao país!

Vamos então, ver como se comportam os partidos com assento na Assembleia da República neste caso concreto que tanto criticaram!

 

Texto de LUIS MOREIRA

Já?

O Presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, é o laureado com o Prémio Nobel da Paz de 2009.

Quanto a mim a atribuição desta distinção é muito prematura.

Não tenho dúvidas que o Sr. Barack Obama fará tudo para que a paz seja uma realidade em todo o Mundo.

Mas não nos podemos esquecer que ele só assumiu a presidência há 9 meses.

Pergunto: Não será um pouco cedo demais?

Não contesto, no entanto, o facto do Prémio Nobel da Paz ser entregue a um presidente dos EUA. No passado outros receberam a mesma distinção. Assim aconteceu, por exemplo, com Jimmy Carter.

Vamos ver é se ele vai ser digno da distinção que vai receber.

Assim todos o esperamos…

Escutas ou escuteiros/escoteiros

image001

Não sei se rio… não sei choro.

Não, não penso como o José Castelo Branco ou a Lili Caneças.

Por estes dias, creio que ontem, um mail com alguma piada.

Vem tudo isto a propósito da questão das escutas no Palácio de Belém.

Alguém descobriu esta foto de 2007 em que o Presidente da República recebeu uma delegação de escoteiros/escuteiros/escutas que iam participar no Jamboree Mundial que, naquele ano, decorreu na Inglaterra e que celebrava os 100 anos do movimento criado por Baden-Powell.

Para quem não sabe para designar estes jovens existem três terminologias na Língua Portuguesa:

– Escutas – Associado do Corpo Nacional de Escutas;

– Escuteiro – nome genérico;

– Escoteiro – Associado da Associação dos Escoteiros de Portugal;

Ao que chegamos na imaginação da língua portuguesa.

“Escoteiro um dia, escoteiro toda a vida”

Dez anos depois…

AMLIA_~4

Completam-se hoje 10 anos sobre o desaparecimento físico de Amália Rodrigues.

Amália era sem dúvida a maior representante da música nacional, ou seja o Fado.

As suas canções e os seus fados permanecem, quase de certeza, na memória de todos os portugueses.

Como diria Amália Rodrigues “Obrigada… Obrigada”

Candidata… aos 97 anos

35155_d20071130_gvx_M

Teresa dos Santos Lopes e Vila Franca da Beira passaram do anonimato ao estrelato em pouco tempo.

Até há pouco, muitos portugueses nunca deveriam ter ouvido falar em Vila Franca de Beira, freguesia que pertence ao concelho de Oliveira do Hospital.

De quem é a “culpa” de tudo isto?

A culpa, no bem sentido da palavra, é da D. Teresa Lopes que, aos 97 anos, é a mais “jovem” candidata numa lista da Junta de Freguesia. Neste caso concrecto, a lista do Partido Socialista à Junta de Freguesia de Vila Franca da Beira.

Força D. Teresa….

Cavacadas…

CAVACO SILVA -  CIRCUNSPECTO

A anunciada comunicação ao País (e se calhar também ao Mundo) do Presidente da República, Prof. Cavaco Silva, foi ontem.

Por motivos profissionais, não pude acompanhar em directo esta comunicação e portanto poderei correr o risco de ter interpretado mal algo que o Sr. Professor tenha dito.

Parece-me que o nosso PR terá atirado as culpas para os dois principais partidos nacionais, ou seja o PS e o PSD.

Cada um terá feito a leitura à sua maneira.

Agora vamos ver com é que vai ser os primeiros tempos do novo mandato de José Sócrates enquanto Primeiro-Ministro, particularmente na ligação com o Presidente da República.

De regresso

politica

Depois de algum tempo de paragem, estou de novo em contacto com os leitores (sejam eles quem forem) deste excelente blog.

Estive uns dias por terras de Marrocos. Como dizia a canção que muitos cantamos quando eramos crianças “Fui visitar a minha tia a Marrocos”.

(por acaso e que eu saiba não tenho nenhum familiar em Marrocos)

Mas passemos à frente…

Estamos a praticamente uma semana das Eleições Legislativas.

Por isso a campanha eleitoral está ao rubro.

Temos partidos políticos que, pelo menos no meu caso, nunca tinha ouvido falar.

Estão neste caso o PTP (Partido Trabalhista Português) ou o Partido da Vida.

Mas há também outros de que só quase ouvimos falar nestas alturas.

Refiro-me a PCTP/MRPP ou o POUS, cujos líderes carismáticos são, respectivamente o Dr. Garcia Pereira e Carmelinda Pereira.

Uma vez mais, partidos, tal como os chapéus, ha muitos… O resto da frase fica para cada um completar.

Vamos ver o que esta última semana nos reserva, sendo certo que, ao que parece e de acordo com as últimas sondagens, a vitória vai sorrir, uma vez mais, lá para os lados do Largo do Rato.

A ver vamos.

Só em Portugal

ferias

Já imaginou um parque de férias só para os políticos portugueses?

Pois esta imagem imaginária representa isso mesmo.

Não sei se algum dia teremos um espaço desse género.

No entanto, acho que ele devia ser longe de Portugal e se possível noutro planeta.

"Morangos" gripados

TL08_MorangosComAcucar_01

Pois é… a “maldita” Gripe A atinge pode atingir qualquer português.

Claro que não é desejável que isso aconteça a quem quer que seja. Mas todos estamos sujeitos a que isso aconteça.

Na sua edição de hoje, o jornal “Correio da Manhã” indica que um jovem assistente da conhecida série “Morangos com Acúcar”, actualmente transmitida pela TVI foi “atingido” pela Gripe A.

E agora?

Como vão eles resolver o problema?

Será que vão “inventar” uma personagem contagiada com a dita gripe?

Ou será o fim desta série?

PSD sem Flores

untitled

Já várias vezes ouvimos falar em problemas com as listas do PSD às eleições à próxima Assembleia da República do próximo dia 27 de Setembro.

Mas agora somos surpreendidos com a atitude do actual presidente da Câmara Municipal de Santarém.

Moita Flores, durante muitos anos conhecido por ser Inspector da PJ, afirmou que não irá votar no PSD, partido pelo qual foi eleito para a presidência da autarquia scalabitana ainda que como independente, por não concordar com os nomes escolhidos para lista de Santarém.

É pena que outras pessoas não sigam o mesmo exemplo.

A esperança da liderança do partido, nomeadamente a do vice-presidente José Pedro Aguiar Branco, é que Moita Flores mude de opinião.

A ver vamos.

Recibos verdes… ou maduros

recibo verde

Já é novidade para ninguém que os Recibos Verdes são uma autêntica “praga” na sociedade portuguesa.

Infelizmente eu sei bem do que se trata.

Mas mais importante do que falar no passado, devemos falar da polémica que hoje estalou no nosso País.

Segundo as notícias hoje dadas a conhecer, o Estado, através dos Serviços de Finanças, está a recusar pagar o IVA do ano passado.

Tal situação deve-se ao facto das empresas a quem foram passados os referidos documentos estão em vias de encerramento.

Penso que é mais uma situação injusta que é necessário remendar.

Regresso adiado

shumi

O anunciado regresso de Michael Schumacher às pistas de Fórmula 1 foi adiado.

O anúncio foi feito hoje de manhã e esta retirada, segundo dizem, deveu-se a problemas no pescoço.

Lembre-se que o antigo campeão do mundo iria substituir o brasileiro Filipe Massa que sofreu um grave acidente num dos últimos Grandes Prémios.

Para os restantes pilotos, penso que será um descanso uma vez que terão mais hipóteses de ganhar as corridas que ainda faltam até ao final das competições.

As listas

aba_20060121_Assembeia-da-Republica_0928-712311

Sempre que há eleições em Portugal, a polémica com as listas é sempre uma constante.

Temos visto, nos últimos dias, problemas nas escolhas dos candidatos.

Infelizmente costuma ser um hábito, os políticos mudaram-se do seu distrito de origem para outro mais conveniente e onde a sua eleição seja mais garantida.

Qual a consequência de tudo isto? Vamos ter políticos que deveriam defender o distrito por onde forem eleitos mas que nem sabem quais são os problemas reais.

No Porto, por exemplo, Miguel Frasquilho faz parte da lista do PSD, mas não se conhecem ligações ao distrito.

O mesmo se pode dizer de Ana Paula Vitorino do PS que sai da lista alfacinha para a do Porto.

O que dizer de Manuela de Melo que passou para a lista de Lisboa ou Francisco Assis que se mudou para o distrito de Leiria.

Depois há igualmente os filhos de políticos que também nas listas.

Luís Filipe Menezes (filho) ou Nuno Encarnação, filho do presidente da Câmara de Coimbra, Carlos Encarnação, são apenas alguns dos exemplos.

Bem sei que tudo isto é legítimo… mas não será tudo isto reprovável do ponto de vista moral.

Até um dia…

RaulSolnado

Raúl Solnado deixou, ao final de hoje, o mundo dos vivos.

Em minha opinião era um dos maiores humoristas que Portugal teve em toda a sua história.

Lembrar Raul Solnado é igualmente trazer à memória programas como o “Zip Zip” ou “A Visita da Cornélia” ou a participação em filmes sérios como “A Balada da Praia dos Cães”.

Mas quem é que nunca ouviu o disco em que ele retrata a sua ida à Guerra de 1914/18.

Até sempre Raúl!

Um mau exemplo

narciso

Esta foto foi tirada na Avenida Meneres, em Matosinhos.

Gostava de chamar a atenção para quem de direito, nomeadamente a Câmara de Matosinhos, para o facto do lugar de estacionamento para deficiente estar ocupado para um vaso cuja estética é, no minimo, duvidosa.

Já tinha visto, e infelizmente sido vítima, de pessoas que tem por hábito estacionar a viatura em parques de estacionamento para deficiente sem o ser ou, pelo menos, sem ter a respectiva identificação passada pela antiga Direcção Geral de Viação (actualmente designado por IMTT- Instituto de Mobilidade e dos Transportes Terrestres).

O que fazem as autoridades? Nada…. Aliás não é a primeira vez

Ai… Ai

narciso

Isto de colocar um vaso de consideráveis dimensões num parque de estacionamento para deficientes é que não pode ser.

Tudo acontece em pleno centro de Matosinhos. Em concrecto na Avenida Menéres, não muito longe dos Paços do Concelho.

Já ouvi falar, e infelizmente senti na pele, a falta de respeito que alguns cidadãos tem para com os cidadãos deficientes, mas a situação é bem mais grave quando esse “crime” é feito por uma Câmara, como a de Matosinhos.

É preciso mudar rapidamente esta situação.

Poderão mudar o vaso de sítio ou, então, passar o sinal de parque de estacionamento de deficiente para depois da linha contínua.

Fica a sugestão.

Segredos

segredo

Aqui está a razão do êxito (ou a falta dele) do Benfica.

Daqui para a frente vai ser um Ai Jesus para o Clube da Luz.

Será que Nossa Senhora de Fátima os vai salvar?

Logo se verá..

Atak…

_40016472_shearer
Morreu Boby Robson.

Todos os portugueses se lembram da sua passagem pelo Sporting e pelo Futebol Clube do Porto.

Lembro-me de ouvir muitas vezes que era preciso “atak”, “atak”…

Nos últimos anos, o seu ataque contra o cancro que acabaria por não conseguir vencer.

Paz à sua alma.

Até sempre Sir Boby Robson

Ainda o Janeiro

Primeiro de Janeiro21Jornalistas e trabalhadores despedidos de «O Primeiro de Janeiro»
continuam a aguardar que os seus direitos sejam respeitados

Os 32 jornalistas e outros trabalhadores do jornal «O Primeiro de Janeiro», ilegalmente despedidos há um ano, continuam a aguardar que as entidades judiciais e estatais façam valer os seus direitos.

Passa agora um ano desde que os funcionários do jornal centenário foram enviados para o desemprego, sem que a administração da empresa tivesse assegurado os seus direitos ou emitisse sequer uma justificação para os despedimentos. Alguns jornalistas asseguravam diariamente o título há mais de dez anos. Ficaram por liquidar as indemnizações por despedimento colectivo, salários em atraso, subsídios de férias e Natal.

A única solução foi recorrer à Justiça. No entanto, um ano depois do despedimento considerado ilegal pela Autoridade paras as Condições do Trabalho, o Tribunal de Trabalho do Porto ainda não marcou julgamento. Tendo os trabalhadores recorrido ao Fundo de Garantia Salarial, a Segurança Social não despachou qualquer pedido. A Procuradoria-Geral da República, onde se fez uma queixa por «lock out», crime punido pela Constituição, também não deu qualquer seguimento ao pedido. A situação de «lock out» impediu os jornalistas de recolherem ou apagarem os seus ficheiros ou informações confidenciais que se encontravam nos discos duros dos computadores, incluindo contactos, moradas e documentos.

Consideram os jornalistas e restantes trabalhadores de «O Primeiro de Janeiro» que a inoperância das entidades judiciais e estatais face ao evidente recurso a um despedimento ilegal é um convite a que todos os empresários sem escrúpulos se livrem dos trabalhadores sem assegurarem os seus direitos.

Os despedimentos ilegais vieram pôr a descoberto as relações pouco claras de Eduardo Costa com «O Primeiro de Janeiro», através das empresas que gravitam em torno do jornal centenário. O mais recente exemplo é o facto do título estar agora registado numa empresa com sede em Ovar, a Caderno Digital, apesar do nome do empresário de Oliveira de Azeméis figurar na ficha técnica do jornal. A situação que ocorre com os jornalistas que asseguram desde 1 de Agosto do ano passado a publicação do «Janeiro», com vários meses de salários em atraso, é mais um episódio revelador da falta de respeito por todos os preceitos legais.

Os cerca de 30 jornalistas e demais trabalhadores ilegalmente despedidos assinalam na quinta-feira, dia 30, um momento marcante nas suas vidas, com um jantar de confraternização no restaurante Mar do Norte (à Rua Mousinho da Silveira, no Porto). Esta é igualmente uma forma de chamarem a atenção para a inoperância das entidades judiciais e estatais face a um acto ilegal e unilateral que mudou radicalmente as suas vidas.

Os trabalhadores ilegalmente despedidos agradecem as manifestações de solidariedade de todos aqueles que acompanharam os dias terríveis de há um ano e lançam um apelo às entidades competentes para que não permitam que situações como esta se repitam.

Porto, 30 de Julho de 2009, Trabalhadores de «O Primeiro de Janeiro» ilegalmente despedidos há um ano

As autárquicas

Apesar de estarmos a 3 meses das eleições, as autárquicas já mexem um pouco por todo o lado.

Vem isto a propósito do aproveitamento político que Elisa Ferreira está a fazer da luta que Jorge Nuno Pinto da Costa tem com Rui Rio, por causa do futebol.

Sendo portista clubisticamente falando, estou de acordo com as atitudes de Rui Rio em relação ao clube.

Há que separar as águas, nesta como em outras áreas.

O facto de Pinto da Costa apoiar Elisa Ferreira não me afecta, porque, como já devem ter percebido, o meu sentido de voto há muito que está decidido.

Mas será que este apoio terá algum tipo de influência no resto da população do Porto?

Eu sinceramente espero que não.

Mas cada um sabe de si.

Será que queremos uma presidente da Câmara com um pé na Avenida dos Aliados e outro em Bruxelas?

Ou alguém que já conhecemos?

É uma reflexão que deixo aos portuenses.

Mais um

A todos os leitores deste blog, que espero que sejam muitos, neste meu primeiro post gostaria de saudar e agradecer o convite que me foi formulado