Da série “nunca me engano e raramente tenho dúvidas”

 

Sabe mais que todos sobre quase tudo e raramente tem dúvidas. É, no fundo, o ser mais genial à face da Terra. Pelo menos para o próprio.

Sim, é um auto-retrato absurdo e fantasioso, em linha com a narrativa absurda e fantasiosa que vem marcando a era Trump. Contudo, por trás deste aparente doido varrido que chegou a presidente dos estado mais poderoso do mundo, e que por lá deverá ficar mais um mandato, não está um palerma qualquer. Porque um palerma qualquer não consegue enganar milhões de americanos e não-americanos, depois de tudo o que fez e faz. [Read more…]

Telejornais

são, de repente, business schools e cada pivot um PhD em finanças públicas. Tudo pelo preço da TDT ou uma assinatura de TV Cabo.
Perdemos totalmente a noção do ridículo. Os pássaros riem, nos galhos.

Bruno Santos

A fava 2010 – não há ponto G !

Pois é, as más notícias andam sempre por perto. Os investigadores do King’s College dizem que não há evidências da existência do ponto G!

As primeiras reacções são de grande alívio porque a procura dessa zona erógena, constituia uma preocupação para muitos casais, se não mesmo uma obcessão. O que dava em nada. Já viram o que é em pleno acto amoroso, um dos parceiros ou mesmo os dois andarem à procura do ponto G?

Em contrapartida, há menino que se gaba, que ele, sim, é especialista em ponto G e sua sábia estimulação, o que lhe garante à partida, uma vantagem não dispicienda. Já estou a ver o gajo, a explicar à parceira que é pura perda de tempo, o acto sexual sem ponto G.

E agora? A primeira (e quase certa) é os cientistas  estarem errados, como aliás, muito menino vai já começar a explicar à parceira. A segunda, é a maioria das mulheres começarem a explicar aos parceiros que aquelas posições contorcionistas, só dão cabo dos rins e o melhor é voltar à posição de missionário, que tem imensas vantagens e até dá para dormir mesmo antes do acto terminar.

E a terceira? A terceira é continuar a acreditar, ou antes, é fazer um jogo amoroso, carinhoso, meloso, estilo ” eu não te disse, amor”? “é preciso ser mesmo especial, topas”?

E ela topa!