Da série “nunca me engano e raramente tenho dúvidas”

 

Sabe mais que todos sobre quase tudo e raramente tem dúvidas. É, no fundo, o ser mais genial à face da Terra. Pelo menos para o próprio.

Sim, é um auto-retrato absurdo e fantasioso, em linha com a narrativa absurda e fantasiosa que vem marcando a era Trump. Contudo, por trás deste aparente doido varrido que chegou a presidente dos estado mais poderoso do mundo, e que por lá deverá ficar mais um mandato, não está um palerma qualquer. Porque um palerma qualquer não consegue enganar milhões de americanos e não-americanos, depois de tudo o que fez e faz.

Por trás do personagem tragicómico criado, está um tipo mais inteligente do que aparenta, bem assessorado e protegido por uma máquina gigantesca e bem oleada que Bannon, o obreiro do novo fascismo, ajudou a montar. E, para milhões de americanos, permeáveis à desonestidade crónica de Trump, ele sabe mesmo tudo e está acima do comum dos mortais. E vai fazer a America Great Again. E nós ainda vamos ter saudades do Bush filho, e de outros sacanas que, à beira deste fascista alucinado, nos parecerão uns tipos moderados e progressistas. Podem voltar que estão todos perdoados.

Comments

  1. Julio Rolo Santos says:

    Trump sucedeu a um carismático Barack Obama e o mundo treme pela sua permanência na Casa Branca. Trump é louco e a América não lhe reconhece essa faceta e suporta-o até que um dia os americanos acordem virados do avesso. Enquanto Trump mantiver fidelidade a Putim a Casa Branca não lhe escapa.

    • Fernando says:

      O “carismático” Obama envolveu os EUA em ainda mais guerras, separou as crianças dos pais na fronteira entre os EUA e México, salvou os amigos de Wallstreet que arruinaram a economia, vendeu biliões em armas ao regime déspota e medieval da Arábia Saudita para que este possa cometer genocídio no Iémen.

      Que saudades do “carismático” Obama…

      • Paulo Marques says:

        Há uma diferença entre uma guerra ao ISIS, com o a concordância da oposição, e uma potencial guerra com um estado que estava bem na sua;
        Criou a possibilidade, mas só aconteceu com uma ordem executiva do presidente seguinte;
        Salvou Wallstreet com a concordância da oposição, enquanto Trump salva quem lhe compra hotéis;
        Venda de armas a aliados dúbios é a realpolitik americana desde os Mujahedin, e só porque a intervenção directa passou a ser impopular.

        Ou seja, não era muito diferente em teoria, mas não era um puro narcisista a fazer política consoante a taxa de aprovação e quem lhe lambe as botas.

        • Fernando says:

          Não era tempo de parar de justificar a governação miserável do pulha Obama?

          Depois admiram-se que Trump e outros parecidos cheguem ao poder…

          • Paulo Marques says:

            Não justifico a governação de Obama como não justifico a governação de Costa, mas continuam a não ser comparáveis com as alternativas que eram possíveis.

  2. Julio Rolo Santos says:

    Nós não produzimos mas compramos armamento, para quê? Nós não fazemos a guerra mas entramos nela, para quê? Nós não nascemos guerreiros mas guerreamo-nos uns aos outros, porquê? Não lhe sei responder mas, infelizmente, é o que vemos por esse mundo fora, guerras e mais guerras, e humanos a fugirem delas em busca de refúgio onde muitas vezes são escorraçados e perseguidos até á exaustão. Americanos e Russos alimentam-se das guerras para depois subjugarem os países “amigos’ que lhes compram armamento para os explorarem de seguida Nós, por cá, somos mais suaves, uns minorcas comem a carne e os restantes comem os ossos. É a guerra dos vencidos que já se prolonga por tempo de mais e não tem fim á vista.


  3. ATE ME ASSUSTEI, PENSEI QUE IA FALAR DO SINISTRO CAVACO SILVA CUJO LEMA ERA: NUNCA ESQUEÇO E RARAMENTE ME ENGANO..O que será feito dos terrenos de Alcochete que ele mandou os sicários teodosio carapeto e Fernando fantasia comprar com o dinheiro do BPN, depois de em segredo numa conspiração feita com o VAN ZELLER E ENGENHEIRO VIEGAS DO IST. DA OTA PARA ALCOCHETE. DIZEM QUE OS TERRENOS ERAM COMPRADOS EM NOME DA FILHA DO FANTASIA, MAS NUNCA TIVE TEMPO DE IR À CONSERVATÓRIA SABER BEM COMO A AQUÉM ELA OS REVENDEU. O CRIME COMPENSA PARA OS “ONESTOS”. e destes ninguem fala.

  4. whaleproject says:

    Palavra que até me arrepio quando vejo tanta gente endeusar o Obama ou dizer que pode voltar que está perdoado. Por mim perdoo-lhe tanto como lhe perdoam ceertamente a maior parte dos familiares dos 50 mil desgraçados mortos na Líbia nos bombardeamentos da NATO de 2011.
    E transformar o único país do Norte de África que funcionava num cenário do Mad Max, dividido entre milícias fundamentalistas, tribalismos e senhores da guerra, onde gente é vendida como escrava a céu aberto, também foi para combater o Estado Islâmico?
    Fechar os olhos aos milhares de jihadistas despejados na Síria, bombardear, por engano, soldados do exército do país, abrindo caminho ao avanço de gente que crucificava gente, decaoitava, afogava, apoiar uma oposição “moderada” que só existia na cabeça dele também foi para combater o Estado Islâmico?
    O endeusado Obama enganou muita gente, e quase me enganou a mim, mas trata-se de um criminoso de guerra da pior espécie, que gerou um fluxo de refugiados como não tinhamos deste a II Guerra Mundial. Um criminoso que nunca será chamado a prestar contas, que iniciou o processo judicial contra quem lhe descobriu a careca, sim, o processo judicial contra Julian Assange corre por lá desde 2012.
    Um criminoso que em 2012 definiu a Venezuela como “uma excepcional ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos”, iniciando a linha de bloqueio e ingerência que segue até hoje.
    Perdoado uma figa! Devia ser julgado, condenado e preso como o grande farsante e criminoso de guerra que é, como o deveria ser o seu antecessor. E não digo que deveria ser executado, tal como o seu antecessor, porque siu contra a pena de morte, mesmo contra grandes criminosos. Reservando contudo ás suas vítimas o direito de acharem que ambos os meliantes deviam balançar na ponta de uma boa corda.
    Tudo o que o Senhor do cabelo cor-de-laranja faz hoje segue a acção do seu endeusado antecessor. Que devia estar era preso.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.