O Pau-Mandado da EDP?

José Carcarejo, preclaro e luminoso edil de Alijó, gosta do vale do Tua!
Por mais que Portugal tente, nunca lhe será feita a justiça e a homenagem devida.
Entretanto, a EDP trata do assunto.

O Vómito Compensa

"imagem_Msg_Sr_Presidente.jpg"

José Carcarejo, ilustre adepto do afogamento do vale do Tua e democraticamente-eleito edil de Alijó,  vai presidir à Agência de Desenvolvimento Regional, “criada na sequência da construção da Barragem de Foz Tua. A agência é constituída pelos cinco municípios da área de influência da barragem, Alijó, Carrazeda de Ansiães, Mirandela, Murça e Vila Flor, e a EDP, que fica com a presidência da Assembleia Geral.”

Parabéns, senhor presidente! Assim já pode levar os velhinhos a passear!

Só tenho é pena que este país não tenha os meios para lhe fazer a justiça e a homenagem que merece.

EDP contrata Souto de Moura

A EDP vai contratar o laureado arquitecto português Souto de Moura para “melhorar o enquadramento ambiental” do paredão de 108 metros da barragem de Foz Tua, em pleno Douro Vinhateiro, Património da Humanidade (não é só dos portugueses, é da Humanidade). Como o ilustre arquitecto parece não conhecer o ciclo da água que “vai para o mar” e tanta falta faz para produzir energia (limpa!) neste país que gasta o dobro da energia por unidade de PIB da Dinamarca, deixo aqui a ideia de lhe ser ofertado um kit de maquillage e o livro O Ciclo da Água.

Para ser mesmo bonito, e fazer boa figura, esta oferta bem poderia ser entregue por José Carcarejo, o visionário autarca de Alijó, defensor incondicional do Património do concelho e, por conseguinte, do seu alagamento por via de uma barragem inútil. Os autarcas vizinhos de Carrazeda de Ansiães, Murça e Vila Flor poderiam irmanar-se, digo eu, no pagamento desta benfeitoria cultural. A Bem da Nação.

José Cascarejo Gosta do Rio Tua!…

A José Carcarejo, ilustre adepto da barragem do Tua e democraticamente-eleito edil de Alijó (vem no mapa) lembrou-se agora – e ainda bem!… – de promover passeios ao vale do rio Tua, por cujo afogamento não será nunca co-responsabilizado.

Como é lindo o Tua… vamos fodê-lo!… e faz-se um parque natural a lembrar como era lindo e… natural…

Se a hipocrisia matasse…

ps: Alijó tem enormes potencialidades “ao nível turístico, ao nível paisagístico”. Que bom.