Universidade do Porto pede esmola a antigos alunos para comemorar o Centenário

Recebi isto hoje. E que tal se fossem pedir ao ministro Gago?

Comments

  1. graça dias says:

    É mesmo de ficar gago. Só em portugal. ou melhor do porto.

  2. António says:

    deixem-se de parolices! ou de lisboetices… tanto faz. é hora da sociedade civil assumir as suas responsabilidades e promover as suas melhores instituições. a mama do estado acabou e no Porto até nunca houve muita. eu uso o open acess do MIT e de vez em quando contribuo. o MIT é uma das melhores do mundo e é na américa

    • Ricardo Santos Pinto says:

      António, deixe-me perceber. Se for uma opinião de um portuense, é uma parolice. Se for uma opinião de um lisboeta, é uma… lisboetice.
      Certo! Por causa de provincianos como o senhor é que estamos como estamos.

  3. Manuela says:

    Contribuimos para quê? Se não há dinheiro não se fazem festas, certo?

  4. António says:

    obviamente o Ricardo não percebeu nada 🙂

    abraço

  5. António says:

    ok. a mui lisboeta atitude de achar que o estado deve sustentar tudo (o que é deles, obviamente), além de, felizmente, ter os dias contados é uma parolice pegada. ó homem, pense mais, emocione-se menos e não desate a chamar parolos aos outros :->

  6. Ricardo Santos Pinto says:

    Quem é que deve sustentar as comemorações da Universidade do Porto? Eu não sou de certeza. Têm 100 anos, e depois? Melhor apra eles.
    Quem é que chamou parolo a quem?

  7. António says:

    os ex-alunos, por exemplo, obviamente de modo voluntário. eles são afinal os maiores beneficiados pela existência.

    quem chamou parolo foi vossa senhoria. não se lembra? eu refresco-lhe a memória: «Por causa de provincianos como o senhor é que estamos como estamos»

  8. anónimo says:

    ahahaha, grande fake… então não e vê logo que exitem cortes no documento, nomeadamente o 3º e 4º parágrafo?? deixei-se de aldrabices e vão jogar farmville

Deixar uma resposta