Soluções expeditas

Era de prever. Ao irrestível contentamento mediático pelo fracasso do Sr. Samaras, seguiu-se a estremecida expectativa pelas diligências do Führer do Syriza que anda numa azáfama de loucos. Tendo sido rejeitado pelo dinossáurico KKE da guerra civil e respectivas purgas de “inimigos” do povo, o Sr. Tsipras bem podia reeditar o espírito do ainda fumegante Pacto Molotov-Ribbentrop, convidando os camaradas do Alvorecer Dourado. Ambos pretendem algo em comum: uma Europa forte, um Estado todo poderoso e o resto que todos sabem e têm vergonha de afirmar. Até ambas as tropas de choque são idênticas, vestindo de negro, usando capuzes e partindo montras a torto e a direito. Só visto.

Comments


  1. “Führer do Syriza” ?!?
    isto para não falar da imagem miserável deste post.
    Um verdadeiro escarro.
    Há uns medicamentos que tratam isso, pá.

  2. nightwishpt says:

    Ao contrário da Fuhrer Merkel…
    ROFL.

  3. Nuno Castelo-Branco says:

    Imagem miserável? Porquê? Há dezenas parecidas net fora. Não percebo…
    *Veja lá se não escarrou para o ar, pois a coisa peganhenta ainda lhe cai na cabeça. Quanto aos medicamentos, não preciso, até porque desconfio bastante de medicamentação nacional-socialista/soviética. É demasiadamente radical.
    Procure aqui, sempre pode coleccionar uns posters: este, por exemplo.

  4. Maquiavel says:

    O NC-B passou das marcas e mostrou a sua verdadeira cara neste artigo digno d’O Insurgente.
    Chamar a isto “um escarro” é ofender os escarros.

  5. Afonso Jorge says:

    Senhor Nuno. Tenha decência.

  6. Nuno Castelo-Branco says:

    Caros Maquiavel, “internamento compulsivo” (pois era a esse tipo de recurso Himmler/Béria a que o post se referia, por exemplo) e Afonso Jorge. Digo e repito: não tenham ilusões, conhecemos todos os métodos para a obtenção dos fins. Por muitos fatos Armani e Cicciolinas que apresentem em tom de modernidades, a verdade é outra. Basta fazerem-se passar por camaradas ou kameraden e língua deles solta-se de imediato. Indecência seria fazer o jogo do politicamente “correcto”. Não faço.


  7. Com a figura do post, tornam-me a vir à cabeça horrores extensamente testemunhados de um lado e do outro. Com descrever um só horror, venha dum Primo Levi ou duma Herta Muller, devería servir para mais que nada ou pouco menos que nada. Não parece que seja assim e os horrores não deixam de ser horrores, com todos os seus aperfeiçoamentos históricos. Sobre Grécia, no meu parecer, sería precipitado tirar conclusões.

  8. Tito Lívio Santos Mota says:

    não sou comunista, mas sinto-me ofendido na mesma.

    Sobre tudo vindo de quem defende um palhaço que só este ano deportou 35 mil pessoas sob o pretexto de que eram “não europeus”.
    E gostaria de nos ver governado por um Sírio-miguelista austríaco.

    Esqueceu-lhe a contabilidade dos crimes miguelistas da Vilafrancada à convenção de Evora Monte.
    Os enforcados eram tantos que não chegavam as árvores dos caminhos…
    E os crimes do Terror Branco que durou os reinados de Luis XVIII e Carlos X.
    E os da Restauração Espanhola.
    E os atentados carlistas
    E a Monarquia do Norte em 1919
    E a Guerra Civil Espanhola
    E o garrote da Monarquia Espanhola..
    (Alzheimer, talvez).

    A máscara era de papelão, pendia agarrada a um barbante e agora caiu de todo.

    Misérias…

  9. Sinaspismo é a falange em marcha.. says:

    uma análise ímpar seu château blanche….
    só quem nã sabe o que synapismos quer dizer ….

  10. Nuno Castelo-Branco says:

    Olhem como a imagem deu o resultado que queria. Vou ver se arranjo outra ainda mais expressiva. Talvez esta, com música de acompanhamento: http://www.youtube.com/watch?v=ESGactCIx_g

  11. Nuno Castelo-Branco says:

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.