O fantasma Relvas ainda esvoaça sobre a TAP

TAP

O neoliberalismo do governo é implacável. “Qual social-democracia, qual democracia cristã? Estranha, essa ideia de patriotismo e defesa dos interesses nacionais, mesmo os estratégicos.”
No referido tom, decorria o diálogo entre Coelho e Portas, na companhia do Pires que ainda adiantou: “Eu, que fui candidato a ‘nobel cervejeiro’, sem conseguir o prémio por maldade do ingrato Manuel Violas, tenho a autoridade reconhecida em matéria macroeconómica e sou categórico na defesa do princípio do Estado mínimo, sem obrigações sociais e sem uma empresa sequer no património – temos de convencer a velharia, até o Cavaco, a aceitar também a venda da CGD.”


Do pensamento à acção. Depois da ANA, REN, EDP, segue-se os CORREIOS. Pires e o beirão Monteiro, na sequência do desvario e fiéis a interesses espúrios, têm de acabar com as assombrações do fantasma Relvas, satisfazendo o ‘desinteressado’ espírito do ex-ministro por via da alienação da TAP a Efromovich. Um judeu, polaco, colombiano, brasileiro e sei lá o que mais! O fulano parece a ONU em forma humana.
Diga-se que, a despeito de eventuais méritos, a especialidade de Efromovich é realizar negócios sem meios financeiros adequados. Teve conflitos com a Petrobras. Jamais desistiu da compra da TAP, auxiliado pelo compatriota Fernando Pinto, actual presidente da empresa, com direito, indevidamente consentido, à opinião favorável à captura da TAP pelo amigo ‘Efro’. Miguel Relvas é outro aliado.
No final da história, Portugal ficará desapossado de um bem estratégico de grande valia. O ‘Hub’ aeroportuário da TAP em Lisboa   tem um valor  inestimável que o País perderá. Miguel Relvas e o governo pérfido de Coelho regurgitarão de alegria. Entre ‘caipirinhas’ e champanhe, comemorarão o sucesso de interesses antipatrióticos – insucesso dos portugueses – com a euforia própria de sinistra gente que se contenta com o despudor de empobrecer o País e o seu povo.

.

Comments


  1. relvas? quem é esse


  2. Com gajos tipo Relvas e Sócrates jamais iremos
    a lado algum a não ser para cada vez mais
    miséria e corrupção .


  3. Olha já posso comentar. Bravo.

  4. malaparte says:

    Está na hora e na nossa mão, de meter essa canalha no ordem, eu estou afim.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.