A escória dos dias

Inspirada no título do livro ‘L’Écume des jours’ de Boris Vian de 1947, a expressão ‘a espuma dos dias’ transformou-se em ‘cliché’, escrito e reescrito, dito e redito, que lemos e ouvimos com desusada frequência. Quase sempre usada por comunicadores popularizados sem mérito.

‘A espuma dos dias’ tornou-se, para mim pelo menos, em frase intolerável e repugnante, semelhante ao ‘óleo de fígado de bacalhau’ que me forçaram a tomar às colheres em criança; embora, sei agora, este odiado óleo tenha propriedades nutrientes úteis à saúde, como o actualmente tão famoso ‘ómega-3’ e as vitaminas D, A e K.

Certo, certo é que decidi rebaptizar ‘a espuma dos dias’ e passar a chamar-lhe ‘a escória dos dias’. A decisão baseia-se, fundamentalmente, em acontecimentos, comportamentos e posições que eu e milhares e milhares de outros portugueses assistimos no dia-a-dia deste sofrido País.

Vamos a provas. Ouvir César das Neves na TSF a afirmação: “subir a remuneração mínima seria a pior forma de «estragar a vida aos pobres», trata-se de um banho de espuma ou de um amontoado de escória? Creio que não há dúvida na escolha da alternativa.

Os comentários – ou palpites e alcoviteirices interesseiras – de Marques Mendes na SIC ou em entrevistas a jornais são espuma ou escória? E por aí poderia prosseguir, de bifurcação em  bifurcação sempre a desprezar a espuma e a ser compelido a pisar a escória. Sobretudo, a escumalha de certos “jornalistas de almanaque” para quem, ao saltitar na TV e em jornais, vale tudo. Porém, respeitar e criticar seriamente opiniões democráticas divergentes jamais!

Comments

  1. AACM says:

    ” Nao adianta afogar as magoas. Elas aprenderam a nadar. ” PATRICIO BISSO

  2. nightwishpt says:

    A gentinha que nunca teve que trabalhar na vida gosta muito de comentar sobre a vida dos outros.

  3. Hugo says:

    Realmente “respeitar e criticar seriamente opiniões democráticas divergentes jamais”.

  4. portela says:

    Este professor da católica é mais um teólogo da governação.
    .


  5. O comentário de César das Neves foi muito infeliz , porque ele está bem , mas os pobres estão cada vez piores .
    Infelizmente temos de aturar estes comentários infelizes .


  6. Comentar o que não posso comentar , não é possível , se não
    me deixam comentar .


  7. Espero que aguente bem opinioes contrarias.Nãoé que faça grande diferença,O C.Neves e o M.Mendes continuarão a preencher o horario que lhes foi destinado e a receber o salario conrespondente com muitos apoiar e muitos a chamar escoria. Sabe beme divergencia de opinioes.Já tenho aprendido alguma coisa.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.