Mais um milagre do Espírito Santo

A história de como o BdP liderado pelo formidável Carlos Costa, que tem feito uma excelente regulação e nos salvou do quase caos onde já estávamos, autorizou um empréstimo de 3,5 mil milhões de euros ao BES, com garantia do Estado (nãããão, o esquema do Novo Banco não tem risco para os contribuintes) apenas dois dias antes de o liquidar administrativamente, através de uma medida aprovada pelo Governo e promulgada pelo PR em tempo record. Alguém ouviu Carlos Costa falar deste empréstimo na Assembleia da República? Quem tinha dinheiro no BES (quem tem muuuuito dinheiro não conta) não ouviu, seguramente.

Dando um tremendo bigode a todos os jornalistas deste País, o advogado Miguel Reis de quem ontem falei mostrou que, quando se quer saber alguma coisa, se deve ir à procura dela em vez de ficar, no conforto dos gabinetes, à espera que a informação entre na caixa do correio.

Ele foi à procura da informação na sua origem. E, assim, obteve as esclarecedoras (e algo preocupantes) actas do Banco de Portugal. Numa entrevista extraordinária na SIC Notícias com Ana Lourenço, disse ele que, tendo-se um código de acesso que custa 50 euros, se pode aceder a informação relevante e explicou onde. No seguimento disto, acrescentou que a última acta da administração do BES também é uma coisa jeitosa de se ver.
E interrogou-se sobre como é possível o Banco de Portugal, de repente, poder confiscar os bens às pessoas, sem uma explicação, sem indemnização, as pessoas tratadas abaixo de cão, as tuas coisas ficaram com o Lobo Mau [Um Jeito Manso].

Os processos contra o Estado e as providências cautelares já fazem soar milhões. Vá lá saber-se porquê mas já há quem diga que NB não são as iniciais de Novo Banco mas sim de Novo Buraco.

Comments


  1. Quando a esmola é muita….. .Vale a pena ir com cautela porque se um de entre muitos advogados tem a relevancia para aparecer em varios meios de informação, ter o destaque do telejornal nacional, quase que aposto que não vai só ser o representante dos “piquenos” investidores. Acredito que mais e mais altos valores se empenharam para que fosse este e não outros – e acreditem há muitos outros que não “existem” no mundo virtual dos media mas que têm duas pernas e dois braços, cabeça como este….o pobre desconfia.

Trackbacks

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.