Quando a propaganda choca com a realidade

propaganda-news

Propaganda:

Apesar da crise, “quem se lixou não foi o mexilhão”, garante Passos

O primeiro-ministro considerou esta sexta-feira que o Governo conseguiu que “quem tinha mais” tenha contribuído mais para o esforço de superação da crise, permitindo contrariar o adágio de “quem se lixa é o mexilhão”.

“Ao contrário do que era o jargão popular de que quem se lixa é o mexilhão, de que são sempre os mesmos (…), desta vez todos contribuíram e contribuiu mais quem tinha mais, disso não há dívida”, afirmou Pedro Passos Coelho, em Braga, no encerramento de um seminário sobre Economia Social, organizados pela União de Misericórdias de Portugal. [PÚBLICO]

Realidade:

Crise tirou 3,6 mil milhões aos salários e deu 2,6 mil milhões ao capital

Entre o início da crise financeira de 2007/2008 e o final de 2013 assistiu-se, em Portugal, a uma transferência de riqueza do factor trabalho para o capital de grandes proporções, indicam vários economistas. [Dinheiro Vivo]

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Ou estamos perante propagandistas tipo Goebbels que afirmava que uma mentira mil vezes repetida soa a verdade) ou manifestamente estamos perante economistas falhados a começar pelo que diz ser professor. Não acertam uma e mentem compulsivamente. Verdadeiros sem vergonha.

    • j. manuel cordeiro says:

      O meu salário não mente: desceu 21% nestes 3 anos. E passei a trabalhar mais 7 dias por ano (4 feriados roubados e 3 dias de férias a menos). A carga fiscal aumentou brutalmente. E os serviços públicos pioraram e ficaram mais caros. Por outro lado, os relatórios sobre o aumento da concentração de fortunas são vários.

      Portanto, devemos estar perante economistas falhados e que mentem compulsivamente. Sem dúvida.

      • Ferdinand says:

        Os economistas (especialmente os mainstream) não são cientistas, são evangelistas, alguns até são pagos para fazer chearleeding nos media. Sim, eles metem compulsivamente!

        Desde que a banca faliu em 2008 obrigando os estados a transferir paletes e paletes de €€€ para ela mesma para depois emprestar com juro a esses mesmos estados (agora muito mais endividados vá lá saber-se porquê…) esses economistas neoliberais têm tido uma dificuldade crescente em arranjar novas aldrabices que justifiquem a maior transferência de riqueza da base para o topo da história da humanidade, mas a novilíngua neoliberal já não tem o fulgor de outros tempos!


  2. Espero que os imbecis que votaram nesta merda de gente estejam orgulhosos da cagada que fizeram…


  3. Quem VOTOU neles sabia ao que ía – não se enganaram – os que não votaram neles PERDERAM

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.