Comecem os Cânticos de Natal!

Este ano – prometo! – darei descanso ao Coro de Santo Amaro de Oeiras.
Este ano quero coisa boa, este ano quero beber, fumar, tomar, chupar, upa, upa

Mama, mama,
Papa, papa
Bebe, bebe
Fuma, fuma
Toma, toma
Chupa, chupa
Upa, upa! Come

Mamã consome,
Papá consome
Bebé consome,
Consome filha!

Consome, consome
Mata a fome

Outro campeão da falta de vergonha na cara

Roubar feriados porque sim, para depois dar tolerâncias de ponto porque sim. Se fossem catar macacos não iam mal.

A social-democracia às voltas na campa

Sá Carneiro

Cumprem-se hoje 34 anos desde o dia em que Francisco Sá Carneiro – a.k.a. D. Sebastião laranja – faleceu no muito mal explicado desastre aéreo de Camarate. Segundo a mitologia social-democrata, não tivesse Sá Carneiro sido assassinado e teria sido o melhor primeiro-ministro da história mundial. Com Sá Carneiro a liderar o país, Portugal seria hoje, muito provavelmente, uma das principais potências económicas europeias. Mas como mal teve tempo para aquecer a cadeira, vamos ficar para sempre sem saber. Afinal de contas, o que mais há neste país são primeiros-ministros incompetentes com direito a um ano de estado de graça.

[Read more…]

Com o alto patrocínio dos socialistas europeus

Juncker escapa à comissão de inquérito sobre o caso Luxleaks. Tudo está bem quando acaba bem. Na UE como em Portugal, o bloco central une-se sempre que é preciso.

Traposweiler

A empresa francesa Agents & Talents teve uma ideia brilhante para dar alguma utilidade a três títulos de publicações francesas: “Merci pour ce moment” da ex-companheira do presidente francês Valérie Trierweiler, “Le suicide français” uma dissertação xenófoba sobre a França que amedronta Eric Zemmour e “Et si c’était vrai” por esse colosso da literatura banal Marc Levy. Transformou-os em trapos cheios de estilo aptos a limpar o fundo de qualquer panelão, wok ou chaleira.

Pano da Loiça Trierweiler

O estranho caso do Agrupamento de Escolas de Pombal

Há cerca de um ano que o Agrupamento de Escolas de Pombal está sem conselho geral. Sem órgão de gestão, portanto. Como os meus dois filhos são alunos de escolas distintas do mesmo agrupamento, escrevo daqui a Nuno Crato, ministro desse Governo deste nosso Portugal, a ver se resolve o assunto que até agora nenhum dos seus serviços conseguiu resolver. Não é por nada, mas as escolas estão sem planos de actividades, impedidas de diligenciar. Estão em causa cerca de 3200 alunos. E temos aqui um problema: o senhor presidente da Câmara diz que não toma posse (mais o senhor vereador, mais um professor amigo, mais a senhora presidente – e a vice-presidente –  da associação de pais-que pensava-que-bastava-nomear-quatro pais-para-o-órgão-em-causa – e que por isso a eleição de outros pais, de fora do sistema, tem de ser considerada ilegal. Ora acontece que a DREC e a DGEST já analisaram, já pediram pareceres jurídicos e já opinaram. E que, uma vez considerada legítima e legal a eleição dos representantes dos pais, só falta concluir o processo da tomada de posse, de um conselho geral que tem carácter provisório. Imagine-se se não tivesse. [Read more…]