Notícias da quadra

– Pontapeando a letra e o espírito da Constituição da República, o governo decidiu, mesmo antes de negociar serviços mínimos – como manda a lei – decretar a requisição civil na TAP. Nem discuto aqui as razões da greve em causa nem me importa trocar comentários sobre a sua justeza. Já se ultrapassou esse ponto. É um direito que é gravemente ferido. Mais um.
– Título de um jornal: “Polícia de Intervenção pronta para exame dos professores”.
Não. Não é um bom Natal. Não me peçam paz.

Comments

  1. Artur says:

    Como é que os estados “comunistas” (altamente amigos do trabalhador) impunham as suas decisões? com beijinhos e abraços?

    • joao lopes says:

      excelente.equipara o governo do farsolas a uma ditadura.muito bem visto…até porque uma simples “ameaça” de greve “obrigou o actual governo de portugal a comportar-se como numa…ditadura.mas era precisamente isto que se pretendia com a greve da TAP.tenho pena ,mas os apoiantes do actual governo são cada vez mais burros…

      • Artur says:

        Porventura preferiria que as decisões fossem impostas através do uso de jogadas de manipulação (politicamente correcto: dialogo) ou comprando os cabecilhas que fazem mais ruído com futuros favores?

        • joao lopes says:

          preferia que a TAP não fosse privatizada.ainda há o direita a ter opinião apesar da minha opinião e a dos portugueses não contar para nada para o actual governo de portugal.

          • Artur says:

            Se os governos tivessem que atender a todas as opiniões estavamos ainda mais quilhados. Alguém têm que tomar decisões, embora não vá agradar quer a gregos quer a troianos. Não leve as coisas tão a peito. Com a privatização alguns irão ganhar e outros irão perder. É a vida.

    • Nightwish says:

      E o que é tem a ver com aquilo que um país se intitula e aquilo que é?
      Não me diga que agora portugal é uma democracia porque lá se vão metendo umas cruzinhas…

  2. joao lopes says:

    alguem tem que tomar decisões,e por isso o jornal expresso acaba de anunciar uma acção judicial por ter sido proibido de entrevistar o socrates.por outro lado foi “decidido” encerrar o caso do “jacinto”.cá estaremos para “averiguar” da “bondade” das decisões do actual governo

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.