Manifesto a favor da livre escolha


Augusto Nogueira

De repente, perante as aleivosias e sandices, os ressabiamentos e os extremismos que eu julgava estarem ultrapassados na nossa sociedade,
decidi publicar uma brincadeira que escrevi no outro dia. É o…

MANIFESTO A FAVOR DA LIVRE ESCOLHA PORQUE eu sou eu…e escolho a Escola do meu Filho!

Porque quero ter direitos de escolhas, faça-se a minha vontade! Ámen, Senhor! “Pois mais fácil é passar um camelo pelo fundo de uma agulha…”
Quero ter o direito a ter o direito de escolher …pois eu não sou eu?

Muitos, por aí, “ com olhos doces” e “palavras melífluas”, dizem que temos direito a escolher a educação dos filhos…
Têm toda razão! Assino! A educação são os pais que a dão aos filhos e cada pai escolhe a educação que lhe aprouver … em casa, quando começam a transmitir os primeiros valores e princípios que vão reger os filhos durante a vida…
Que raio! Estes valores, estes princípios, a moral, a religião, o clube e tutti quanti, afinal, são educação ou imposição?
E a criança cujo pai vive na direitolândia ?! Escolheu o pai, a mãe, os irmãos, os tios, os avós, os primos, a religião, a casa, a rua, o país, o planeta…?

Porque eu sou eu e o mundo gira à minha volta.
Porque quero ter direitos de escolhas, faça-se a minha vontade! Ámen, Senhor! “Pois mais fácil é passar um camelo pelo fundo de uma agulha…”
Quero ter o direito a ter o direito de escolher … pois eu não sou eu?

Sim quero ter o direito a escolher a escola…
Quero ter o direito de escolher o dia em que as aulas devem começar e acabar…
Quero ter o direito de escolher o horário (de preferência, um horário de curta duração…)
Quero ter o direito de escolher os professores…
Quero ter o direito de escolher as notas que melhor condizem com as minhas ambições e o meu status
Quero ter o direito de ver afastados de mim os indigentes e humildes … criem uns espacinhos para eles… vade retro !…
Quero ter o direito de proferir palavrões, ameaçar e dar umas porradonas… e não me venham com essa treta do bullyng
Quero ter o direito de escolher todos os brinquedos: telemóveis, smartphones, tablets, computadores … bicicleta não porque cansa muito…

Assim, porque quero ter direitos de escolhas, faça-se a minha vontade! Ámen, Senhor! “Pois mais fácil é passar um camelo pelo fundo de uma agulha…”
Quero ter o direito a ter o direito de escolher … pois eu não sou eu ?

Quero ter o direito de escolher o centro de saúde, a clínica ou o hospital para quando precisar de assistência médica…
No caso de ser transportado em ambulância… quero ter o direito de escolher uma ambulância de marca Lamborghini (Maserati como segunda opção também pode ser….) tração às quatro rodas, jantes em liga leve, pintura metalizada, ar condicionado, wi-fi, Bluetooth, sensores para estacionamento, lâmpadas led…
Quero ter o direito de escolher, no hospital, o médico e o/a enfermeira,… e, se for internado, o quarto, a cama…
Quero ter o direito de escolher, se for preciso, o tribunal e o juíz…
Quero ter o direito de escolher a não pagar impostos…
Quero ter o direito a não efetuar descontos…
Quero ter o direito de escolher a viajar nas deslizantes auto-estradas… as estradas nacionais, municipais e rurais são para carroças, atrelados e burros…

Assim, porque quero ter direitos de escolhas, faça-se a minha vontade! Ámen, Senhor! “Pois mais fácil é passar um camelo pelo fundo de uma agulha…”
Quero ter o direito a ter o direito de escolher … pois eu não sou eu?

Quero ter o direito de escolher a alimentação mais chique (a valer!): caviar, lagosta, ostras, foie-gras … a feijoada, o grão, o cozido, a petinga, o carapau é para labregos!…
De escolher beber água do Luso ou Caramulo ou Pedras ou Estrela ou Penacova, melhor, Pérrier (chique!) porque a água pública é inodora, sensaborona e … tratada com produtos que fazem mal…
Quero ter o direito de escolher a minha roupa e tudo o mais que me dá aquele ar de astro: Armani, Versace Jeans, Calvin Klein, Hugo Boss (vá lá… Salsa, Tiffosi, Mosh, Decénio, Sacoor … não sou muito exigente!), Timberland, Lacoste e Adidas e Nike… Ray-Ban… Quero ter o direito a ter classe e chiqueza…
Quero ter o direito a viajar em primeira classe, nos comboios, nos aviões … iates e catamarãs é para as férias in…
Quero ter o direito de escolher a minha casa, o meu bairro, a minha cidade, a vizinhança … já que escolho, quero escolher viver num condomínio fechado devendo ter piscina com água aquecida no inverno (classe! bom gosto!)…
Assim, porque quero ter direitos de escolhas, faça-se a minha vontade! Ámen, Senhor! “Pois mais fácil é passar um camelo pelo fundo de uma agulha…”
Quero ter o direito a ter o direito de escolher … pois eu não sou eu?

Quero ter também o direito …
De escolher ter polícia privada… a pública não garante segurança…
De poder ter prioridade na rua, com o meu Lamborghini ou Maserati, com batedores à frente ostentando aquelas luzes azuis e a abrir caminho porque tenho mais direitos do que todos os outros… porque tenho o direito de chegar primeiro… Porra! Tenho direito!
De escolher, por favor, exijo que me subsidiem a compra de automóvel porque os transportes públicos que me oferecem não são cómodos, não cumprem horários, às vezes estão atolados de gente, alguma mal-cheirosa, e ainda tenho que fazer alguns metros a pé e é cansativo…
De poder passar à frente em todas as filas… sim, porque estar na fila não é educação nem civilização…
De poder escolher melhores políticos e governantes…

E tenho direito a todos os direitos existentes, direitos imagináveis e impensáveis e ainda todos os direitos que ainda não foram criados.

Assim, porque quero ter direitos de escolhas, faça-se a minha vontade! Ámen, Senhor! “Pois mais fácil é passar um camelo pelo fundo de uma agulha…”
Quero ter o direito a ter o direito de escolher…pois eu não sou eu?

Comments

  1. Vou publicar no meu FaceBook indicando a origem.
    Os meus parabéns.

  2. Aurora Amaral says:

    Subscrevo e tenho orgulho na nossa lucidez
    Bem hajas Colega!

  3. joão lopes says:

    e alem disso,o dinheiro é meu,meu,meu,meu…e eu faço o que eu quiser com o meu dinheiro,porque é meu,e eu só me interesso por mim,porque só conto eu(não foi,mas podia ter sido dito pela neoliberal….helena matos)

  4. Anti-pafioso says:

    Atenção eu quero escolher o que me apetecer ,mas com a condição de ser o ESTADO com o dinheiro dos contribuintes a comparticipar as minhas despesas OK:?

  5. Ninguem proíbe ninguem de ser aquilo que quer Ser,o que não está certo é obrigarem os outros a pagar os gostos e tendencias das suas escolhas ; cada um, se gosta de caviar, que o compre à vontade ,mas não me faça a mim, que gosto mais de açorda e sardinha assada, pagar os seus gostos e apetencias !!!

  6. António Melo says:

    É triste ver deputados eleitos pelo povo vestidos de amarelinho (literal ou metaforicamente) a piarem por todo o lado em defesa de interesses privados. Veja-se, por exemplo, a triste figura de uma tal Ana Rita Bessa a pipilar as habituais asneiras sobre a “liberdade de escolha”, “o respeito pelos contractos” e outras baboseiras e aleivosias do género. Triste, mas não surpreendente. Pois não passou quatro anos a arrastadeira (governo PPD/CDS) a governar a favor de todos os interesses privados e corporativos em detrimento dos interesses do país ? Pois não andou quatro anos a escumalha do pote a destruir economica, social e moralmente a nação para favorecer todos os lóbis canalhas, abjectos e obscuros , delapidando a riqueza nacional em favor dos amigalhaços ? Então, qual é o espanto ? É de rebolar a rir vê-los carpirem o presuntível despedimento de professores e de quebra de contractos, depois de os ter visto quebrarem contractos com funcionários públicos, pensionistas, reformados e todos aqueles que, na sua imensa estupidez consideram não serem dignos do alto desígnio que preparam para o país, para além dos despedimentos massivos que efectuaram. Olhem, sigam os conselhos do bronco de Massamá : emigrem (para o Brasil e Angola que tão precisados estão de professores, saiam da vossa zona de conforto, deixem de ser piegas. Que nojo !

  7. Helder P says:

    Muito bom e elucidativo. Ou como diria eloquentemente o grande pensador Badaró:
    “Ó Abreu, dá cá o meu!”.

  8. Fernando says:

    Coitado do filho que tenha um pai destes!

  9. Tanta verborreia, parece diarreia mental!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s