UE contra cidadãos europeus: STOP CETA, STOP TTIP! – 1


14138727_1223047457727367_90661159288552714_o

Entrámos no sprint final do CETA, o Acordo Económico e Comercial Global entre a UE e o Canadá. Pretendem os dirigentes europeus assiná-lo no final de Outubro e, com a aprovação do Parlamento Europeu, proceder à sua “aplicação provisória” antes da ratificação nos parlamentos nacionais (conseguida pelo movimento de protesto).

Hoje, sábado, vai ser entregue ao tribunal constitucional de Karlsruhe uma queixa de inconstitucionalidade do CETA. A queixa é apresentada por uma professora de música de 70 anos de idade e subscrita, através de procuração (ver pacotes na foto), por mais 68.058 cidadãos alemães.

Chefes de estado e deputados, mais não sois do que representantes, “ouvide” o que temos para vos dizer: NÃO a tratados em que os interesses dos investidores valem mais do que os dos cidadãos!!!

Em Portugal, faça o CETA-Check (basta clicar nas questões preparadas) e esteja atento, é hora de acordar antes que seja tarde demais…

Comments

  1. anónimo says:

    Desde o inicio que a UE/BCE são o braço armado da finança, contra os cidadãos europeus, e contra a humanidade.
    Os processos democráticos foram sabotados e proibidos. Os cidadãos europeus foram desde sempre impedidos de se pronunciar.
    Nada do que a UE e BCE fazem, tem a ver com o interesse e a vontade dos cidadãos europeus.
    Veja-se quem são os presidentes da UE e do BCE.
    Gatunos, impunes, que se podem gabar, de terem corrompido muitos governos europeus, de terem levado muitos países europeus à falência, e de obrigarem os cidadãos europeus a pagarem o roubo e a usura.
    Para exemplo doméstico, temos dois criminosos directamente envolvidos, traidores à Pátria e à Europa, Constâncio e Cherne.

    • Ana Moreno says:

      Concordo, mas veja bem, o fenomenal nisto dos tratados é que o movimento europeu de cidadãos, em vez de cruzar os braços e apenas constatar esse triste facto, está há já três anos a enfrentar esse poder, de uma forma super eficaz. Duas vitórias já conseguidas: a mudança do ISDS para ICS e a ratificação do Ceta nos parlamentos europeus. Agora, precisamos de conseguir impedir a aplicação provisória. E para o conseguirmos vamos investir em força. Não podemos ainda saber se vamos conseguir ou não, mas o que aconteceu até agora é encorajador e, se cada vez mais cidadãos se erguerem de forma visível contra estes tratados, eles acabam por ceder. Não basta lamentar, temos de actuar. Saudações cidadãs!

      • anónimo says:

        Nada de bom se pode esperar dos selvagens que trouxeram a União Europeia até à presente destruição e desunião.
        Não se espere que os criminosos se regenerem.
        Só os cidadãos, em democracia, poderiam mudar este curso que, irrevogavelmente, segue rumo à confrontação e à guerra.
        Porém, não basta lutar contra medidas avulsas. Quem manda na Europa está-se nas tintas para a democracia, e tem sempre maneira de contornar o interesse e a vontade dos cidadãos europeus.

        A mudança teria que ser profunda, teria que ser política, teria que começar pelos próprios cidadãos que actualmente, ignorantes da história recente e cegos pela propaganda da gatunagem, perante os falhanços do centro esquerda cometem suicídio, voltando-se para a direita e extrema direita.
        Neste curso, acredito que a Europa vai sofrer muito, muito em breve.
        Esperemos que esteja enganado.
        Saudações.

        • Ana Moreno says:

          Uhm… faz-me lembrar o coro do teatro grego. É verdade que tentam por todas as formas enganar-nos e impor o que querem. Mas se só ficarmos à espera da tragédia, não podemos admirar-nos que ela chegue. Vale a pena mostrar-lhes que não nos rendemos. Se não fosse a força dos protestos, o TTIP e o CETA teriam entrado em vigor sem que os cidadãos tivessem, sequer, ouvido falar de tal coisa.

  2. Estamos no século xxl e sabemos que o tempo não volta pqrq trás,mas temos que ver o estado em que se encontra a vida dos cidadãos deste planeta cada dia está pior com as direcções políticas dos partidos que os governam ; por isso há que pensar e organizar outro sistema, que dê a cada um conforme a sua necessidade e lhe cobre conforme a sua possibilidade,sem estar sujeito a este liberalismo selvagem sem qualquer controlo, exercido por chicos expertos, sem qualquer ética ou noção do Bem Comum para o ser humano !!!

  3. fleitao says:

    No entanto, o representante do governo canadiano junto da UE/BCE, Pierre Pettigrew, foi entrevistado anteontem pela CBC (TV estadual) e mostrou-se receoso porque, para já, a Roménia e a Bulgária. não assinam o acordo. Diz ele. E acrescentou que é preocupante terem de se pronunciar os parlamentos nacionais!!!! Mas, para mim, o pormenor mais importante foi o Pettigrew ter fugido a todas as perguntas sobre os malefícios que traz o CETA aos povos europeus. O entrevistador bombardeou-o com perguntas directas, incisivas, e ele, a fazer-se parvo, divagou. Por outro lado, o primeiro ministro Trudeau enunciou na rentrée as prioridades e não consta o CETA, mas apenas a segurança nacional e questões internas. Parece que estão a querer ganhar tempo, à espera das eleições americanas. Porque, na verdade, Hillary Clinton é contra estes tratados.

  4. Afonso Valverde says:

    A seguir fora do € e da EU.
    Fora Portugal. Outras paragens outras romagens…

  5. Afonso Valverde says:

Trackbacks

  1. […] via UE contra cidadãos europeus: STOP CETA, STOP TTIP! – 1 — Aventar […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s