A revolução bolivariana vergada ao capitalismo selvagem


Um homem lê uma coisa destas e fica de lágrima no canto do olho. Com a economia arrasada e um clima de guerra civil iminente, a Venezuela está em péssimos lençóis. Maduro não é Chávez, os rendimentos do petróleo já conheceram melhores dias e os expedientes usados pelo regime afastam os cada vez menos simpatizantes da revolução bolivariana. E no momento de maior aperto, quando já quase tudo escasseia, eis que surge o Goldman Sachs, o (nada) improvável salvador, a comprar 2,8 mil milhões de dólares de dívida pública venezuelana, pela módica quantia de 865 milhões de euros. Get rich or die tryin’, motherfuckers!

Pára tudo: o Goldman Sachs? Esse baluarte do capitalismo selvagem, da tirania dos mercados e do fascismo neoliberal, inimigo maior do povo oprimido, está a financiar o regime bolivariano anticapitalista da Venezuela? E o Maduro não diz nada? E a esquerda assobia para o lado? E este oposicionista, que segura o cartaz na fotografia, terá chegado agora ao planeta Terra? É que o Goldman Sachs não apoia a ditadura venezuelana. O Goldman Sachs apoia qualquer ditadura onde exista a possibilidade de fazer bons negócios, porque o Goldman Sachs está-se nas tintas para a opressão, para a democracia ou para a paz. O Goldman Sachs é um banco predador, um abutre canalha que se alimenta da desgraça alheia, uma das mais poderosas células do terrorismo financeiro que asfixia a liberdade. Porque o neoliberalismo, na realidade para lá do lirismo, é exactamente isto: lucro a qualquer custo, doa a quem doer. Não existem assassinos, não existem ditadores, não existe violência. Não existe ética. Só dinheiro, corrupção, tráfico de influências e desrespeito total pelos direitos humanos e pela democracia. O resto, caro leitor, é paleio de saco.

Comments

  1. Atento/sempre says:

    (…)”Pára tudo: o Goldman Sachs? Esse baluarte do capitalismo selvagem, da tirania dos mercados e do fascismo neoliberal, inimigo maior do povo oprimido”! E fico por aqui…

  2. Rui Naldinho says:

    Já perguntaram ao Durão Barroso, se concorda?

  3. Rui Mateus says:

    A notícia deve ser lida completamente :Banco norte-americano comprou dívida venezuelana na esperança de triplicar lucros com mudança e estabilização do regime…portanto eles como “bons”capitalistas estão apoiar dois cavalos, se cair um deles, já cá canta…portanto não é como afirma um opositor que “o banco está no lado errado da história”, eles estão sempre em cima do acontecimento, sejam o regime ditatorial ou democrático…a dita oposição pelos vistos não terá pejo de entregar o país a esses vampiros…😈

  4. JgMenos says:

    Tudo porque o coirão do Maduro não quer eleições…mas a G&S é que é o mau da fita. Tá visto!

  5. A.Silva says:

    O resto caro leitor é que pelos vistos João Mendes em relação à situação na Venezuela como em relação a outros países, está do lado dos fascistas que estão a pôr a Venezuela a ferro e fogo. João Mendes mais uma vez está do lado dos criminosos, João Mendes dá o seu contributo, pequeno é claro, mas não deixa de ser um contributo para a continuação da destruição e da morte na Venezuela.
    Os sociais-democratas, nestas situações estão quase sempre do lado dos criminosos, do lado do nauseabundo passado.

    Que miséria de “esquerda”

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s