E tu, camarada, apoias a fome e a opressão na Venezuela?

Na Venezuela, onde a este javardo inchado nada falta, incluindo a famosa “empanada” escondida debaixo da mesa, dados da FAO indicam que existem 3,7 milhões de pessoas subalimentadas, o que equivale a mais de 10% da população daquele país.

Sim, existem na crise venezuelana outras variáveis que o mainstream tende a abafar. Mas é inaceitável haver quem à esquerda se bata por um regime que escolheu oprimir, como se o que se passa na Venezuela fosse assim tão diferente daquilo a que assistimos nos reinos totalitários do Médio Oriente.

Não é.

Sobre o silêncio selectivo

Se há tema que leva a direita a ser mais determinada do que um cão a não largar o osso, é a situação na Venezuela e em Cuba. Trata-se de uma obsessão, comprovada pelo que se escreve sobre esses regimes e pelo constante chapar à cara da esquerda dos problemas nesses países. A tónica habitual pretende difundir este spin: “Portugueses, fujam da esquerda e, se não perceberem porquê, vejam o que se passa na Venezuela e em Cuba”.

Sem inocência alguma, essa mesma direita fica completamente muda com as décadas de governação de direita no México e os enormes problemas que trouxe ao país. Um caso típico de duplo-pensar, agora com o caso do Brasil a juntar-se ao cardápio. [Read more…]

E daquela vez em que Bolsonaro afirmou que Hugo Chávez era uma esperança para a América Latina?

Alguns bolsonazis sentir-se-ão tentados a afirmar que a imagem em cima é uma montagem, um pérfido exemplo das mais odiosas fake news à la Trump. Outros sentir-se-ão deprimidos, já que o único argumento que lhes resta é o “Então e a Venezuela?”. Mas Bolsonaro, não vai muito tempo, achava que Chávez era uma esperança para a América Latina e gostava que a filosofia chavista chegasse ao Brasil. Definia-o como “ímpar” e queria ir à Venezuela conhecê-lo. E isto tem que doer aos milhões de fanáticos fascistas que o seguem como uma divindade messiânica.

Os neo-fachos devem estar loucos

Trish Regan é pivô e apresentadora da Fox, estação televisiva famosa pela forte aposta em fake news e pelo apoio incondicional dado ao chorrilho diário de parvoíces regurgitadas por Donald Trump. Na passada semana, e na ânsia de associar a ascensão de uma tendência mais à esquerda no Partido Democrata – uma esquerda que, traduzida para a realidade portuguesa, nunca passaria de um Partido Socialista, mas que, no entender da jihad conservadora norte-americana, equivale ao mais violento comunismo – à Venezuela, a apresentadora decidiu brindar os seus espectadores com uma das comparações mais imbecis da história da manipulação da opinião pública norte-americana, ao comparar a Venezuela à Dinamarca[Read more…]

Socialismo no século XXI

A doutrina socialista apregoa igualdade, mas o resultado palpável obtido sempre que algum país leva à prática as ideias de Marx, acaba por ser a miséria generalizada, excepção feita aos iluminados camaradas dirigentes que conduzem o rebanho se sacrificam liderando as massas.
A Venezuela é hoje um triste e lamentável exemplo do resultado a que conduzem o desrespeito pelas liberdades, pela propriedade e iniciativa privada. Não faltam por esse mundo fora invejosos aspirando a meter as mãos nos bolsos de quem produz, em nome do Estado social e outros disparates do género. A bizarria começou com Chavez, mas agravou-se com Maduro, que incapaz de encarar o fracasso da sua política, recorre a delirantes desculpas inventando inimigos e teorias da conspiração, esquecendo o essencial, que o seu regime socialista nada produz à excepção do petróleo, uma riqueza natural que nada tem a ver com política. Ainda assim, nem ao combustível a população consegue aceder. [Read more…]

Prémio Sakharov 2017

Ventos de Liberdade sopram do Parlamento Europeu…

Notícias do paraíso socialista

Inflação controlada por Decreto!

A crise na Venezuela e os hipócritas do costume

A administração norte-americana anunciou hoje, em resposta ao desfecho daquela espécie de eleição que teve lugar na Venezuela, o congelamento de todos os bens de Nicolás Maduro nos EUA. Mas antes de entrar na hipocrisia americana, importa fazer aqui uma nota sobre a venezuelana: então os Estados Unidos são o demónio capitalista, o centro do absolutismo neoliberal, e o grande revolucionário Maduro tem bens em território imperial? Propriedade privada na Disneyland dos especuladores? Já não se fazem revolucionários como antigamente. Shame on you, Maduro. [Read more…]

Avante camarada Maduro

O ditador venezuelano pode sempre contar com o apoio do PCP. Só falta um gulag para calar os manifestantes…

Palhaçada na Casa Branca

Perdão, queria dizer manobras no manicómio. Entretanto, como manda o manual, declara-se guerra, ou coiso, a outra nação, com o pretexto de  “pervertem” a ordem democrática, o que tem um toque especial quando é dito pelo bronco que teve uma mãozinha russa na sua própria eleição.

A revolução bolivariana vergada ao capitalismo selvagem

Um homem lê uma coisa destas e fica de lágrima no canto do olho. Com a economia arrasada e um clima de guerra civil iminente, a Venezuela está em péssimos lençóis. Maduro não é Chávez, os rendimentos do petróleo já conheceram melhores dias e os expedientes usados pelo regime afastam os cada vez menos simpatizantes da revolução bolivariana. E no momento de maior aperto, quando já quase tudo escasseia, eis que surge o Goldman Sachs, o (nada) improvável salvador, a comprar 2,8 mil milhões de dólares de dívida pública venezuelana, pela módica quantia de 865 milhões de euros. Get rich or die tryin’, motherfuckers! [Read more…]

O drama venezuelano

A ideia nem era má. Tirar (um bocadinho) aos ricos para dar aos pobres, construir casas para sem-abrigo, escolarizar os bairros de lata. Só que não chegava. Chávez chegou ao poder pela via democrática, foi reeleito duas vezes, a última das quais com números esmagadores, mas nunca teve hipótese nenhuma contra o sistema. O sistema que não gostou de ver a oligarquia venezuelana tomada de assalto por nacionalizações e reformas agrárias. O sistema que não queria mais pólos potencialmente perturbadores para a pax americana. O sistema que tinha (e tem) um império mediático, falível mas extremamente poderoso, que usou para minar a opinião pública. Que desempenhou um papel-chave num golpe de Estado falhado em 2002, patrocinado por Washington, onde à data fazia a lei George W. Bush, esse grande democrata que nunca oprimiu ninguém. Tudo isto, e o muito mais que poderia ser referido, não pode ser ignorado. Tal como não pode servir de justificação para tudo.

[Read more…]

A incompetência há muito era conhecida…

Ficámos agora a saber que não passam de reles bando de ladrões…

Ao cuidado do CDS-Madeira

PPNM

O líder do CDS-PP Madeira está preocupado com a comunidade portuguesa madeirense residente na Venezuela, vai daí, com acusações de passividade à mistura, incitou o governo regional a trabalhar num plano para preparar o regresso das centenas ou até milhares de emigrantes naquele país. Parece-me sensato, mas mais sensato seria se António Lopes da Fonseca, lider centrista madeirense, pegasse no telefone e desse uma apitadela a Paulo Portas, um tipo irrevogavelmente impecável, que até se mexe bem para aqueles lados e é de abraço com o Maduro. Ele vai lá, e, habilidoso como é, cria uma ponte aérea para a diáspora e ainda vem de lá consultor da PDVSA. Quem sabe não fica mesmo do outro lado do Atlântico. Ficávamos todos a ganhar.

Foto: Correio da Venezuela

O Mundo de Camões segundo o Jornal de Notícias

Terras de Camões

 

O Jornal de Notícias de hoje, dia da Final do Campeonato da Europa de Futebol, publica um mapa que pretende descrever a distribuição dos emigrantes portugueses pelo mundo.

Além de apresentar números errados, que totalizam cerca de 2 milhões de emigrantes, quando, na verdade, há mais de 2,5 milhões de portugueses espalhados pelo mundo, crescendo esse número para o dobro (5 milhões) se forem, como é devido, contabilizados os descendentes, o mapa do Jornal de Notícias omite estranhamente a Venezuela e Macau.

[Read more…]

O socialismo não falha…

70% dos venezuelanos já vivem em condições de miséria. Mais uns meses e Maduro conseguirá a igualdade plena, uma sociedade sem classes, todos na pobreza absoluta… É fácil apontar agora o dedo ao presidente da Venezuela, apelidando-o de louco, o que até é verdade, à excepção do querido líder da Coreia do Norte não conheço estadista mais bizarro, mas excentricidades à parte, onde é que o socialismo produziu mesmo um resultado diferente? Cada vez que me lembro dos que apontavam a Venezuela como esperança para a economia planificada no sec. XXI… Daria vontade de rir se não fosse uma tragédia humanitária, como sempre acontece quando algum povo de forma voluntária ou imposta experimenta esta pérfida ideologia.

O capitalismo é o pior dos sistemas…

À excepção de todos os outros, mas ainda há quem acredite nos amanhãs que cantam…

Violência policial no Ocidente democrático

Ontem escrevi sobre o episódio de violência policial que culminou com a agressão desproporcionada de uma adolescente no estado do Texas, EUA, uma agressão levada a cabo por um troglodita com uniforme de agente da autoridade que naquele cenário, em que vários adolescentes são tratados arbitrariamente como delinquentes, se apresenta como um fanático totalitário a mostrar aos miúdos quem manda, se necessário de arma na mão. Com os exemplos de violência que vêm de cima neste país, não admira a frequência com que atentados com armas de fogo são levados a cabo por outros adolescentes nas suas escolas.

Estranhamente, pelo menos para mim, deparei-me com algumas reacções que pouco ou nada tinham que ver com o objectivo do texto: expor a parcialidade subjacente à forma como este tipo de episódios é analisado pela imprensa ocidental, dependendo se acontece num país “inimigo” ou num país “amigo”. Porque só alguém muito ingénuo acredita que uma situação como a que abre este texto teria leituras políticas iguais acontecendo na Rússia ou nos Estados Unidos, no Irão ou na Arábia Saudita, país onde todos os dias são cometidas atrocidades mas que está longe de ser pintado pelos nossos media como a ditadura sanguinária e repressiva que é.

[Read more…]

Cúmulo da estupidez revisitado

O Podemos começou em 2014. Mas já era financiado pelo Venezuela antes disso. E uma direita menos idiota, não se arranja?

Evangelho segundo João 8, 1-11

FISCO

Quem nunca se esqueceu de declarar aqueles 8,5 milhões de euros que estavam esquecidos naquela gaveta da mesinha de cabeceira, dentro daquele envelope para as férias do próximo ano? Será isto motivo para condenar um homem ao enxovalho? Claro que não! Agora fazer negócios com comunistas radicais que se alimentam de crianças ao pequeno-almoço já é algo que ultrapassa todos os limites. Deve haver aqui dedo do Sócrates que ele também vendia uns computadores ao Chavéz. É que apesar do takeover social-democrata do mais antigo banco do regime, é de senso comum que se alguma coisa correu mal, a culpa só pode ter sido dele ou do TC.

Espírito Santo valei-nos, o mundo está perdido!

Cereja no topo do bolo da novela Espirito Santo?

O Estado venezuelano tornar-se accionista “relevante” do GES. Avante camaradas!

A legitimidade de tomar o país de assalto

Se te manifestas contra o Governo em Caracas ou Kiev (neste caso contra o de Moscovo), estarás a lutar pela liberdade e contra o absolutismo. Se te manifestas em Lisboa ou Atenas és um irresponsável incapaz de perceber que as tuas atitudes provocam consequências desastrosas junto dos mercados e dos investidores. Pouco importa se te sentes injustiçado, roubado ou enganado porque a legitimidade da tua revolta, ao contrário da dos nossos pares venezuelanos ou ucranianos, depende muito menos desses factores do que do apetite voraz de Wall Street ou da City londrina. O teu país está tão ocupado e vergado a oligarcas como a Crimeia. A única diferença é que em Portugal e na Grécia o poder político já assinou o pacto de vassalagem com o regime certo. Aqui o trabalho está feito.

[Read more…]

13 de Março de 2014, céu geralmente limpo

José Xavier Ezequiel

Que dia emocionante. Em Lisboa, baixa-se a bandeira a meia-haste pela morte do ex-cardeal. Francisco comemora um ano do papado mais ‘refreshing’ dos últimos séculos. O emplastro de Belém veta outra lei que implica directamente com as ‘suas despesas’. Há novas e excitantes imagens de bombardeamentos aéreos na Síria, de banhos turcos em Istambul e de ‘manifestações fascistas’ na Venezuela. Prosseguem, a bom ritmo, a batalha naval na Crimeia e o mistério do avião desaparecido em plena Ásia. A greve da CP, segundo fonte sindical, tem 85% de adesão. E Portugal acorda da ressaca do lançamento desse monumental saco de gatos que se chamou Manifesto dos 70.

Chega a dar-me ganas de me socorrer da Bíblia. Mas não me vem nenhuma citação jeitosa à memória. Fica para a próxima.

Venezuela a caminho do desastre

-O sucessor de Hugo Chavez, acossado nas sondagens com a popularidade em queda, resolveu aprofundar o socialismo na Venezuela, roubando os comerciantes para agradar à população. A factura será paga em breve pelos que agora aplaudem a revolução bolivariana. Uma vez mais este tipo de políticas irá conduzir um povo à miséria. Inevitável.

Dá Cá!

Um Regime absolutamente extorsionário!

Na Venezuela

É assim, civilizadamente.

Ele Decretou o AlieNatal

Não seria mais simples mudar de paradigma económico, saber o que anda ali fazer?!

Progresso e Prosperidade

…portugueses. Numa escola de Samora Correia, racionamento de papel-higiénico.  Há dois anos, a Venezuela foi declarada livre de analfabetismo. E todas as consequências têm causas.

Prosperidade e Progresso

Venezuelanos. «não há farinha, óleo, leite, açúcar, manteiga, sabonete…» Inflação a 50%. ‘Bora, Bloco e força, PC! Vamos por aí.

A cor do petróleo

O da Venezuela é vermelho. Não exactamente do vermelho que inundou as capas dos jornais, que era um vermelho-telemóvel embora haja quem o tenha imaginado vermelho-chávez.

Qual é a cor do petróleo saudita?

Um tribunal da Arábia Saudita condenou dois activistas políticos, fundadores da Associação Saudita dos Direitos Cívicos e Políticos, uma organização proibida pela monarquia saudita, a penas de dez anos de prisão.

Execução na Arábia Saudita (a 2ª é texana)