O dia em que o táxi pode mudar de partido


Há uns anos, a teimosia de Pedro Passos Coelho era apontada pela bancada de comentadores como algo positivo. Chamavam-lhe firmeza. Agora sentem na pele o resultado da incompetência, a mesma que teve como programa de governo o caminho do abismo para ir além da troika.

Este desaire é o que menos me preocupa. Em vez dos boys laranjas, outros ocuparão os lugares, nada mudando verdadeiramente – e é esta a parte deveria inquietar todos que não vivem do tachismo. Veja-se o entusiasmo socialista, com os ministros a fazerem a corte na campanha de Medina, para se perceber que é do poder, e das benesses que este proporciona, a que tudo isto se resume.

Por fim, os eleitores fazem as suas escolhas. Acho muito bem, excepto que há escolhas que acabam por me vir ao bolso. Por isso, tenham lá paciência, mas não acho bem que tenham escolhido para presidente quem andou envolvido em crimes com dinheiros públicos. Não digam depois que não sabiam o que estavam a fazer. Hoje em dia, só fecha os olhos quem os quiser fechar.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    TPC autárquico

    Rouba, mas faz…
    Rouba, mas faz…
    Rouba, mas faz…
    Rouba, mas faz…

    – Ó mamã, quantas vezes tenho de escrever esta frase?

    Responde a mãe:
    – 100 vezes, meu filho. Lembra-te que vives e estudas em Oeiras!

    Mais do que a derrota do PSD, a mim enoja-me a circunstância de um ex autarca e ex ministro, condenado pela justiça, ser eleito para Presidente da Câmara do Concelho que dizem ser aquele que mais licenciados tem como residentes.
    Só posso constatar um facto:
    “Quanto mais estudos tens, mais propensão para o gamanço terás!”

    • JgMenos says:

      Quando a democracia atinge o estado geringonço tudo pode acontecer, desde uma enorme derrota do PPC à sagração do Isaltino.

      • Que chatice, os partidos de esquerda se terem unido. Como se sabe, uniões de facto só à direita.

        Mas vergonha, vergonha é um candidato ser eleito e logo fazer o oposto do que prometeu em campanha. O oposto. É de Passos que falo, claro. Foi um embuste eleitoral.

        • JgMenos says:

          Embustes eleitorais?
          Do outro lado estava o 44 com o seu cheque-bébé.
          Por falar nisso, para quando o cheque-bébé? O prometido é devido.

          • Sempre achei giro que alguns olhem para a crítica como forma de defesa de um dos lados. Continue assim que vai bem. Se experimentasse ver o que escrevi no tempo de Sócrates poderia ter antecipado esta pergunta: onde é que está a devolução do IVA prometida pelo Passos Coelho?! Mas compreendo, há que apresentar serviço, não é?

          • JgMenos says:

            O que se disse na altura era que a situação era pior que o esperado.
            Pode bem ter sido, e bem pode ser assim no futuro, com a moda de não rectificar orçamentos e de pagar atrasado.
            Transparência nas contas públicas, nos créditos da CGD, na independência do BP, na independência de reguladores… tudo são maus sintomas.

      • Rui Naldinho says:

        Não fossem as alianças PSD/CDS em mais de metade do concelhos do país onde a direita ganhou, e vocês ainda teriam uma derrota maior. Copiosa, mesmo!
        Contrariamente, em termos autárquicos, que eu saiba, não há nenhuma Geringonça à partida.
        Nunca te ocorreu, nessa tua cabecinha, ponderar por que razão em Pedrogão Grande, o tal Concelho fustigado pelo fogo e pelas terríveis mortes do Verão, o PS ganhou com maioria absoluta?

  2. Grande vitória eleitoral para o PCP e BE, parabéns pela aliança com o grande líder António Costa…

    Rui Silva

    • Rui Naldinho says:

      Então, e a Coreia do Norte?
      E os estalinistas? Já os caçaste todos?
      Já acabaste de contar as vítimas do estalinismo?
      Depois de uma derrota copiosa da direita pafiosa, só um néscio estaria preocupado com as Câmaras Municipais perdidas pelo PCP, para o PS.
      Depois de alcançarem o pior resultado da história os psd’s masturbam-se com o PCP.
      Tu até sabes que Almada nunca será laranja ou azul celeste. E muito menos o Alandroal ou Évora, Beja,…
      Mete mas é a viola no saco, e muda de pregão. Esse já está muito gasto!

    • ZE LOPES says:

      Já vi que o i de Silva já está murcho! Não é para menos!

Trackbacks

  1. […] O dia em que o táxi pode mudar de partido […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s